sábado, 27 de dezembro de 2008

Às vezes é preciso...




Às vezes é preciso...

...sofrer... deixar que o talhante nos desmanche nas nossas mais pequenas partes, para no fim disso percebermos a importância que todas têm e o quanto errados estávamos ao ignorarmos algumas delas...

Às vezes é preciso...

...chorar... limpar toda a mágoa e sofrimento que existe dentro de nós, deixando que escorram por entre as pequenas gotículas de água...

Às vezes é preciso...

...sorrir... mostrar o lado bom da vida, mesmo quando a vida teima em não nos sorrir... mostrar aos outros a alegria que vai em nós por termos sido capazes de sofrer e de chorar!...

Às vezes é preciso...

... lutar... ultrapassar todas as barreiras que se erguem à nossa frente e deixar fluir o que de mais puro e incontrolado existe...

Às vezes é preciso...

...vencer... o medo dos tabus, o receio do fracasso... vencer a nossa maneira de ser...derrota-la e conseguir dessa forma passar-lhe à frente e sair para cada batalha e combate com ânimo redobrado!...

Às vezes é preciso...

...olhar... um sinal, um gesto, uma silenciosa palavra que nos dê o toque... o impulso... que nos dê a motivação e a força para continuar a lutar e procurar vencer hoje e sempre!...

Às vezes é preciso...

...tão pouco para sermos felizes... mas teimamos em nos afastar dessa felicidade... agarrados ao que temos... com medo do que possa vir... assustados por ter que recomeçar de novo...

Às vezes é preciso...

...morrer... interiormente para que se possa renascer com novo fôlego... é preciso morrer para que alguém ou nós próprios tenhamos o real valor que nunca nos deram ou disseram....

Sem comentários: