quarta-feira, 3 de junho de 2009

Dei-te quase tudo...


Dei-te quase tudo...
E esse quase foi muito pouco...
Como um dia de verão em que o sol apenas surge a meio do dia...
Ou como uma noite de Agosto em que chove desenfreadamente...
Dou-te a chave do meu coração... aceitas?
Podes entrar... no interior vais ver que tudo te reflecte a ti...
Tudo no interior dele bate por ti...

Sem comentários: