segunda-feira, 20 de abril de 2009

Controlo...



Perder o controlo... e num gesto rápido dar um murro na mesa...

Assumir o controlo... para mais tarde o perder da forma mais irracional....

Tentar controlar... aquilo que não se pode e perder aquilo que se deve...

Perder o controlo... e de forma incontrolada tentar reassumi-lo...

Assumir o controlo... e perder tudo aquilo que não pode ser controlado...

Tentar controlar... e dessa forma apenas errar e nunca saborear...

Perder o controlo... sobre o momento que nunca chegamos a controlar...

Assumir o controlo... do sonho onde tudo pode ser controlado e nada perdido...

Tentar controlar... assumir o controlo... e perder todo o controlo...

Haverá maior essência do que perder aquilo que nunca se pode controlar...
Ou saborear cada momento da perda desse mesmo controlo...

2 comentários:

carmemlucia disse...

Tentar controlar é algo próprio
de todo ser vivo. e geralmente as escolhas são equivocadas.
Os sonhos de tudo controlar e nada perder é talvez a maior ambição da raça humana. Controlar..Controlar,assim somos os donos de tudo e todos.Aonde esta a essência de perder o que nunca foi adquirido?
Saborear o amargo sabor da perda tem sentido na minha opinião.
Brindemos ao que foi perdido ou a algo que nunca obtivemos na realidade.

Caroteno disse...

É bem provável que nunca tenhamos o controlo... nem sobre nós próprios... pois se tal acontecesse onde ficaria o verdadeiro saber da vida?