terça-feira, 9 de dezembro de 2008

A nossa pequenez...



Altruístas de todo o mundo que nos rodeia!...

Não estamos sós!... Mas agimos como tal...
Ocupados... corremos todo o dia...
Seguimos uma vida que mais parece um circo...
Seguimos uma vida em que parecemos amestrados!...
Amestrados pelo trabalho, pela correria, pelo stress!

Porque deixamos de lado o importante da vida...
Equivocados estabelecemos prioridades...
Quantas vezes erradas, onde o material supera o essencial!...
Ultrapassados pela estupidez em que as nossas vidas se transformam...
Esgrimimos argumentos com os quais tentamos...tentamos...
Nunca conseguindo, contudo, justificar essa estupidez!...
Exíguos ao que nos rodeia e a quem nos rodeia...
Zelamos o nosso bem estar... tentando desunir-nos dos outros!...

É triste a nossa pequenez... a nossa insignificância...

Ruína moral e temporal impera nos nossos tempos...
Inveja e ódios reinam... melhor imperam!
Destroem relações e relacionamentos...
Inquietam aqueles que param um pouco para pensar...
Capazes de desejar mudar o mundo!...
Um sonho, sim pode apenas ser um sonho... uma ilusão!
Lutar por eles... é uma realidade...
A vida é curta demais para ser vivida assim!...

1 comentário:

carmemlucia disse...

Tem razão em tudo que escreveu.
vivemos num circo,aonde cada um de nós tenta fazer o seu papel: pintamos o rosto como os palhaços fazem.Assim ninguem pode ver realmente como somos:num mundo competitivo não queremos parecer sonhadores.e nos transformamos em mais um dos filhos do mundo moderno.
Um texto forte, critico mas infelizmente:
REAL