terça-feira, 17 de março de 2009

Para ti...


Para ti e por mim, me entrego nesta flor...
A ti que trouxeste de novo o sol ao meu rosto...
Tu que sem saberes enxugaste as minhas lágrimas...
Recuperaste o meu coração e o fizeste desejar-te...
Impossível! Sim seria a palavra que melhor poderia definir...
Como?... Uma pergunta muito repetida e nunca respondida!...
Invadiste a minha vida e com isso trouxeste o fim da ditadura...
A ditadura da confusão e do sofrimento...



Deixa-me poder beber da tua essência...
Enfeitiça-me com o teu olhar...
Incendeia-me o corpo de desejo e paixão!...
Xeque-mate me dás com os teus movimentos...
A vida lá fora parece parar... esperando por ti!...

Mergulha comigo... deixemos as ondas do amor,
Envolver-nos no mar da felicidade...





Avança para mim! Avanço para ti...
Marcaste a minha vida a ferro e fogo...
A marca que ainda hoje flameja no meu peito...
Rasguei a roupa e deixei que o fizesses...

Tantas vezes pensei se o deixei ou o fizeste,
Estando eu enfeitiçado no teu doce sorriso...




Desnudei-me de orgulhos e medos
Expus a essência dos meus sentimentos
Madrigais tentei compor...se nunca conseguir...
As palavras acolheram os sentimentos...
Inventaram pensamentos... descobriram sonhos...
Seduziste-me num olhar... guardo-te nesse olhar!

2 comentários:

Drêycka disse...

lindo lindo, caroteno!!!!!

ai, ai.... :D

Caroteno disse...

Eu também gostei imenso quando o li depois de pronto!
Há texto que se gostam mais que outros...este deu imenso gosto em escrever!