domingo, 26 de outubro de 2008

Sofrer...

Sofro...
...apesar de estares sempre comigo nas raízes do meu pensamento...
...eu sofro...sofro com ausência, com a distância física que nos separa...
...mas sofrendo...vivo também com a felicidade no horizonte...
...pois apenas sofrendo desta forma percebo o quanto és imprescindível para mim...
...só assim posso realmente ter uma pequena ideia da importância que tens na minha vida...
...e assim ganho força para enfrentar as montanhas que nos separam.

Sofro...dói...
...quando te vejo e não te posso tocar...
...quando nos tocamos num olhar mas não podemos consumar as palavras que trocamos os desejos que sentimos...
...quando desejo perder-me na viagem pelo teu corpo e sinto o meu corpo descarrilar pois não o posso fazer...
...quando o tocar, beijar, sentir são proibidos...
...quando penso em ti, e não te tenho a meu lado...
...quando sonho contigo e ao acordar caio no abismo, na escuridão do vazio!

Sofro...dói...mas acredito...
...que o caminho é seguir em frente...
...que o condutor dessa viagem apenas pode ser um...mesmo magoado sempre seguirei a sua voz...a voz do coração!
...que a felicidade pode estar na passagem da próxima portagem...
...que esse caminho pode conduzir a locais maravilhosos e que por nada vou deixar de os tentar conhecer e partilhar contigo.

Sofro...dói...mas acredito...vivendo e lutando...
...alcançamos os nossos sonhos...
...conseguimos alcançar e viver a partilha de sentimentos tão raros como a felicidade e o Amor.

Por isso...
Eu sofro e dói muito...mas acredito que apenas vivendo e lutando te posso alcançar e juntos partilharmos esta viagem por caminhos que nos levarão até...

2 comentários:

António Luís disse...

Muito bem!
Denso e sentido.

carmem Lucia disse...

Este poema é um lamento de amor.
Quando uma parte é completa doação,
aceita o sofrer,amar e talvez não ser amado.
Mas como todo apaixonado. segue amando e sonhando que um dia
toda a dor do sofrer sózinho.possa
a vir a ser compartilhada por quem ele acha que é a sua metade.
Lendo este poema,dá para sentir todo sofrer,os desejos os anseios as ilusões deste amor doação .
Desejo que continue sempre escrevendo assim:
Com Pura Emoção!!
beijus