segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

A tua ausência...


A tua ausência...

...não significava nada! natural... claro como podia significar... não te conhecia!...

A tua ausência...

...começou de forma tímida a fazer-se notar... como as flores esperam os cuidados dos seus donos... assim eu comecei a sentir a tua ausência... precisando dos teus cuidados, até então desconhecidos!...

A tua ausência...

....dói... mata como uma bala!trespassa o meu coração num só golpe... mostra-me o gosto e a vontade de viver... clarifica a vontade de estar sempre a teu lado!...

A tua ausência...

...mesmo sendo dolorosa... faz com que ao longo do dia possa sorrir... às vezes sem que os outros percebam porquê... um sorriso emana dos lábios... um sorriso para ti e por ti!...

A tua ausência...

...em tempos matou um sentimento... e nos novos tempos acabou por mostrar a força de novos frutos à espera de serem colhidos!...

A tua ausência...

...trás a saudade... a saudade lembra a tua importância... a importância apenas existe porque me ajudaste a reconstruir... a reconstruir e a colocar de novo um coração fora de órbita... fora de órbita mas rumo a uma estrela... a estrela que és TU!...

2 comentários:

carmem Lucia disse...

A tua ausência, quanto significado em poucas palavras .
comentar sobre este texto está sendo dificil.por que ele reflete a várias formas da ausencia. Aquela que mesmo presente é doida igual,mostra toda importancia de uma pessoa na nossa vida.
Filipe!! quando eu digo que já és um poeta, porque tens o principal:
quando escreve, eleva tua alma e sabe exatamente cada sentimento por mais oculto que possa parecer, sempre consegue descrever o que vai no coração de cada pessoa.

"Um sorriso para ti e por ti"...

Talvez muitos não entendam ou não vejam esta frase da mesma forma que eu.
Um sorriso por ti...algo tipo:está bem,cada um faz suas escolhas,fez a tua .
Um sorriso para ti.. eu avalio como um agradecimento.de certa forma me fez conhecer novos caminhos!!
Este foi o texto que mais mexeu comigo,já está gravado na minha mente.
Parabéns meu poeta querido!!

Fátima disse...

Já há muito tempo que aqui não deixo um comentário mas neste poema tinha de sair.Gostei bastante deste. Gosto da maneira como escreves maninho, tens alma de poeta. Continua assim qualquer dirá tens de fazer um livro. Serei a primeira a compra-lo :)

Beijokas