quarta-feira, 8 de abril de 2009

Renascer...


Vivemos um grande amor...
O amor desvanece... ou é destruído...
Caímos no abismo, mergulhamos na solidão!
Estatelamos o corpo no fundo...
Sentimos dores profundas, desejamos a morte!...

A verdade é mesmo essa...
Precisamos morrer, deixar morrer uma parte de nós...
Essa parte que tanto nos dói... tanto nos maltrata...
Nunca irá morrer, ela faz parte de nós...
Apenas terá que morrer da raiz do pensamento...
Se conseguirmos isso podemos voltar à vida...


Podemos pintar belos retratos...
Podemos tentar pintar a nossa vida de outras cores...
Essas tintas escorrem às primeiras lágrimas...
As cores misturam-se e nós perdemos identidade...
Temos que ser fiéis a nós próprios...
Antes de o sermos aos outros...
Temos que encontrar a nossa felicidade...
Antes de a partilhar com os outros...
Temos que sentir o nosso amor...
Antes de o viver com outra pessoa...
Já encontrámos essa felicidade...
Já vivemos esse amor...
Já fomos fiéis a essa pessoa...
Quase nos sentimos realizados... o que falta?
Vivemos no retrato e não passámos à pintura...
Traçámos linhas, e não sentimos os traços da paixão...
Da nossa tela apenas ficou o nosso nome...
É pois tempo de renascer...
Renascer mas desta vez para não perder...
Não perder... aquela que é a nossa identidade...
A nossa identidade que nos define de verdade...
Assim amaremos de coração...
E finalmente passaremos a paixão...
Chegaremos finalmente... onde?
Onde o destino nos levar!

1 comentário:

Desejos Aliciantes disse...

alumas coisas morem pra que outras possam ter vida...
assim acontece dentro de nós
sentimentos diversos
a vida pulsa
e como vc disse deixe que a vida nos leve
Boa noite pra vc
beijos