quinta-feira, 2 de outubro de 2008

O Amor


Tentei fugir a este tema...mas penso que mais cedo ou mais tarde teria que tocar nele...
Amor...é fogo que arde sem se ver...já o poeta dizia...Amor...essa pequena palavra que significa tanto...Amor...esse sentimento capaz de transportar a maior felicidade ou a incomensurável tristeza...
Por muito ter gostado de hoje ter lido uma frase escrita por uma amiga...optei por tocar no tema exactamente hoje...dizia ela "no amor, a dor e a alegria lutam sempre entre si"... o primeiro comentário que fiz foi exactamente dizer que estava muito boa a frase...
Vamos lá então falar um pouco sobre essa luta...sim...se pensarmos um pouco veremos que essa frase faz todo o sentido e tem toda a pertinência...quando a alegria está a ganhar a luta...tudo corre bem nesse amor...quando a dor está na frente da luta...aí algo corre mal...e agora pergunto eu...e se a dor e a alegria estiverem empatadas?
Pessoalmente, penso que quando essa luta está empatada esse amor está morto e pode ter como destino o fim...estão agora vocês a pensar...está maluco hoje...eu explico-me...
Ora se o amor é fogo que arde sem se ver, ferida que dói e não se sente...meditemos um pouco...se nem a alegria nem a dor estão na frente da luta...então esse amor caí em monotonia...não há emoções...não há vivacidade...não há chama...e agora já concordam comigo...?se não há emoção...então o amor vai decaindo...vai perdendo chama...vai esmorecendo...Para alimentar esse amor e essa chama são precisas acções que o espevitem...para que não se caia na monotonia e no fim desse amor!
No amor reside a maior das forças do ser Humano, talvez seja esse amor que faz com que o ser humano possa ter mais força que o próprio Mar...como já falei num dos post anteriores...
Como diz a pequena imagem no início do post...O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta...é notória a sua força...é evidente o seu poder...Quando amamos sentimos o sabor da imortalidade...conseguimos voar sobre as nuvens...quando amamos nada tememos, nada nos faz perder a esperança...quando amamos sentimos o poder a felicidade suprema.
Deixo-vos duas pequenas mensagens:

Quem Amor semeia na pessoa que ama, apenas pode colher como frutos Amor.

Ama quem te ama, não ames quem te sorri; porque quem te sorri não te ama e quem te ama sofre por ti.

2 comentários:

carmem Lucia disse...

Ainda não tinha pensado,na possibilidade de um empate entre
a dor e a alegria, mas será que tendo um pouco dos dois seria exatamente esta a condição para
não cair na monotonia?
Mas num ponto eu concordo:
Qaundo amamos mos achamos especias,
tudo é mais bonito.
Grandes e tocantes palavras, foram ditas neste texto.
Parabéns meu caro poeta!!

MANUEL disse...

ESTA BONITO ESTE TEXTO COMO TODOS OS OUTROS.Mas as duas frases finais dizem tudo sobre o amor e muito verdadeiras ,mais espelicito e impossivel. Continua que te apoio, estas no bom caminho, se precisares de algo ja sabes podes contar comigo, para o que precisares, mais que nao seija para qualquer tipo de desabafo. Abraço do tamanho do mundo que e disso que ele precisa, para ver se fica melhor do que esta. FELICIDADES