sexta-feira, 24 de abril de 2009

Doce mel...

O doce mel dos teus lábios...
Faz-me não parar de os beijar...
Receio contrair diabetes...
De tanto doce tocar e ingerir...
O doce mel dos teus lábios...
Faz colar os meus aos teus...
Finalmente calaste-me...
Sem qualquer palavra fiquei...
O doce mel dos teus lábios...
Derrama-se pelo teu corpo...
Faminto desse mel percorro o fio...
Que se desenha no teu corpo...



O teu corpo é mel onde quero ser a abelha e nele me banhar...
Saciar-me nele até que dele nunca mais me vá libertar...
O teu corpo é mel e o seu brilho atrai o meu olhar....
Cega-me! Beleza alguma quero mais contemplar...
O teu corpo é mel onde me quero saciar e banquetear...
O meu corpo no teu calor e tempero cozinhar...

Sem comentários: