segunda-feira, 1 de junho de 2009

A voz...


Sinto a "leve" brisa do mar...
Mar forte e poderoso...como os sentimentos que velozmente correm dentro de mim...
É inebriante!
Assim, como aquela borboleta em tamanho miniatura que voa entre duas arestas que representam a imensidão real da Natureza em que se perde!...
E pensa ela que o mundo à sua volta apenas a isso se reduz!...
Será que o pensa mesmo?!...
Saboreio o mar...
O Doce Salgado...
A doce paixão que neste momento muito desejo saborear o teu doce beijo...e o teu salgado abraço...
Esse doce e salgado que tanto bem e imprescindíveis me são e tanto os quero saborear...
Que poder!!!...
Que poder oh Mar!!!
Que na tua força me transportas e me devolves àquilo que poucos entendem!...
E esse espelhar... Esse belo espelhar... que deixas que te roce, que deixas que te toque apenas como uma carícia a respeitar o que a superfície do teu leito é!...
Sim, apenas roça... apenas o roça...
O Sol despede-se neste momento...
Agora que ele parte posso nele confiar um enorme segredo e apenas com ele o partilhar...
Dando-lhe a conhecer o que em mim reside...Amor e Alegria...
Amor por ti que me fizeste descobrir o que é o Amor e o Amar...
Alegria porque sendo injusto e cometendo tantos erros, não deixas de me ajudar a libertar desses males para verdadeiramente viver esse Amor... de forma plena e intensa...
Se em ti me fundisse ficarias a saber todos os meus segredos...
A ti meu anjo...
E apenas a ti me dirijo directamente agora...
És o todo do "envoirement"... a essência... o mais importante e por isso te guardei estas breves palavras...
A ti meu anjo... Obrigado...
Por tudo o que me fizeste e fazes viver...
E que no fundo está espelhado nestas pequenas palavras...
E neste grande xi que agora partilho contigo...
Gostaria de ficar...
Gostaria de ficar para sempre!...

2 comentários:

António Luís disse...

Muito bem!
O Mar é grande! Sempre!

Caroteno disse...

É mesmo companheiro de luta!
O Mar é muito grande e muito poderoso...
Este texto é um pouco espelho disso... o poder do mar ajudou a construir este texto único...que espero poder voltar a escrever em breve... é um texto para além do texto... um mar para além do mar... enfim...é tudo e pode ser nada! Mas esperemos que seja tudo!