terça-feira, 18 de agosto de 2009

Mãos Vazias...


De mãos vazias nos encontrámos...
Dois desconhecidos errantes...
Buscando a felicidade e a entrega total...
Dois corações abertos receptivos a amar...
Num gesto assertivo tatuaste-me...
Com a tua mão digitalizaste o meu rosto...
E para sempre o guardaste em tuas mãos...
Seguidamente copiei eu o teu rosto...
Perpetuado na minha mão outrora vazia...
Nesse dia deixámos as mãos vazias...
Ficámos com elas repletas de amor...
De mãos vazias passámos a corações preenchidos...

6 comentários:

Neguinha disse...

ei.. estou acompanhando seu blog.. depois dá uma passadinha lá no meu.. aguardo sua visitinha.. bjs

Caroteno disse...

Obrigado pela tua visita,
E claro que já passei no teu blog... um dia destes deixo por lá um comentário também...

;)

Ana disse...

ola

Adorei este seu texto...de facto todos nos estamos tactuados na palma da mão de alguem...

beijo

Ana

Caroteno disse...

Olá Ana,

Benvinda de novo aqui ao blog... obrigado pelas tuas palavras elogiosas... e é bom encontrar alguém que partilhe alguns dos pensamentos que vou escrevendo...

beijo
Caroteno

António Luís disse...

Fico feliz por te ler feliz!
Vou passando fiel e interessado, amigo!

Abraço.
IB

Caroteno disse...

Amigo António,

Como vão essas férias? Obrigado pela passagem sempre atenta...

Um abraço