sábado, 31 de outubro de 2009

Se...



Se eu podia viver esta vida sem estas cores todas...
... poder podia mas não era a mesma coisa!...


Se eu podia viajar sem ti ao meu lado...
... poder podia... mas até onde podia ir?!...


Se eu podia sonhar e assim ganhar asas...
... poder podia... mas voaria até onde...


Se eu podia viver sem te ter conhecido...
... sim podia... mas não saberia o que estava a perder...


Se eu podia estar tantos dias sem te ver...
... poder podia... mas estaria a dar em louco...


Se eu podia dizer isto tudo sem o escrever...
... poder podia... mas não teria o mesmo efeito...


Se eu podia um dia viver mais perto de ti...
... poder podia... aliás... poder posso... um dia assim será!...

Se...



Se eu podia viver esta vida sem estas cores todas...
... poder podia mas não era a mesma coisa!...


Se eu podia viajar sem ti ao meu lado...
... poder podia... mas até onde podia ir?!...


Se eu podia sonhar e assim ganhar asas...
... poder podia... mas voaria até onde...


Se eu podia viver sem te ter conhecido...
... sim podia... mas não saberia o que estava a perder...


Se eu podia estar tantos dias sem te ver...
... poder podia... mas estaria a dar em louco...


Se eu podia dizer isto tudo sem o escrever...
... poder podia... mas não teria o mesmo efeito...


Se eu podia um dia viver mais perto de ti...
... poder podia... aliás... poder posso... um dia assim será!...

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Na palma da mão...



Leva-me contigo na palma da tua mão...
Faz-me voar para lá dos limites imaginados...
Já não consigo mais pisar este chão...
Quero contigo ir aos locais nunca visitados...

Dá-me a segurança da tua mão...
Ergue-me ao teu lado...
Dou-te o meu coração...
Pois por ti estou apaixonado...

Sinto-me só neste sofá sozinho...
Fecho os olhos e procuro a tua presença...
Lentamente sinto aquele calorzinho...
E nesse instante sinto a tua segurança...

Na palma da mão...



Leva-me contigo na palma da tua mão...
Faz-me voar para lá dos limites imaginados...
Já não consigo mais pisar este chão...
Quero contigo ir aos locais nunca visitados...

Dá-me a segurança da tua mão...
Ergue-me ao teu lado...
Dou-te o meu coração...
Pois por ti estou apaixonado...

Sinto-me só neste sofá sozinho...
Fecho os olhos e procuro a tua presença...
Lentamente sinto aquele calorzinho...
E nesse instante sinto a tua segurança...

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Adoro-te...




Adoro-te...

... porque da vida trouxeste nova cor à vida...

Adoro-te...

... porque a cor que trouxeste pintou a mais bela tela que até hoje conheci...

Adoro-te...

... porque até hoje não conheci ninguém como tu...

Adoro-te...

... porque é em ti que penso ao despertar... é contigo que caminho todo o dia... é em ti que me deito... e é contigo e nas tuas asas que voo pelos sonhos...

Adoro-te...

... porque contigo sinto o prazer de viver...

Adoro-te...

... porque não há porquês que possam mostrar o que é sentir!...

Adoro-te...




Adoro-te...

... porque da vida trouxeste nova cor à vida...

Adoro-te...

... porque a cor que trouxeste pintou a mais bela tela que até hoje conheci...

Adoro-te...

... porque até hoje não conheci ninguém como tu...

Adoro-te...

... porque é em ti que penso ao despertar... é contigo que caminho todo o dia... é em ti que me deito... e é contigo e nas tuas asas que voo pelos sonhos...

Adoro-te...

... porque contigo sinto o prazer de viver...

Adoro-te...

... porque não há porquês que possam mostrar o que é sentir!...

domingo, 25 de outubro de 2009

Dualidades...



Sinto a alegria de estar contigo...
Sinto a tua ausência física...
Sinto a tua presença a meu lado...
Posso sentir-te mas nem sempre tocar-te...
Deste-me a provar o mais doce dos néctares...
Corro o perigo de adoecer... uma doença sem cura e rara...
Adoeceste-me... agora preciso da tua cura...
És o meu ontem... o meu hoje... o meu sonho de amanhã...
Sinto-me dividido... sim... entre ti... entre mim... entre nós!...
Sinto-nos unidos... partilhamos a nossa linha...
Vivemos o nosso pensamento... o nosso sonho...
Esta dualidade dá-me vida...
Tu dás-me vida!...
A vida que quero viver...
A vida que sonho!...
Tu és o sonho...
Tu és a felicidade...
Tu és...
Tu és e serás a raiz e a fonte de todos os sonhos...

Dualidades...



Sinto a alegria de estar contigo...
Sinto a tua ausência física...
Sinto a tua presença a meu lado...
Posso sentir-te mas nem sempre tocar-te...
Deste-me a provar o mais doce dos néctares...
Corro o perigo de adoecer... uma doença sem cura e rara...
Adoeceste-me... agora preciso da tua cura...
És o meu ontem... o meu hoje... o meu sonho de amanhã...
Sinto-me dividido... sim... entre ti... entre mim... entre nós!...
Sinto-nos unidos... partilhamos a nossa linha...
Vivemos o nosso pensamento... o nosso sonho...
Esta dualidade dá-me vida...
Tu dás-me vida!...
A vida que quero viver...
A vida que sonho!...
Tu és o sonho...
Tu és a felicidade...
Tu és...
Tu és e serás a raiz e a fonte de todos os sonhos...

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Viajar...


Anjo serei eu... anjo serás tu...
Dois anjos abraçados num voo em tudo singular...
O céu é o limite... o limite mínimo a atingir...
Revelo-te os sonhos... a estrada da nossa viagem...
Oh anjo meu!Tu que me deste asas para poder voar...

Tens o dom e a virtude invejada pela humanidade...
Eleva-te comigo nesta noite e juntos voaremos...

Anicha-me no teu regaço...
Não me deixes desprotegido e só...
Assim também eu sempre estarei contigo...

Voaremos... viajaremos juntos...
Eu contigo e tu comigo... unidos na viagem...
Adoro-te e ti e só a ti...

Viajar...


Anjo serei eu... anjo serás tu...
Dois anjos abraçados num voo em tudo singular...
O céu é o limite... o limite mínimo a atingir...
Revelo-te os sonhos... a estrada da nossa viagem...
Oh anjo meu!Tu que me deste asas para poder voar...

Tens o dom e a virtude invejada pela humanidade...
Eleva-te comigo nesta noite e juntos voaremos...

Anicha-me no teu regaço...
Não me deixes desprotegido e só...
Assim também eu sempre estarei contigo...

Voaremos... viajaremos juntos...
Eu contigo e tu comigo... unidos na viagem...
Adoro-te e ti e só a ti...

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

A vida lá fora...


A vida corre lá fora...
Alheia e desinteressada do tudo o resto...
A chuva cai lá fora...
Seguindo apenas as sua rotineira queda...
Os cães ladram lá fora...
Seguindo os seus instintos animais...
O galo canta lá fora...
Para desespero dos que querem descansar...

Tudo isto se passa lá fora...
Mas o que interessa tudo lá fora?!...

A vida corre cá dentro...
Dentro das veias aceleradamente...
Impulsionadas por um bater desritmado e intenso...
Esse bater que só tu lhe sabes provocar...
Essa intensidade que só o teu nome pode causar...
É impressionante a sua velocidade melodiosa...
A sua queda abrupta ao ver-te partir...
Apenas não para porque tu resides nele...

A vida passa lá fora...
Mas a vida vive-se cá dentro!...

A vida lá fora...


A vida corre lá fora...
Alheia e desinteressada do tudo o resto...
A chuva cai lá fora...
Seguindo apenas as sua rotineira queda...
Os cães ladram lá fora...
Seguindo os seus instintos animais...
O galo canta lá fora...
Para desespero dos que querem descansar...

Tudo isto se passa lá fora...
Mas o que interessa tudo lá fora?!...

A vida corre cá dentro...
Dentro das veias aceleradamente...
Impulsionadas por um bater desritmado e intenso...
Esse bater que só tu lhe sabes provocar...
Essa intensidade que só o teu nome pode causar...
É impressionante a sua velocidade melodiosa...
A sua queda abrupta ao ver-te partir...
Apenas não para porque tu resides nele...

A vida passa lá fora...
Mas a vida vive-se cá dentro!...

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Nós Somos...


Nós fomos dois seres errantes...
Que nos caminhos da vida fomos avançando...
Dois seres na vida de caminhantes ...
Mesmo sem o querer fomos nos buscando...

As encruzilhadas da vida fizeram-me escrever...
Escrever as mágoas... o meu sentir...
A ti a vida fez-te que um dia fosses ler...
E uma porta para sempre abrir...

A transparência de uma escrita...
A simplicidade dos sentimentos descritos...
Fizeram-te imaginar uma vida nunca dita...
Onde os sonhos estariam todos já escritos...

Longe estava essa verdade...
Pois os sonhos ainda queria viver...
Voar para lá da liberdade...
E sonhar até um dia morrer...

As nossas linhas se tocaram...
As nossas palavras se trocaram...
Os nossos olhos não se viram...
Mas os nossos corações se ligaram...

Nós Somos...


Nós fomos dois seres errantes...
Que nos caminhos da vida fomos avançando...
Dois seres na vida de caminhantes ...
Mesmo sem o querer fomos nos buscando...

As encruzilhadas da vida fizeram-me escrever...
Escrever as mágoas... o meu sentir...
A ti a vida fez-te que um dia fosses ler...
E uma porta para sempre abrir...

A transparência de uma escrita...
A simplicidade dos sentimentos descritos...
Fizeram-te imaginar uma vida nunca dita...
Onde os sonhos estariam todos já escritos...

Longe estava essa verdade...
Pois os sonhos ainda queria viver...
Voar para lá da liberdade...
E sonhar até um dia morrer...

As nossas linhas se tocaram...
As nossas palavras se trocaram...
Os nossos olhos não se viram...
Mas os nossos corações se ligaram...

sábado, 17 de outubro de 2009

As linhas...



As linhas do tempo cozem-nos à vida...
Prendem-nos... soltam-nos... amarram-nos...
As linhas do tempo são a razão de viver...
Somos o fruto delas e elas guiam-nos...
As linhas... cruzadas... paralelas...
As linhas do pensamento orientam-nos...
Essas linhas que nos guiaram...
Elas que nos uniram...
Pensamentos que voaram mais alto...
Pensamentos que voaram mais longe...
Elas que nos soltaram no mundo dos sonhos...
Elas que desenham os sonhos...
Os sonhos que nos guiam e comandam na vida...
A vida que é curta demais para não ser vivida...
Ser vivida na intensidade e no amor...
No amor que em ti encontrei!...

As linhas...



As linhas do tempo cozem-nos à vida...
Prendem-nos... soltam-nos... amarram-nos...
As linhas do tempo são a razão de viver...
Somos o fruto delas e elas guiam-nos...
As linhas... cruzadas... paralelas...
As linhas do pensamento orientam-nos...
Essas linhas que nos guiaram...
Elas que nos uniram...
Pensamentos que voaram mais alto...
Pensamentos que voaram mais longe...
Elas que nos soltaram no mundo dos sonhos...
Elas que desenham os sonhos...
Os sonhos que nos guiam e comandam na vida...
A vida que é curta demais para não ser vivida...
Ser vivida na intensidade e no amor...
No amor que em ti encontrei!...

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Emoções...



Hoje sento-me neste sofá branco...
Tento escrever-te algo belo...
Mais do que belo quero dar-te algo muito sentido...
Sento-me e recosto-me...
Quero deixar as emoções falarem por mim...
Falar das emoções é falar de ti...
Falar em emoções é falar para ti...
As emoções são o sangue que me corre nas veias...
As emoções são a chama que me queima o coração...
São as emoções que recheiam as minha vida...
A vida apenas faz sentido repleta de emoções...
As emoções são o fogo que arde sem se ver...
As emoções és tu... sou eu... somos nós!...
Esse fogo que arde mesmo longe de ti...
Esse fogo que me consome e revitaliza diariamente...
És a minha chama... és a minha luz e calor!...
Por isso é para ti que escrevo...
A ti que me despertas todas estas emoções...
A ti que és a nascente de todas essas emoções...

Emoções...



Hoje sento-me neste sofá branco...
Tento escrever-te algo belo...
Mais do que belo quero dar-te algo muito sentido...
Sento-me e recosto-me...
Quero deixar as emoções falarem por mim...
Falar das emoções é falar de ti...
Falar em emoções é falar para ti...
As emoções são o sangue que me corre nas veias...
As emoções são a chama que me queima o coração...
São as emoções que recheiam as minha vida...
A vida apenas faz sentido repleta de emoções...
As emoções são o fogo que arde sem se ver...
As emoções és tu... sou eu... somos nós!...
Esse fogo que arde mesmo longe de ti...
Esse fogo que me consome e revitaliza diariamente...
És a minha chama... és a minha luz e calor!...
Por isso é para ti que escrevo...
A ti que me despertas todas estas emoções...
A ti que és a nascente de todas essas emoções...

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Asas...


As asas servem para poder voar...
As asas podem sempre ajudar a proteger...
As asas levam-me para do sonhar...
As asas fazem-me poder ver...

Das asas tirei uma pequena pena...
Uma pena para te poder escrever...
A pena caiu ao chão...
Com pena de te não ver...

As asas servem para poder combater...
Afastar tudo o que nos tenta separar...
Isolar tudo o que nos impede de sonhar...
Evaporar tudo e apenas ficar o muito amar!...

As asas que me ofereceste...
Mais belo presente não pode haver...
As asas com que me acolheste...
Maior aconchego é impossível de ter...

Nas tuas asas me deito...
Nas tuas asas me levas a voar...
As tuas asas me protegem...
As tuas asas me fazem viver!...

Asas...


As asas servem para poder voar...
As asas podem sempre ajudar a proteger...
As asas levam-me para do sonhar...
As asas fazem-me poder ver...

Das asas tirei uma pequena pena...
Uma pena para te poder escrever...
A pena caiu ao chão...
Com pena de te não ver...

As asas servem para poder combater...
Afastar tudo o que nos tenta separar...
Isolar tudo o que nos impede de sonhar...
Evaporar tudo e apenas ficar o muito amar!...

As asas que me ofereceste...
Mais belo presente não pode haver...
As asas com que me acolheste...
Maior aconchego é impossível de ter...

Nas tuas asas me deito...
Nas tuas asas me levas a voar...
As tuas asas me protegem...
As tuas asas me fazem viver!...

domingo, 11 de outubro de 2009

Fim de semana...



Espero pelo fim de semana com fome de te ver...
Com fome de te ter...de te amar...
Cada amanhecer é menos um dia para te ter...
Ao escurecer do dia é mais uma viagem...
Viajo nas asas do sonho... nas tuas asas...
Finalmente nos encontramos...
Num abraço de geleia eu escorrego em ti...
Num rio de mel me banho...
O cremoso café aromatiza a minha vida...
Perfumando cada espaço onde viajamos...
Com fome de cair... com fome de viver...
Abraço-te mais uma vez...
Desta vez num abraço forte sem escorregar...
Prendo-te nos meus braços para enfim te amar...
Espero pelo fim de semana...
Para nas asas de um anjo poder voar...

Fim de semana...



Espero pelo fim de semana com fome de te ver...
Com fome de te ter...de te amar...
Cada amanhecer é menos um dia para te ter...
Ao escurecer do dia é mais uma viagem...
Viajo nas asas do sonho... nas tuas asas...
Finalmente nos encontramos...
Num abraço de geleia eu escorrego em ti...
Num rio de mel me banho...
O cremoso café aromatiza a minha vida...
Perfumando cada espaço onde viajamos...
Com fome de cair... com fome de viver...
Abraço-te mais uma vez...
Desta vez num abraço forte sem escorregar...
Prendo-te nos meus braços para enfim te amar...
Espero pelo fim de semana...
Para nas asas de um anjo poder voar...

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Viveremos...


Quando a noite for o teu dia..
Quando o dia for a tua noite...
Os sonhos preencheram a tua vida...
E neles caminharás rumo ao infinito...
E quem sabe... um pouco mais além...

Quando um dia quiseres falar e as palavras faltarem...
Quando quiseres partilhar todo esse silêncio com o mundo...
Lembra-te... as palavras de nada valem...
Elas não te levam a lado nenhum...
São os actos... o viver dos sonhos...
O concretizar das emoções que te lembram...
Tu estás vivo!

Quando procurares na tua alma a música que ela canta...
Quando quiseres voar e não tiveres como o fazer...
Terás que procurar alguém que ouça a tua música...
E que te ofereça asas para que te eleves nos céus!...

De que vale uma vida...
De que é feita uma vida...
A emoção e o sonho comandam a vida...
Por isso a vida vale todas essas emoções...
Sendo a própria feita delas e a partir delas...

Somos pequenos...
Tu e eu...
Mas juntos somos muito maiores!...
Mais fortes e corajosos...
Por isso juntos voaremos para lá do infinito...
Juntos viveremos!...

Viveremos...


Quando a noite for o teu dia..
Quando o dia for a tua noite...
Os sonhos preencheram a tua vida...
E neles caminharás rumo ao infinito...
E quem sabe... um pouco mais além...

Quando um dia quiseres falar e as palavras faltarem...
Quando quiseres partilhar todo esse silêncio com o mundo...
Lembra-te... as palavras de nada valem...
Elas não te levam a lado nenhum...
São os actos... o viver dos sonhos...
O concretizar das emoções que te lembram...
Tu estás vivo!

Quando procurares na tua alma a música que ela canta...
Quando quiseres voar e não tiveres como o fazer...
Terás que procurar alguém que ouça a tua música...
E que te ofereça asas para que te eleves nos céus!...

De que vale uma vida...
De que é feita uma vida...
A emoção e o sonho comandam a vida...
Por isso a vida vale todas essas emoções...
Sendo a própria feita delas e a partir delas...

Somos pequenos...
Tu e eu...
Mas juntos somos muito maiores!...
Mais fortes e corajosos...
Por isso juntos voaremos para lá do infinito...
Juntos viveremos!...

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Tu és...


Tu és o meu sol...
Apenas se tu fores a minha lua...
Tu és o meu gelado...
Apenas se tu fores o meu café cremoso...
Tu és a nuvem onde vivo sonhando...
Tu és as asas em que posso voar para lá dos sonhos...
Tu és o meu oxigénio...
Tu és o amor que me leva para lá da raiz do sonho...sendo o próprio sonho...
Um sonho que vive debaixo da minha pele...
Que me percorre e me preenche...
Que quase me corta o fôlego...
Um sonho que faz parte de mim...
E que vivo partilhando com o teu corpo...
Quando estamos juntos estamos completos...
Quando estamos longe estamos unidos num só!...
Tu és o mel que corre dos meus favos...
Tu és a minha estrela da manhã...
Tu és tudo!...
Tudo o que preciso para viver...
Para poder ser feliz...
Tu és...
O maior segredo que ao mundo um dia vou revelar!...

Tu és...


Tu és o meu sol...
Apenas se tu fores a minha lua...
Tu és o meu gelado...
Apenas se tu fores o meu café cremoso...
Tu és a nuvem onde vivo sonhando...
Tu és as asas em que posso voar para lá dos sonhos...
Tu és o meu oxigénio...
Tu és o amor que me leva para lá da raiz do sonho...sendo o próprio sonho...
Um sonho que vive debaixo da minha pele...
Que me percorre e me preenche...
Que quase me corta o fôlego...
Um sonho que faz parte de mim...
E que vivo partilhando com o teu corpo...
Quando estamos juntos estamos completos...
Quando estamos longe estamos unidos num só!...
Tu és o mel que corre dos meus favos...
Tu és a minha estrela da manhã...
Tu és tudo!...
Tudo o que preciso para viver...
Para poder ser feliz...
Tu és...
O maior segredo que ao mundo um dia vou revelar!...

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Sorte ou sortes...



Há quem na vida busque a sorte...
Há quem na vida tire sortes...
A vida é um teste a quem é forte...
Um teste a quem pague os portes...

Entramos na vida sem querer...
Mas nela temos que viver...
Mais do que viver devemos aproveitar...
Tudo o que a vida nos faz sonhar...

Quis a sorte que um dia me encontrasses...
Para que a minha vida mudasses...
Sorte de um encontro nesta estrada...
E o resultado... uma vida elevada!...

Agora quero muito poder viver...
Desejo muito poder ao teu lado sonhar...
No fogo da paixão contigo arder...
E para sempre te amar!...

Sorte ou sortes...



Há quem na vida busque a sorte...
Há quem na vida tire sortes...
A vida é um teste a quem é forte...
Um teste a quem pague os portes...

Entramos na vida sem querer...
Mas nela temos que viver...
Mais do que viver devemos aproveitar...
Tudo o que a vida nos faz sonhar...

Quis a sorte que um dia me encontrasses...
Para que a minha vida mudasses...
Sorte de um encontro nesta estrada...
E o resultado... uma vida elevada!...

Agora quero muito poder viver...
Desejo muito poder ao teu lado sonhar...
No fogo da paixão contigo arder...
E para sempre te amar!...

sábado, 3 de outubro de 2009

Noções...


Tenho a noção que ambos temos o mesmo sonho...
... o de estarmos juntos...

Tenho a noção que a tua amizade não me bastaria...
... seria pouco demais...

Tenho a noção do que guia o nosso amor...
... transparência e entrega mútua...

Tenho a noção do que é viver...
... aspirando e suspirando por diariamente te ver...

Tenho a noção que ficaremos juntos...
... guiados pelos nossos sonhos...

Tenho a noção que o caminho é difícil...
... mas muito bom de ser saboreado...

Tenho a noção que pintaste as minha vida...
... com cores que só tu tens...

Tenho noção que todos os dias sonho...
... com a espuma de um banho e o calor de um café...

Tenho a noção que nada sei...
... apenas sei que sonho uma vida a teu lado!...

Noções...


Tenho a noção que ambos temos o mesmo sonho...
... o de estarmos juntos...

Tenho a noção que a tua amizade não me bastaria...
... seria pouco demais...

Tenho a noção do que guia o nosso amor...
... transparência e entrega mútua...

Tenho a noção do que é viver...
... aspirando e suspirando por diariamente te ver...

Tenho a noção que ficaremos juntos...
... guiados pelos nossos sonhos...

Tenho a noção que o caminho é difícil...
... mas muito bom de ser saboreado...

Tenho a noção que pintaste as minha vida...
... com cores que só tu tens...

Tenho noção que todos os dias sonho...
... com a espuma de um banho e o calor de um café...

Tenho a noção que nada sei...
... apenas sei que sonho uma vida a teu lado!...

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

A voz do vento...


Tu caminhas nas reentrâncias do tempo...
Com passos seguros percorres a sua linha...
Estás distante mas infinitamente próximo...
Confundem-me as distâncias...
Os teus olhos espreitam-me...
Seguem-me vigilantemente os passos...
Permites que capte os teus sentimentos...
Gesto teu premeditado ou mero descuido?!...
Através de um sonho...
Percebo-te e vejo o teu destino...
Igual ao vento em que oiço a tua voz...
Tudo à minha volta grita o teu nome...
Não sei de onde vens.. nem para onde vais...
Sei que quero acompanhar-te nessa viagem...
O que importa não é o mapa...
Mas sim a caminhada...
Aquela que é pelos sonhos orientada!...

A voz do vento...


Tu caminhas nas reentrâncias do tempo...
Com passos seguros percorres a sua linha...
Estás distante mas infinitamente próximo...
Confundem-me as distâncias...
Os teus olhos espreitam-me...
Seguem-me vigilantemente os passos...
Permites que capte os teus sentimentos...
Gesto teu premeditado ou mero descuido?!...
Através de um sonho...
Percebo-te e vejo o teu destino...
Igual ao vento em que oiço a tua voz...
Tudo à minha volta grita o teu nome...
Não sei de onde vens.. nem para onde vais...
Sei que quero acompanhar-te nessa viagem...
O que importa não é o mapa...
Mas sim a caminhada...
Aquela que é pelos sonhos orientada!...