domingo, 9 de novembro de 2008

A Incerteza...


Chegaste assim...

...de forma simples, discreta, por entre muitas outras pessoas que também entraram na minha vida...

...de maneira diferente, pois ao contrário de outros acabaste por entrar...nem precisaste bater à porta...entraste logo e quase sem eu me aperceber!

...depositando em mim um novo olhar sobre o mundo, um novo gosto de viver...

...por entre alguma neblina...que não te acompanha...mas que me envolvia e atemorizava!

Contigo trouxeste...

...a alegria...aquela que andava afastada de mim e que me fez voltar a sorrir para a vida...

...o sonho...daqueles que nos guiam orientam por entre a floresta da nossa vida...fazendo-nos desviar de algumas árvores e querendo abraçar outras...

...o sentimento...que no início neguei...mas que desde esse dia não parou de crescer e que por isso se torna tão difícil de esconder...

...uma nova estrada...uma estrada que quero percorrer...contigo e sempre contigo...pois foste tu que me abriste a porta para essa estrada.

E agora...

...que partilhámos pensamentos, momentos de vida...tornámos-nos mais que amigos e menos que...

...que cada momento passado contigo é como uma fonte de alegria a jorrar...e cada momento longe de ti parece um abismo.

...à nossa frente surge um nevoeiro denso de incertezas... avançar...não avançar!?

...tenho a vontade de pegar na tua mão...juntos corrermos em direcção ao nevoeiro...nunca te largando a mão e juntos chegarmos a um local livre desse nevoeiro!


A estrada da vida irá desvendar esses pequenos mistérios...

1 comentário:

António Luís disse...

Há uma (in)certeza nos dias que passam, disso temos certeza!