domingo, 18 de janeiro de 2009

As portas... os horizontes...



As portas...
São barreiras... são obstáculos!...

Portas que se abrem... portas que se fecham...
Ornamentam a nossa vida...
Requisitam importância e protagonismo...
Tentam impedir o acesso ao que está para além delas...
Afastam-nos do que se esconde...
Silenciam o que para lá delas se passa...

Dentro da nossa vida haverá portas?
As portas que nos barram a passagem...

Vitiminizamo-nos lamentando não as conseguir transpor...
Impedidos por não as conseguirmos abrir...
Dai-nos as chaves... destranquem as portas...
Abri as portas de par em par...

Ocupados com os afazeres do dia a dia...
Unicamente tentamos encontrar as desculpas mais fáceis...

Uma chave procuramos nós!
Mas... se as portas são parte da nossa vida...
A quem a vamos pedir...?

Vamos tentar encontrar soluções nos outros...
Invés de as encontrarmos dentro de nós...
Desilusões e problemas... sofrimento e dor...
Apenas isso encontraremos!...

Sejamos donos da nossa vida...
Encontremos as soluções...
Minimizemos as portas fechadas e alarguemos os horizontes!...


Portas... ou sem portas... elas estão lá!
Ocultas para os outros... e destrancadas por nós!
Resistamos à tentação de ter medo de as ultrapassar...
Transpor, e não voltar para trás... esse é o verdadeiro desafio...
A cada nova porta aberta... novos horizontes se abrem...
Sigamos sempre em frente... com toda a força e com todas as convicções!...

1 comentário:

carmemlucia disse...

Meu querido amigo todos nós deviamos saber o momento exato para escolher:
Fechamos as portas ou abrimos?
Mas creio que o mundo não nos permite portas abertas. Por elas podem entrar monstros. Na infância eles costumavam assustar as criancinhas.Então eu acho melhor não deixar porta aberta é perigoso, ou esconder a chave .Assim nunca corremos o risco de nos machucar.
Sei que vai dizer que devemos encarar nossos medos e deixar a vida seguir seu curso. eu já conheço muito bem este meu amigo.
Mas lembre-se devemos nos preservar da melhor maneira possivel!!
beijinhos com carinho!