domingo, 25 de outubro de 2009

Dualidades...



Sinto a alegria de estar contigo...
Sinto a tua ausência física...
Sinto a tua presença a meu lado...
Posso sentir-te mas nem sempre tocar-te...
Deste-me a provar o mais doce dos néctares...
Corro o perigo de adoecer... uma doença sem cura e rara...
Adoeceste-me... agora preciso da tua cura...
És o meu ontem... o meu hoje... o meu sonho de amanhã...
Sinto-me dividido... sim... entre ti... entre mim... entre nós!...
Sinto-nos unidos... partilhamos a nossa linha...
Vivemos o nosso pensamento... o nosso sonho...
Esta dualidade dá-me vida...
Tu dás-me vida!...
A vida que quero viver...
A vida que sonho!...
Tu és o sonho...
Tu és a felicidade...
Tu és...
Tu és e serás a raiz e a fonte de todos os sonhos...

Sem comentários: