sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Luz que nos conduz!...



Chegaste!...Recatada avançaste para mim...
Oculta pela luz que brotava dos teus olhos...
Não recuei...mas tive dificuldade...
Tanta luz!...ofuscado não vacilei...
Reconheci a sua fonte...
Obscura, mas capaz de emanar tanta luz...
Luz que escapa aos distraídos e cativa os atentos...
Atestou o motor que estava de rastos...
Reconstituiu as partes danificadas e destruídas!

Oh luz...poderosa luz...que não podes ser controlada...

Afasta de mim a incerteza, a dúvida...
Multiplica a tua intensidade se for necessário...
Ocupa a minha vida com toda essa alegria...
Renascerei de novo para que possas vir até mim...

É inverosímil pensar na minha vida sem ti...

Impensável, que em tão pouco tempo...
Muito tenhas conquistado!
Pacata e discreta a forma como nos conhecemos...
Olhares indiscretos foram trocados...
Silêncios profundos partilhámos...
Sílabas e palavras dissemos...
Incontroláveis momentos vivemos...
Vivo e recordo todos esses instantes...
Especiais, únicos...indiscutivelmente os melhores!...
Loucura!...sim...mas não será isso o amor...uma loucura!?...

Sem comentários: