quinta-feira, 9 de julho de 2009

Vi...


Abri os olhos...
Por entre a escuridão da noite...
O breu rodeava os rostos da multidão...
Holofotes tentavam fazer brilhar vários rostos...
Ou as lâmpadas estavam à partida fundidas...
Ou brilhavam muito pouco...
Vi a luz...
Reconheci o brilho radiante...
Não era o Sol... mas sim um SOL...
A tua luz cegou-me...
Por entre a multidão vaguei até de encontrar...
E uma vez perante ti... pude enfim dizer...
És sol da minha vida...
Abri os olhos e VI...
Vi o que sempre procurei ver...
Estava tão nítido...
Esse caminho de felicidade...
Tão naturalmente desenhado e marcado na estrada da vida!


Sem comentários: