domingo, 15 de fevereiro de 2009

Um doce toque de insanidade...



Vagueio solitário pelos caminhos tortuosos desta vida...
Ao longe contemplo a tua beleza...
Anseio que a esperança tenha voz...
Desejo uma oportunidade...
Poder pegar na tua mão...
Acariciar o teu rosto...
Beijar a tua pele...

Desde o primeiro dia sinto a tua luz...
Nasceu para mim um novo sol...
Radiante e radioso...
Um brilho que me ofusca e cega...
Mas que ao mesmo tempo me guia e orienta...

Queria neste dia 14 de Fevereiro poder gritar...
Proclamar aos quatros ventos...
Suspirar no teu ouvido...
O que sinto por ti...
E tudo o que fazes sentir dentro de mim...
Não o fiz... apenas consegui compor este pequeno texto...
Sim! este texto é para ti... sim mesmo para ti...

A timidez que me rege tem-me impedido...
Amordaçou-me durante tempo demais...
Acho que chegou a hora de te dizer...
És muito especial para mim...
Quero e desejo conhecer-te melhor...
E tu queres que eu te conheça?
Sim, claro que a pergunta é mesmo para ti...
Aguardo um sinal...
Um olhar...
Ou simplesmente aguardo a força que me tem faltado...
E me tem feito evitar o possível Não!

2 comentários:

More Than Words disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
António Luís disse...

Meu Caro!

Há uma tristeza grande no texto...
Coragem para a colocar para trás é o que te desejo!
Há mais marés que marinheiros!