terça-feira, 29 de setembro de 2009

O saber...


Eu sei...

... que é difícil de acreditar...
... que é quase impossível de perceber...
... que é possível viver!...
Tu sabes...

... que os nossos caminhos se cruzaram...
... que desde sempre nos procurámos...
... o que ambos encontrámos!...

Nós sabemos...

... onde queremos chegar...
... que caminhos queremos percorrer...
... a felicidade partilhar!...

Eles não sabem...

... e por isso não percebem...
... e por isso não podem comentar...
... e nunca podem atrapalhar!...

O que eu sei...
Tu também o sabes...
Num mundo de saberes...
Somos dois seres abertos e transparentes...
Por isso eu sei e tu sabes...
Nós sabemos mas eles não sabem!...

O saber...


Eu sei...

... que é difícil de acreditar...
... que é quase impossível de perceber...
... que é possível viver!...
Tu sabes...

... que os nossos caminhos se cruzaram...
... que desde sempre nos procurámos...
... o que ambos encontrámos!...

Nós sabemos...

... onde queremos chegar...
... que caminhos queremos percorrer...
... a felicidade partilhar!...

Eles não sabem...

... e por isso não percebem...
... e por isso não podem comentar...
... e nunca podem atrapalhar!...

O que eu sei...
Tu também o sabes...
Num mundo de saberes...
Somos dois seres abertos e transparentes...
Por isso eu sei e tu sabes...
Nós sabemos mas eles não sabem!...

domingo, 27 de setembro de 2009

Silêncio...



Silêncio...
Não faças barulho...
Não tenho palavras a dizer...
Mas consegues escutar-me?...
No silêncio da noite as palavras fogem...
Escondem-se nas sombras...
Aquelas criadas pelos candeeiros da vida...
Nesse jogo de gato e do rato...
Não sei o que dizer...
Paro!... fico quieto e imóvel...
Ouço o que me dizes...
A tua linguagem parece difusa e difícil...
A tua batida desritmada confunde-me...
O que dizes tu?!...
Inquieto-me por não te perceber...
Decido parar de perseguir as respostas...
E apenas te fico a ouvir...
Bates leve... levemente...
Não chamas por mim!...
A tua dupla batida é inequívoca...
Chamas um nome!...
Todos temos um nome...
Mas chamas por esse nome que te acelera e...
Calma... escuta também tu!...
Ouve a sua voz...
Sente a sua presença e acalma a tua batida!...
Neste momento és tu que me ouves...
E ouço-a através de ti...
Ligação espantosa e única...
Silêncio!!...
Quero continuar a ouvi-la...

Silêncio...



Silêncio...
Não faças barulho...
Não tenho palavras a dizer...
Mas consegues escutar-me?...
No silêncio da noite as palavras fogem...
Escondem-se nas sombras...
Aquelas criadas pelos candeeiros da vida...
Nesse jogo de gato e do rato...
Não sei o que dizer...
Paro!... fico quieto e imóvel...
Ouço o que me dizes...
A tua linguagem parece difusa e difícil...
A tua batida desritmada confunde-me...
O que dizes tu?!...
Inquieto-me por não te perceber...
Decido parar de perseguir as respostas...
E apenas te fico a ouvir...
Bates leve... levemente...
Não chamas por mim!...
A tua dupla batida é inequívoca...
Chamas um nome!...
Todos temos um nome...
Mas chamas por esse nome que te acelera e...
Calma... escuta também tu!...
Ouve a sua voz...
Sente a sua presença e acalma a tua batida!...
Neste momento és tu que me ouves...
E ouço-a através de ti...
Ligação espantosa e única...
Silêncio!!...
Quero continuar a ouvi-la...

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Nos teus pés...


Pela estrada da vida vou caminhando...
O meu GPS são os meus sonhos...
Caminho... caminho...
Meio perdido observo a paisagem...
Do meio desta estrada alguém me chama...
Inquieto por pensar estar sozinho...
Tento descobrir de onde veio tal chamamento...
Quem és tu?...
Quem me chama?...
O silêncio perdurou...
Quem seria o desconhecido que me interpelava...
Não temas...
Não o disseste mas eu senti...
Venho em paz e sigo a mesma estrada que tu...
Ouvi novamente sem que tu o dissesses...
Posso seguir a teu lado?...
Sim!... respondi em voz alta sem me aperceber...
Nos teus pés me encontrei...
Na nossa estrada caminhamos...
O destino... a felicidade...
Os cruzamentos... dificuldades da vida...
A força... vem de dentro de nós...
Alimenta-nos e fortalece-nos...
Nos teus pés eu viajo...
Nos meus pés tu viajas...
Juntos viajamos por estes caminhos da vida!...

Nos teus pés...


Pela estrada da vida vou caminhando...
O meu GPS são os meus sonhos...
Caminho... caminho...
Meio perdido observo a paisagem...
Do meio desta estrada alguém me chama...
Inquieto por pensar estar sozinho...
Tento descobrir de onde veio tal chamamento...
Quem és tu?...
Quem me chama?...
O silêncio perdurou...
Quem seria o desconhecido que me interpelava...
Não temas...
Não o disseste mas eu senti...
Venho em paz e sigo a mesma estrada que tu...
Ouvi novamente sem que tu o dissesses...
Posso seguir a teu lado?...
Sim!... respondi em voz alta sem me aperceber...
Nos teus pés me encontrei...
Na nossa estrada caminhamos...
O destino... a felicidade...
Os cruzamentos... dificuldades da vida...
A força... vem de dentro de nós...
Alimenta-nos e fortalece-nos...
Nos teus pés eu viajo...
Nos meus pés tu viajas...
Juntos viajamos por estes caminhos da vida!...

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Abracinho...


Ora um abracinho logo pela manhã sabe tão bem!!! :) A amiga Buxexinhas tão simpática e carinhosa como é... deu-me este miminho!!! É quando mais precisamos que mais recebemos!! Muito obrigada!!! ;)

Agora tenho de responder a quatro perguntinhas...
  1. Quem mais gostas de abraçar, no presente: os meus familiares e a pessoa que mais amo...
  2. Quem nunca abraçarias: um abraço nunca negaria...
  3. A quem davas tudo para poder abraçar: alguém que já não está fisicamente presente...
  4. A quem davas o teu melhor abraço: dou sempre o meu melhor abraço a quem realmente abraçar...

Tenho que passar a 6 blogues... Vou dar um abraço especial à Buttafly; Miss Glitering; More Than Words; António Luís; Desejos Aliciantes; Feiticeira.


Abracinho...


Ora um abracinho logo pela manhã sabe tão bem!!! :) A amiga Buxexinhas tão simpática e carinhosa como é... deu-me este miminho!!! É quando mais precisamos que mais recebemos!! Muito obrigada!!! ;)

Agora tenho de responder a quatro perguntinhas...
  1. Quem mais gostas de abraçar, no presente: os meus familiares e a pessoa que mais amo...
  2. Quem nunca abraçarias: um abraço nunca negaria...
  3. A quem davas tudo para poder abraçar: alguém que já não está fisicamente presente...
  4. A quem davas o teu melhor abraço: dou sempre o meu melhor abraço a quem realmente abraçar...

Tenho que passar a 6 blogues... Vou dar um abraço especial à Buttafly; Miss Glitering; More Than Words; António Luís; Desejos Aliciantes; Feiticeira.


Talvez seja amar...




Amar talvez seja...

... acordar sonhando contigo... sorrir ao pensar em ti... pular ao saber notícias tuas...

Amar talvez seja...

... olharmos um para o outro e sorrirmos... olharmos em frente e sonharmos...

Amar talvez seja...

... no silêncio da distância dizer ao outro palavras mudas apenas por ele percebidas...

Amar talvez seja...

... deixar de pensar em ti, de pensar em mim, pensando antes em nós...

Amar talvez seja...

... viver debaixo da pele do outro... sentir o bater do seu coração e ouvir a sua voz...

Amar talvez seja...

... de uma forma impotente tentar descrever o que é amar e faltarem as palavras para tal...

Amar talvez seja...

... tudo isto... será certamente muito mais do que isto... e muito para além disto!...

Talvez seja amar...




Amar talvez seja...

... acordar sonhando contigo... sorrir ao pensar em ti... pular ao saber notícias tuas...

Amar talvez seja...

... olharmos um para o outro e sorrirmos... olharmos em frente e sonharmos...

Amar talvez seja...

... no silêncio da distância dizer ao outro palavras mudas apenas por ele percebidas...

Amar talvez seja...

... deixar de pensar em ti, de pensar em mim, pensando antes em nós...

Amar talvez seja...

... viver debaixo da pele do outro... sentir o bater do seu coração e ouvir a sua voz...

Amar talvez seja...

... de uma forma impotente tentar descrever o que é amar e faltarem as palavras para tal...

Amar talvez seja...

... tudo isto... será certamente muito mais do que isto... e muito para além disto!...

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Nevoeiro...


Observo a manhã... a vida lá fora...
O denso nevoeiro bloqueia o horizonte...
No meio da sua brancura sinto-me à nora...
Preciso de luz... preciso de sol... preciso da fonte!...

De entre o branco pontas verdes espreitam...
Buscando o astro rei... buscando o seu calor...
Quase como os verdes olhos que cantam...
Lindas trovas e poemas de um desconhecido autor!...

Nevoeiro...


Observo a manhã... a vida lá fora...
O denso nevoeiro bloqueia o horizonte...
No meio da sua brancura sinto-me à nora...
Preciso de luz... preciso de sol... preciso da fonte!...

De entre o branco pontas verdes espreitam...
Buscando o astro rei... buscando o seu calor...
Quase como os verdes olhos que cantam...
Lindas trovas e poemas de um desconhecido autor!...

sábado, 19 de setembro de 2009

Nova manhã...


Pela manhã, sinto vontade de cantar...
A mais bela melodia até hoje composta...
Sinto que à magia que navega pelo ar...
Um grito mudo que espera uma resposta...

Ouço a tua voz nos meus ouvidos a ecoar...
A sua doçura... harmonia e cristalinidade...
Elevam o meu corpo fora da cama... leve a voar...
Um sonho... magia... não sei!É a mais pura verdade...

Lá fora o Sol brilha radiante...
A luz penetra por entre os ramos...
Sem qualquer temor... abro os olhos confiante...
Mesmo sem saber o destino... será por ali que vamos!...

O caminho pode ser difícil e complicado...
Os obstáculos aparecem no caminho...
Por mais alto ou forte será ultrapassado...
Nesta caminhada onde nunca vou sozinho...

Nova manhã...


Pela manhã, sinto vontade de cantar...
A mais bela melodia até hoje composta...
Sinto que à magia que navega pelo ar...
Um grito mudo que espera uma resposta...

Ouço a tua voz nos meus ouvidos a ecoar...
A sua doçura... harmonia e cristalinidade...
Elevam o meu corpo fora da cama... leve a voar...
Um sonho... magia... não sei!É a mais pura verdade...

Lá fora o Sol brilha radiante...
A luz penetra por entre os ramos...
Sem qualquer temor... abro os olhos confiante...
Mesmo sem saber o destino... será por ali que vamos!...

O caminho pode ser difícil e complicado...
Os obstáculos aparecem no caminho...
Por mais alto ou forte será ultrapassado...
Nesta caminhada onde nunca vou sozinho...

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

O poder de rimar...




De que serve poder ter o mundo...
Se nesse mundo tu não estiveres...
De que serve poder mergulhar bem fundo...
Se no fim possas não sobreviveres...

De que vale poder sonhar...
Se não viveres o sonho por medo...
De que vale poderes voar...
Se à terra voltares demasiado cedo...

Como posso eu poder viver...
Sem ao amanhecer um sorriso te dar...
Resta que consiga te enaltecer...
De igual forma como te sinto amar...

O poder de rimar...




De que serve poder ter o mundo...
Se nesse mundo tu não estiveres...
De que serve poder mergulhar bem fundo...
Se no fim possas não sobreviveres...

De que vale poder sonhar...
Se não viveres o sonho por medo...
De que vale poderes voar...
Se à terra voltares demasiado cedo...

Como posso eu poder viver...
Sem ao amanhecer um sorriso te dar...
Resta que consiga te enaltecer...
De igual forma como te sinto amar...

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Selo nota 10...

Ao que parece o nosso cantinho aqui da Cidade dos Anjos foi premiado com um selo...

Assim a título especial hoje será publicado um post.

EIS O SELO:



Regras:


A- Escrever uma lista com 8 características suas;

B- Convidar 8 bloguer´s para receber o selo;

C- Comentar no blog de quem lhe deu o selo.

D- Comentar no blog de quem você escolheu.


As minhas 8 características;

1-Carinhoso;
2-Discreto;
3-Romântico;
4-Sentimental;
5-Um pouco teimoso;
6-Amigo;
7-Tolerante;
8-Sonhador;

Blogues que Elegi

1-http://asnovenomeublogue.blogspot.com/
2-http://latitudequarenta.blogspot.com/
3-http://dreamsofmylife.blog.com/
4-http://buttaflyflies.blogspot.com/
5-http://dreycka.blogspot.com/
6-http://ofradinhas.blogspot.com/
7-http://mdany-mdany.blogspot.com/
8-http://srafeiticeira.blogspot.com/

Selo nota 10...

Ao que parece o nosso cantinho aqui da Cidade dos Anjos foi premiado com um selo...

Assim a título especial hoje será publicado um post.

EIS O SELO:



Regras:


A- Escrever uma lista com 8 características suas;

B- Convidar 8 bloguer´s para receber o selo;

C- Comentar no blog de quem lhe deu o selo.

D- Comentar no blog de quem você escolheu.


As minhas 8 características;

1-Carinhoso;
2-Discreto;
3-Romântico;
4-Sentimental;
5-Um pouco teimoso;
6-Amigo;
7-Tolerante;
8-Sonhador;

Blogues que Elegi

1-http://asnovenomeublogue.blogspot.com/
2-http://latitudequarenta.blogspot.com/
3-http://dreamsofmylife.blog.com/
4-http://buttaflyflies.blogspot.com/
5-http://dreycka.blogspot.com/
6-http://ofradinhas.blogspot.com/
7-http://mdany-mdany.blogspot.com/
8-http://srafeiticeira.blogspot.com/

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Um pedaço...




Um pedaço de mar... forte... poderoso... envolvente...
Um pedaço de céu... calmo... luminoso... imenso...
És a força do meu mar...
Ou o próprio mar da minha força...
O poder revigorante do teu amor...
O amor resplandecente da tua transparência...
A envolvência do teu charme...
O teu feitiço demasiado envolvente...
Demasiado bom para ser desperdiçado...
Antes aproveitado e ao qual me entrego...
O pedaço de céu... o pedaço de mar...
O azul...
A calma que semeaste...
A luz que juntos iremos colher...
Imenso o poder... a força... a certeza...
A certeza do mais querer desse pedaço...
Um pedaço do todo que sempre buscamos...
Um pedaço que muitos apenas vêem em sonhos...
Um pedaço que muitos não transportam para a vida...
Uhm... ai meu pedaço...
Volta para junto de mim...
Vamos unir o nosso puzzle...
E juntos pintarmos a tela da nossa vida!...

Um pedaço...




Um pedaço de mar... forte... poderoso... envolvente...
Um pedaço de céu... calmo... luminoso... imenso...
És a força do meu mar...
Ou o próprio mar da minha força...
O poder revigorante do teu amor...
O amor resplandecente da tua transparência...
A envolvência do teu charme...
O teu feitiço demasiado envolvente...
Demasiado bom para ser desperdiçado...
Antes aproveitado e ao qual me entrego...
O pedaço de céu... o pedaço de mar...
O azul...
A calma que semeaste...
A luz que juntos iremos colher...
Imenso o poder... a força... a certeza...
A certeza do mais querer desse pedaço...
Um pedaço do todo que sempre buscamos...
Um pedaço que muitos apenas vêem em sonhos...
Um pedaço que muitos não transportam para a vida...
Uhm... ai meu pedaço...
Volta para junto de mim...
Vamos unir o nosso puzzle...
E juntos pintarmos a tela da nossa vida!...

domingo, 13 de setembro de 2009

Tudo mudaste...


Junto ao mar eu ouvi...
Uma voz que me parecia chamar...
Não sei muito bem o que vi...
Mas meu peito senti queimar...

Esse principio de fogo ardente...
Chegou de mansinho sem avisar...
Cresceu de intensidade muito lentamente...
E quase sem se fazer notar...

A pequena e trémula chama...
A brisa do mar a alimentou...
Passando a minha vida de uma drama...
A um romance que para sempre ficou...

À minha vida trouxeste cores bem vivas...
Sopro de nova alegria o peito me encheu...
As conversas foram se tornando altivas...
E daí um belo sentimento nasceu...

Deixando de lado a razão...
O sonho os nossos passos guiou...
Bastou ouvir a voz do coração...
Que desde sempre por ti chamou!...

De capítulo em capítulo avançamos...
Um pequeno passo de cada vez...
Desde que sentimos que nos amamos...
Todo à nossa volta é de uma grande pequenez!...

Tudo mudaste...


Junto ao mar eu ouvi...
Uma voz que me parecia chamar...
Não sei muito bem o que vi...
Mas meu peito senti queimar...

Esse principio de fogo ardente...
Chegou de mansinho sem avisar...
Cresceu de intensidade muito lentamente...
E quase sem se fazer notar...

A pequena e trémula chama...
A brisa do mar a alimentou...
Passando a minha vida de uma drama...
A um romance que para sempre ficou...

À minha vida trouxeste cores bem vivas...
Sopro de nova alegria o peito me encheu...
As conversas foram se tornando altivas...
E daí um belo sentimento nasceu...

Deixando de lado a razão...
O sonho os nossos passos guiou...
Bastou ouvir a voz do coração...
Que desde sempre por ti chamou!...

De capítulo em capítulo avançamos...
Um pequeno passo de cada vez...
Desde que sentimos que nos amamos...
Todo à nossa volta é de uma grande pequenez!...

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

E para sempre...


É em ti que penso ao acordar...
É em ti que penso ao esboçar um sorriso...
É por ti que o meu coração chama ao bater...
É por ti que vale o sonhar...
É para ti que quero correr...
É para ti que quero voar...
E para sempre em teus braços me encontrar...
E para sempre com o teu amor viver...
Do nada de onde vieste...
Tu surgiste levemente como o voar de um sonho...
E para sempre na minha pele entraste!...

E para sempre...


É em ti que penso ao acordar...
É em ti que penso ao esboçar um sorriso...
É por ti que o meu coração chama ao bater...
É por ti que vale o sonhar...
É para ti que quero correr...
É para ti que quero voar...
E para sempre em teus braços me encontrar...
E para sempre com o teu amor viver...
Do nada de onde vieste...
Tu surgiste levemente como o voar de um sonho...
E para sempre na minha pele entraste!...

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Tu surgiste...



Do nada tu surgiste...
Em pezinhos de lã entraste na minha vida...
Aproveitaste a porta encostada...
E espreitaste...
O teu perfume me seduziu...
As tuas palavras doces e meigas me conquistaram...
Abriste-me o peito...
Sentiste o meu coração bater...
Forte como um trovão ele grita o teu nome...
Sentiste a minha pele...
Apoderaste-te do meu cheiro...
Tatuaste-me em tuas mãos...
E para sempre em mim ficaste...
Tu... uma desconhecida...
Que bem depressa passou a pedra angular do meu mundo...
Tu que vieste pintar o arco-íris na minha vida...
Colorindo os tons de cinzento que me rodeavam...
Tu que do nada surgiste...
E me mostraste o algodão doce do amor!...

Tu surgiste...



Do nada tu surgiste...
Em pezinhos de lã entraste na minha vida...
Aproveitaste a porta encostada...
E espreitaste...
O teu perfume me seduziu...
As tuas palavras doces e meigas me conquistaram...
Abriste-me o peito...
Sentiste o meu coração bater...
Forte como um trovão ele grita o teu nome...
Sentiste a minha pele...
Apoderaste-te do meu cheiro...
Tatuaste-me em tuas mãos...
E para sempre em mim ficaste...
Tu... uma desconhecida...
Que bem depressa passou a pedra angular do meu mundo...
Tu que vieste pintar o arco-íris na minha vida...
Colorindo os tons de cinzento que me rodeavam...
Tu que do nada surgiste...
E me mostraste o algodão doce do amor!...

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Do nada...


Perdidos na escuridão da noite...
Os nossos corpos vagueavam perdidos...
Sequiosos de poderem encontrar...
Tudo aquilo que sempre tinham pedido...
A clareza e transparência...
A honestidade e a entrega total...
Do nada as nossas linhas de pensamento cruzaram-se...
Destino!...
Busca insistente...
De nada me interessa o porquê de ter acontecido...
Sorrio porque aconteceu e para sempre nos mudou!
A escuridão acabou...
As cores do arco-íris surgiram no horizonte...
Na tela da nossa vida...
Sim! atrevo-me a chamar nossa vida...
Desenhamos uma estrada...
Onde avançamos de mãos dadas...
Junto à beira mar...
Pela mais alta montanha...
Pelo caminho mais estreito e difícil...
O destino... apenas um!...
A felicidade... e o amor incondicional...

Do nada...


Perdidos na escuridão da noite...
Os nossos corpos vagueavam perdidos...
Sequiosos de poderem encontrar...
Tudo aquilo que sempre tinham pedido...
A clareza e transparência...
A honestidade e a entrega total...
Do nada as nossas linhas de pensamento cruzaram-se...
Destino!...
Busca insistente...
De nada me interessa o porquê de ter acontecido...
Sorrio porque aconteceu e para sempre nos mudou!
A escuridão acabou...
As cores do arco-íris surgiram no horizonte...
Na tela da nossa vida...
Sim! atrevo-me a chamar nossa vida...
Desenhamos uma estrada...
Onde avançamos de mãos dadas...
Junto à beira mar...
Pela mais alta montanha...
Pelo caminho mais estreito e difícil...
O destino... apenas um!...
A felicidade... e o amor incondicional...

sábado, 5 de setembro de 2009

Chamas...


Sinto o teu calor percorrer...
Todas as montanhas e vales do meu corpo...
Sinto a chama do teu amor...
Consumir cada célula do meu corpo...
Cada glóbulo vermelho...
E por fim consome os glóbulos brancos...
Destruindo assim todo o sistema imunológico...
Fico à mercê da tua chama...
As chamas envolvem o que resta dos nossos corpos...
Consumindo-os até à última cinza de amor e prazer...
Já sentiste-te que te consumi?...
Perguntas tu em jeito tímido mas provocante...
Tu consomes-me...
Este amor... esta felicidade...
Sinto-os no meu peito...
A chegada de uma mensagem...
O toque do telemóvel...
As horas de pensamento em ti centrado ao longo do dia...
És o amor da minha vida...
Aquele que me consome...
Aquele que me alimenta e dá força...
Para sempre enfrentar as chamas...
Aquelas que me consumem de forma descontrolada....
Incontroláveis por natureza expandem-se a cada segundo...
Vem fogo meu consumir-me mais uma vez... e outra...
Vem!

Chamas...


Sinto o teu calor percorrer...
Todas as montanhas e vales do meu corpo...
Sinto a chama do teu amor...
Consumir cada célula do meu corpo...
Cada glóbulo vermelho...
E por fim consome os glóbulos brancos...
Destruindo assim todo o sistema imunológico...
Fico à mercê da tua chama...
As chamas envolvem o que resta dos nossos corpos...
Consumindo-os até à última cinza de amor e prazer...
Já sentiste-te que te consumi?...
Perguntas tu em jeito tímido mas provocante...
Tu consomes-me...
Este amor... esta felicidade...
Sinto-os no meu peito...
A chegada de uma mensagem...
O toque do telemóvel...
As horas de pensamento em ti centrado ao longo do dia...
És o amor da minha vida...
Aquele que me consome...
Aquele que me alimenta e dá força...
Para sempre enfrentar as chamas...
Aquelas que me consumem de forma descontrolada....
Incontroláveis por natureza expandem-se a cada segundo...
Vem fogo meu consumir-me mais uma vez... e outra...
Vem!

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Violeta...



A cor violeta... ou roxo se assim o quiserem...
A chama de cor violeta transporta a luz da liberdade...
A chama de cor violeta emana uma luz mais intensa e pura...
A cor violeta sinal de perigosidade...
Foi a chama de cor violeta que tu utilizaste...
E com ela o meu coração abriste...
Para daquele dia em diante dele fazeres tua morada...
Desde esse dia pintas os meus dias...
Das sete cores sagradas que contigo guardas...
E comigo partilhas em cada pincelada...
Cores que apenas mostram a sua imponência...
Todo o seu esplendor quando vividas na vida...
Por isso desejo que todos tenham...
Uma vida colorida de muitas cores!

Violeta...



A cor violeta... ou roxo se assim o quiserem...
A chama de cor violeta transporta a luz da liberdade...
A chama de cor violeta emana uma luz mais intensa e pura...
A cor violeta sinal de perigosidade...
Foi a chama de cor violeta que tu utilizaste...
E com ela o meu coração abriste...
Para daquele dia em diante dele fazeres tua morada...
Desde esse dia pintas os meus dias...
Das sete cores sagradas que contigo guardas...
E comigo partilhas em cada pincelada...
Cores que apenas mostram a sua imponência...
Todo o seu esplendor quando vividas na vida...
Por isso desejo que todos tenham...
Uma vida colorida de muitas cores!

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Indigo...


Indigo... para outros Anil...
Eis o nome da cor que não existe...
É imperceptível à maioria dos olhares humanos...
Quanto na nossa vida nos é imperceptível para além da cor?...
Esta cor representa um pouco de tudo o que não vemos à primeira...
A cor da saudade...
A cor do muito querer...
A cor do muito amar...
A cor...
É sem dúvida a cor do mistério...
Aquela em que poucos acreditam...
Criada para justificar as sete cores?!...
Ou simplesmente a cor que nos chama...
Nos dá o toque da razão...
Nos lembra do que vai para além dos nossos olhos...
Anil ou Indigo... difícil de definir...
Quase impossível de caracterizar...
Não é uma cor primária, nem aditiva, nem subtractiva...
É uma cor do essencial...
A cor que nos recorda que podemos ver para lá dos olhos...
A cor que nos diz o que somos...
Seremos só o que os outros vemos!?...
Ou temos muito a dar...
Dar amor... carinho... atenção...
Sentir saudade... ausência...
Será caso para dizer...
Cor Indigo... é muito mais do que o que eu digo!...

Indigo...


Indigo... para outros Anil...
Eis o nome da cor que não existe...
É imperceptível à maioria dos olhares humanos...
Quanto na nossa vida nos é imperceptível para além da cor?...
Esta cor representa um pouco de tudo o que não vemos à primeira...
A cor da saudade...
A cor do muito querer...
A cor do muito amar...
A cor...
É sem dúvida a cor do mistério...
Aquela em que poucos acreditam...
Criada para justificar as sete cores?!...
Ou simplesmente a cor que nos chama...
Nos dá o toque da razão...
Nos lembra do que vai para além dos nossos olhos...
Anil ou Indigo... difícil de definir...
Quase impossível de caracterizar...
Não é uma cor primária, nem aditiva, nem subtractiva...
É uma cor do essencial...
A cor que nos recorda que podemos ver para lá dos olhos...
A cor que nos diz o que somos...
Seremos só o que os outros vemos!?...
Ou temos muito a dar...
Dar amor... carinho... atenção...
Sentir saudade... ausência...
Será caso para dizer...
Cor Indigo... é muito mais do que o que eu digo!...