sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Viajar...


Anjo serei eu... anjo serás tu...
Dois anjos abraçados num voo em tudo singular...
O céu é o limite... o limite mínimo a atingir...
Revelo-te os sonhos... a estrada da nossa viagem...
Oh anjo meu!Tu que me deste asas para poder voar...

Tens o dom e a virtude invejada pela humanidade...
Eleva-te comigo nesta noite e juntos voaremos...

Anicha-me no teu regaço...
Não me deixes desprotegido e só...
Assim também eu sempre estarei contigo...

Voaremos... viajaremos juntos...
Eu contigo e tu comigo... unidos na viagem...
Adoro-te e ti e só a ti...

2 comentários:

António Luís disse...

Registo o dia, inevitável, em que um avião (ou parte dele) apareceria no Cidade dos Anjos.
Há coisas, tantas coisas, que têm de ser!
Umas porque sim, outras porque não!

Abraço.
IB

Caroteno disse...

hehe...

Já há uns dias sem dar sinal estava a ficar preocupado...hehe

um abraço

PS: como andas as ondas por esse lado?