terça-feira, 3 de março de 2009

Conheci ...


A dor bateu-me à porta...
Levando com o mundo em cima
Gritei e chorei de desgosto...
O abismo acolheu-me e eu deixei-me cair...

Quase desapareci de tanto sofrimento...
Um anjo me salvou...
Elevou-me do abismo onde me encontrava...

Nessa altura, a tristezas e dores partilhámos...
Um laço de sofrimento... ou algo mais!?
Não sei!... desejo algo mais sem dúvida...
Conversas atrás de pequenas conversas...
A certeza da compreensão e do ombro amigo.

Esperança, alegria... não sei como definir...
Simplesmente... percebi que toda a dor que sentia
Partilhada era contigo...
Estupidez pensar que alegria essa que nasce da dor...
Revelação divina, ou apenas um abrir de olhos...
Estava livre... a dor que sentia não era apenas minha...
Indubitavelmente a minha dor maior era ver-te triste...

Participar da tua dor fez desaparecer a minha...
Os desejos que pude então formular...
Dúvidas que dissipei... um louco verão aquele...
Entre a ajuda que sempre ofereci...
Revitalizava-se o querer de muito mais!...

Confidentes nos tornámos...
Os segredos mais bem guardados por nós os partilhámos...
Nunca esquecerei esse desabrochar da nossa ligação...
Ter alguém assim ao nosso lado é verdadeiro tesouro...
Envolve-nos com a sua compreensão ou simplesmente com o seu ouvido...
Mais do que isso... seria possível... será possível?!
Punhais de dúvidas mesmo sem o saberes colocas nas minhas mãos...
Lembranças esquecidas... escritas no ar...
A diferença agrada-me... mas será que é desta?
Revigora-me pensar que sim... faz-me sorrir...

Sem comentários: