domingo, 4 de janeiro de 2009

Dias de Solidão...



Há dias assim...

... dias em que tudo à nossa volta está a ruir... tudo está a desaparecer... ou seremos nós que fechamos os olhos para não vermos a realidade e sonharmos apenas com os nossos mais puros e profanos desejos...

Há dias assim...

... em que tudo em nós está submerso... tudo em nós se esconde ou melhor se afunda no mar do desgosto... e nos rios da desilusão...

Há dias assim...

... a estrada foge debaixo dos nossos pés... ficamos sem chão... levitamos no vazio... aceleramos a fundo rumo ao infinito...ou até mais além... mas como não temos suporte... não avançamos!...

Há dias assim...

... as nuvens escondem e cobrem todo o horizonte... o sol que outrora raiava no céu está agora morto... apenas o cinzento e a chuva reinam... os céus desabam e as minhas lágrimas inundam os caminhos por onde tento viajar até ti...

Há dias assim...

... dias em que a solidão e a mágoa falam mais alto... dias em que por muito que os lábios possam sorrir a alma chora amargamente e como tal os olhos que são o seu espelho estão tristes e abatidos... dias em que as próprias palavras infligem chagas profundas e grandiosas que despedaçam o meu corpo e coração...

2 comentários:

António Luís disse...

Faço votos para que a tristeza que inunda o texto, não seja tua companheira...
Se for, por vezes escrevemos como se não fossemos nós-mas somos, espero que ela passe depressa. O sol está lá, mesmo que tapado por negras e chuvosas nuvens.
Há que esperar e por vezes, ir em busca dele!

Até breve!

EU disse...

a solidão de estar sozinha n me assusta... assusta-me quando estamos sós mesmo que acompanhados....

obrigada pela msg e um até já com aquele sorriso :-)