segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Altivez do amor...


Os amores assim apenas acontecem uma vez na vida...

Desde o dia que te conheci
Investigo a razão para que tal tenha acontecido!...
Anoitecem os dias e eu penso,medito...desespero...
Respostas nem vê-las!...
Invento teorias, pesquiso razões...
Obstinado procuro aquilo que nem a própria razão conhece!...

Desgovernaste a minha solidão...e...
Almejando de novo o prazer de viver...avancei...

Nunca esperando ir...por mais longe que fosse...
Onde, mesmo sem tu sonhares, me levaste!...
Serviste-me um pouco de magia...Oh, doce cálice de magia!...
Semeaste a esperança onde apenas o desânimo reinava...
Atiçaste um fogo outrora quase extinto!...

Poder extraordinário que tiveste...
Ainda hoje penso como foi possível...
Inquieta-me que algo tão intenso cesse...
Xau!...A palavra mais temida...
Aquela que me faz tremer...
Oscilando mais do que a vela de um veleiro em alto mar!..

2 comentários:

SISC disse...

Olá Caroteno!
Antes de mais obrigada pela tua visita e comentário ao meu blog, serás sempre bemvindo!
Quanto a ter mais trabalhos...
Já fiz muita coisa diferente, principalmente para crianças, mas agora com uma bonequinha que não pára quieta, o tempo não chega! :-)

Quanto ao teu Blog, Parabéns!
Gostei bastante do que li, continua, não é habitual ver tamanha exposição de sentimentos num homem.
;-)

De:
Amararealidade.blogspot.com

carmem Lucia disse...

OI Filipe
Tem razão ;amores intensos
assim descrito só acontecem
mesmo uma única vez.
Que poema lindo!!
Emoções a flor da pele..
Dá para viajar na magia
das palavras.
Eu considero o melhor que li
até agora , o mais completo. mais emotivo.
Sem palavras para comentar algo mais sobre este belo poema!!

beijos