segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Escritos...


Por entre os escrito te espreito...
Por entre os escritos me revelo...
Escritos... muitos sonhos... muitas revelações...
São sempre descritos por mim...
Nestes escritos nos envolvemos...
Nestes escritos nos conhecemos...
Por entre escritos vivemos... sonhamos e amamos...
Não somos escritos... mas podemos ser descritos...
Dois anjos à procura do que não pode ser escrito...
Dois anjos a viver o que não pode ser descrito...
Escrito ou descrito...
Nem tudo pode ser dito...
Mas tudo tem que ser vivido de modo infinito...

Escritos...


Por entre os escrito te espreito...
Por entre os escritos me revelo...
Escritos... muitos sonhos... muitas revelações...
São sempre descritos por mim...
Nestes escritos nos envolvemos...
Nestes escritos nos conhecemos...
Por entre escritos vivemos... sonhamos e amamos...
Não somos escritos... mas podemos ser descritos...
Dois anjos à procura do que não pode ser escrito...
Dois anjos a viver o que não pode ser descrito...
Escrito ou descrito...
Nem tudo pode ser dito...
Mas tudo tem que ser vivido de modo infinito...

sábado, 28 de novembro de 2009

Envolvendo-me...


Se pensarmos nós dois aqui e agora...
Tentaremos explicar o que nos aconteceu...
Podemos especular... fazer conjecturas...
Procuraremos explicar aquilo que vivemos...
Na busca perguntas se podem levantar...
Que dizem os sonhos perdidos de dois anjos?
São sonhos... sonhos de busca...
De procura do anjo que nos completa...
Sonhos que mostram objectivos de vida...
Que mostram a sua profundidade....
A essência de suas cores....
A essência das nossas cores...
As cores que são a nossa vida...
Mostram tudo o que são e tudo o que querem na vida...
Sim... sabemos o quanto somos um para o outro...
E o quanto somos um do outro...
Nas nossas viagens sem destino...
Nas nossas travessias na linha do nosso pensamento...
Sobrevivemos com aquilo que somos os dois...
E com aquilo que queremos ser um para o outro...
Estamos voando sem asas...é bem verdade...
Sentimos a liberdade de amar...
A liberdade de poder voar sem asas...
Somos um do outro e ao outro nos entregamos...
Entrega total... entrega plena... simplesmente entrega...
Adoro-te... se podia viver sem ti?!...
Sim podia, mas nunca seria assim tão feliz...

Envolvendo-me...


Se pensarmos nós dois aqui e agora...
Tentaremos explicar o que nos aconteceu...
Podemos especular... fazer conjecturas...
Procuraremos explicar aquilo que vivemos...
Na busca perguntas se podem levantar...
Que dizem os sonhos perdidos de dois anjos?
São sonhos... sonhos de busca...
De procura do anjo que nos completa...
Sonhos que mostram objectivos de vida...
Que mostram a sua profundidade....
A essência de suas cores....
A essência das nossas cores...
As cores que são a nossa vida...
Mostram tudo o que são e tudo o que querem na vida...
Sim... sabemos o quanto somos um para o outro...
E o quanto somos um do outro...
Nas nossas viagens sem destino...
Nas nossas travessias na linha do nosso pensamento...
Sobrevivemos com aquilo que somos os dois...
E com aquilo que queremos ser um para o outro...
Estamos voando sem asas...é bem verdade...
Sentimos a liberdade de amar...
A liberdade de poder voar sem asas...
Somos um do outro e ao outro nos entregamos...
Entrega total... entrega plena... simplesmente entrega...
Adoro-te... se podia viver sem ti?!...
Sim podia, mas nunca seria assim tão feliz...

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Apenas viver...


Ama-me, aqui neste momento....
Ama-me, aqui onde mais ninguém pode chegar...
Esquecemos os ponteiros do tempo/espaço que andam sem parar...
Apagamos tudo à nossa volta... apenas os nossos corpos no vazio do espaço...
Anda agarra-me, quero o teu abraço que desperta todas as emoções...
Vem... firmemente firmarei o teu corpo no meu... como tu tens o meu...
Anda...simplesmente anda...vamos voar...deixemos os nossos corpos vibrar...
Vamos... para lá dos horizontes do possível... para distante do imaginável...
Sem previsões no futuro, simplesmente vamos vive-lo juntos...
O Ontem... o Hoje... e o Amanhã quero viver contigo...
Sem prever... apenas viver!

Apenas viver...


Ama-me, aqui neste momento....
Ama-me, aqui onde mais ninguém pode chegar...
Esquecemos os ponteiros do tempo/espaço que andam sem parar...
Apagamos tudo à nossa volta... apenas os nossos corpos no vazio do espaço...
Anda agarra-me, quero o teu abraço que desperta todas as emoções...
Vem... firmemente firmarei o teu corpo no meu... como tu tens o meu...
Anda...simplesmente anda...vamos voar...deixemos os nossos corpos vibrar...
Vamos... para lá dos horizontes do possível... para distante do imaginável...
Sem previsões no futuro, simplesmente vamos vive-lo juntos...
O Ontem... o Hoje... e o Amanhã quero viver contigo...
Sem prever... apenas viver!

terça-feira, 24 de novembro de 2009

De O a Z...



O...

... o O de Operação... a operação de charme e sensualidade com que envolveste a minha essência...

P...

... o P de Presente... o P de passado... o P de Promessa de futuro... tocaste toca a minha vida... o antes o agora e o depois...

Q...

... o Q do muito que te Quero... do Quanto que me fazes sentir vivo...

R...

... o R de Reservas que nunca existiram... de Recordações que são sim pedaços de mim...

S...

... o S de Sempre... o S de Simples... o S de Significante...

T...

... o T que é Tudo... o T que é Tranquilidade... o T que é Transparência...

U...

... o U de Unicidade... de Única... de Universal...


Num glossário de vida não são as letras que dão sintomas ou significado ao que se quer transmitir... são sim as significancias que cada palavra... cada letra... cada pausa têm na mensagem que queremos transmitir e partilhar...

Onde Chegamos... por onde vamos... são meros acasos... o importante é mesmo ir... da A ou Z... ou neste caso do A ao U...


De O a Z...



O...

... o O de Operação... a operação de charme e sensualidade com que envolveste a minha essência...

P...

... o P de Presente... o P de passado... o P de Promessa de futuro... tocaste toca a minha vida... o antes o agora e o depois...

Q...

... o Q do muito que te Quero... do Quanto que me fazes sentir vivo...

R...

... o R de Reservas que nunca existiram... de Recordações que são sim pedaços de mim...

S...

... o S de Sempre... o S de Simples... o S de Significante...

T...

... o T que é Tudo... o T que é Tranquilidade... o T que é Transparência...

U...

... o U de Unicidade... de Única... de Universal...


Num glossário de vida não são as letras que dão sintomas ou significado ao que se quer transmitir... são sim as significancias que cada palavra... cada letra... cada pausa têm na mensagem que queremos transmitir e partilhar...

Onde Chegamos... por onde vamos... são meros acasos... o importante é mesmo ir... da A ou Z... ou neste caso do A ao U...


domingo, 22 de novembro de 2009

De I a N...



I...

... claramente o I tem que ser de Intenso... de Inigualável... de Impensável... de Importante... de Imprescindível...

J...

... o J daquela Janela que te trouxe à minha vida...

L...

... a Lua da minha vida... a Luz... a Ligação intensa e forte...

M...

... nesta noite vejo-te na minha Manhã... és o meu Milagre de vida...

N...

... este andar nas Nuvens... alegra os meus amanhecer e dá luz à Noite...

De I a N...



I...

... claramente o I tem que ser de Intenso... de Inigualável... de Impensável... de Importante... de Imprescindível...

J...

... o J daquela Janela que te trouxe à minha vida...

L...

... a Lua da minha vida... a Luz... a Ligação intensa e forte...

M...

... nesta noite vejo-te na minha Manhã... és o meu Milagre de vida...

N...

... este andar nas Nuvens... alegra os meus amanhecer e dá luz à Noite...

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

De A a H...


A...

... O A tem que ser de Amor... de Amar... de Amante... de um segredo bem guardado...

B...

... O B obrigatoriamente de muito Belo... de Bonita... de Busca... de Bom...

C...

... O C de Comboio... de Combatente... de Conquista... de Coragem...

D...

... O D do nosso Dia... da nossa Dedicação... de Decisão...

E...

... O E sempre de Esperança... de Espaço... de Espreitar... de Esperar...

F...

... O F de enorme Força... de Fortaleza... de Franqueza... de Feminino...

G...

... O G de guarda... de Grandeza... de Guardião... de Gratidão...

H...

... O H de Hoje... o dia de hoje, de esperança... de amar... hoje foi e é o dia...

De A a H...


A...

... O A tem que ser de Amor... de Amar... de Amante... de um segredo bem guardado...

B...

... O B obrigatoriamente de muito Belo... de Bonita... de Busca... de Bom...

C...

... O C de Comboio... de Combatente... de Conquista... de Coragem...

D...

... O D do nosso Dia... da nossa Dedicação... de Decisão...

E...

... O E sempre de Esperança... de Espaço... de Espreitar... de Esperar...

F...

... O F de enorme Força... de Fortaleza... de Franqueza... de Feminino...

G...

... O G de guarda... de Grandeza... de Guardião... de Gratidão...

H...

... O H de Hoje... o dia de hoje, de esperança... de amar... hoje foi e é o dia...

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Segredos...


Segredos são...
... palavras que pensamos e não dizemos...
... palavras que dizemos que apenas o verdadeiros destinatário percebe...
... laços que unem as pessoas e as dão a conhecer...
... viagens que queremos partilhar...
... são vidas que queremos viver...
... portas entreabertas que queremos abrir...

Os segredos são aquilo que conseguires viver com eles...
Os sonhos... as aventuras...
Mas os segredos são responsabilidade...
Os segredos revelam as pessoas e as pessoas revelam-se...
Segredos eu partilho... segredos tu partilhas...
Segredos partilhamos e segredos vamos vivendo...

Por isso segredos são a nossa vida!...
E pela nossa vida devemos viver os segredos!...
Os segredos unificam-nos...

Segredos...


Segredos são...
... palavras que pensamos e não dizemos...
... palavras que dizemos que apenas o verdadeiros destinatário percebe...
... laços que unem as pessoas e as dão a conhecer...
... viagens que queremos partilhar...
... são vidas que queremos viver...
... portas entreabertas que queremos abrir...

Os segredos são aquilo que conseguires viver com eles...
Os sonhos... as aventuras...
Mas os segredos são responsabilidade...
Os segredos revelam as pessoas e as pessoas revelam-se...
Segredos eu partilho... segredos tu partilhas...
Segredos partilhamos e segredos vamos vivendo...

Por isso segredos são a nossa vida!...
E pela nossa vida devemos viver os segredos!...
Os segredos unificam-nos...

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

A nossa vida...


Sei que de alguma forma... sentes sempre a minha presença,


Sim é a verdade...sinto-te presente em cada segundo da minha vida...

És o mais próximo daquilo que sempre procurei para viver,

Tu és para mim tudo o que sempre quis viver...

Quando me descobri, compreendi porque entraste na minha vida,

Eu descobri a vida quando discretamente entraste na minha vida...

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente,

A minha vida apenas ganhou o valor com o amor... o amor que vivo em ti...

A nossa vida...


Sei que de alguma forma... sentes sempre a minha presença,


Sim é a verdade...sinto-te presente em cada segundo da minha vida...

És o mais próximo daquilo que sempre procurei para viver,

Tu és para mim tudo o que sempre quis viver...

Quando me descobri, compreendi porque entraste na minha vida,

Eu descobri a vida quando discretamente entraste na minha vida...

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente,

A minha vida apenas ganhou o valor com o amor... o amor que vivo em ti...

sábado, 14 de novembro de 2009

Uno...


Na vida olhamos em frente...
E de frente olhemos para a vida...
Cada dia é um elo da corrente...
Uma corrente com muita felicidade para ser vivida...

Da corrente podem fazer parte vários elos...
Uns mais fracos outros mais fortes...
Sendo sempre importante vive-los...
Pois apenas neles ganhar as nossas sortes...

A vida trouxe muitas alegrias...
A vida trouxe muitas tristezas...
Todas elas sempre vividas...

Quando se vive somos completos...
Em ti encontrei a minha totalidade...
Um rio... uma fonte... o mar de sonhos repletos...
Repletos de muito amor e felicidade...

Tu és tu... eu sou eu...
Contigo sinto-me pleno...
Somos uno...
Um uno que nunca antes havia vivido!...

Uno...


Na vida olhamos em frente...
E de frente olhemos para a vida...
Cada dia é um elo da corrente...
Uma corrente com muita felicidade para ser vivida...

Da corrente podem fazer parte vários elos...
Uns mais fracos outros mais fortes...
Sendo sempre importante vive-los...
Pois apenas neles ganhar as nossas sortes...

A vida trouxe muitas alegrias...
A vida trouxe muitas tristezas...
Todas elas sempre vividas...

Quando se vive somos completos...
Em ti encontrei a minha totalidade...
Um rio... uma fonte... o mar de sonhos repletos...
Repletos de muito amor e felicidade...

Tu és tu... eu sou eu...
Contigo sinto-me pleno...
Somos uno...
Um uno que nunca antes havia vivido!...

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Pintura...



Sob esta tela dois traços acabo de fazer...
Olhando para eles... o que lhes faço?!...
Um belo pássaro acaba de nascer...
Um pequena gota de tinta amarela cai do pincel...
Em dois gestos eis que se ergue um sol radiante...
De onde me chega tamanha inspiração!?...
Olho para a pintura feita...
Falta-lhe luz... calor...
Algo que o sol radiante não chega para fornecer...
Chegas junto a mim e tudo isso muda...
A pintura brilha agora mais que nunca...
Irradia um calor abrasador...
Como!?...
Como pudeste em tão pouco tempo...
Mudar tanto na pintura...

Pintura...



Sob esta tela dois traços acabo de fazer...
Olhando para eles... o que lhes faço?!...
Um belo pássaro acaba de nascer...
Um pequena gota de tinta amarela cai do pincel...
Em dois gestos eis que se ergue um sol radiante...
De onde me chega tamanha inspiração!?...
Olho para a pintura feita...
Falta-lhe luz... calor...
Algo que o sol radiante não chega para fornecer...
Chegas junto a mim e tudo isso muda...
A pintura brilha agora mais que nunca...
Irradia um calor abrasador...
Como!?...
Como pudeste em tão pouco tempo...
Mudar tanto na pintura...

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Palavras...


Palavras para quê?!...
As palavras dizem muito..
As palavras não dizem nada..
Como podem estar nestes dois extremos!?...
As palavras podem dizer o que sentimos...
As palavras podem transmitir o que não pensamos...
As palavras podem ser falsas...
Mas e quando as palavras são simultâneas?!...
Quando ao mesmo tempo dizemos um ao outro...
Aquilo que o outro nos diz a nós!...
Poderão existir palavras mais verdadeiras que estas?!...
Eu digo que te amo... e tu dizes que me amas...
Eu digo que te adoro... e tu dizes que me adoras...
Eu digo-te que és o meu céu... tu dizes que sou o teu mar...
Eu digo-te que és o meu anjo... e tu sorrindo dizes que eu sou o teu...
Anjo de um lado... anjo do outro...
Juntos nos encontramos aqui nesta nossa cidade...
Aqui nos conhecemos... e por aqui vamos habitando...
Palavras leva-as os vento...
Por isso as escrevo... para que mais tarde as possa revisitar!...

Palavras...


Palavras para quê?!...
As palavras dizem muito..
As palavras não dizem nada..
Como podem estar nestes dois extremos!?...
As palavras podem dizer o que sentimos...
As palavras podem transmitir o que não pensamos...
As palavras podem ser falsas...
Mas e quando as palavras são simultâneas?!...
Quando ao mesmo tempo dizemos um ao outro...
Aquilo que o outro nos diz a nós!...
Poderão existir palavras mais verdadeiras que estas?!...
Eu digo que te amo... e tu dizes que me amas...
Eu digo que te adoro... e tu dizes que me adoras...
Eu digo-te que és o meu céu... tu dizes que sou o teu mar...
Eu digo-te que és o meu anjo... e tu sorrindo dizes que eu sou o teu...
Anjo de um lado... anjo do outro...
Juntos nos encontramos aqui nesta nossa cidade...
Aqui nos conhecemos... e por aqui vamos habitando...
Palavras leva-as os vento...
Por isso as escrevo... para que mais tarde as possa revisitar!...

domingo, 8 de novembro de 2009

A viver...



Não há tempo que chegue para nós...
Não há espaço que nos possa limitar...
Que sentimento é este que sinto em mim...
Por vezes no silêncio da noite escura...
Fico a imaginar-nos...
Nós dois bem juntos a observar aquele brilhante luar...
Fecho os olhos e vivo a sonhar acordado...
Consigo ver o antes....
Sentir o agora...
E de forma ainda mais clara vejo o depois...
Sinto a miopia que não me deixava ver a desaparecer...
Vejo o presente tão brilhante e sorridente...
Sinto o futuro em ti... tão sorridente e feliz...
Como é que sinto?
Como posso sentir?
Não sei... não procuro explicações...
Quero apenas vivê-lo...
Viver sentindo...
E sentindo que estou a viver!...

A viver...



Não há tempo que chegue para nós...
Não há espaço que nos possa limitar...
Que sentimento é este que sinto em mim...
Por vezes no silêncio da noite escura...
Fico a imaginar-nos...
Nós dois bem juntos a observar aquele brilhante luar...
Fecho os olhos e vivo a sonhar acordado...
Consigo ver o antes....
Sentir o agora...
E de forma ainda mais clara vejo o depois...
Sinto a miopia que não me deixava ver a desaparecer...
Vejo o presente tão brilhante e sorridente...
Sinto o futuro em ti... tão sorridente e feliz...
Como é que sinto?
Como posso sentir?
Não sei... não procuro explicações...
Quero apenas vivê-lo...
Viver sentindo...
E sentindo que estou a viver!...

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Vejo-te aqui...


Neste momento em que sozinho me sinto...
Baixo os olhos... instintivamente eles recaem sobre a minha mão...
Esboço um sorriso... primeiro muito ténue... depois um sorriso interior...
Não estou sozinho... como pude pensar dessa forma...
Sim!... estás aqui... eu sei... eu sempre soube...
Toco-te levemente... como acariciando o teu rosto...
O meu coração pula e bate muito mais forte...
Como é possível sentir-me assim?...
Onde estava este sentimento durante estes anos todos?
Esperava por ti... sim sem qualquer dúvida...
Em ti sinto-me...
Em ti vivo...
Em ti que me fizeste renascer...
Ou simplesmente viver...
Estamos unidos de forma que ninguém entende...
Nós sabemos o que nos une...
Nós vivemos o que nos une...
As migalhas que nos separam... são exactamente migalhas...
Migalhas de um pão que nunca solta migalhas...
Somos um do outro...
Se podia viver sem ti...
Sim podia... mas nunca seria a mesma vida!...

Vejo-te aqui...


Neste momento em que sozinho me sinto...
Baixo os olhos... instintivamente eles recaem sobre a minha mão...
Esboço um sorriso... primeiro muito ténue... depois um sorriso interior...
Não estou sozinho... como pude pensar dessa forma...
Sim!... estás aqui... eu sei... eu sempre soube...
Toco-te levemente... como acariciando o teu rosto...
O meu coração pula e bate muito mais forte...
Como é possível sentir-me assim?...
Onde estava este sentimento durante estes anos todos?
Esperava por ti... sim sem qualquer dúvida...
Em ti sinto-me...
Em ti vivo...
Em ti que me fizeste renascer...
Ou simplesmente viver...
Estamos unidos de forma que ninguém entende...
Nós sabemos o que nos une...
Nós vivemos o que nos une...
As migalhas que nos separam... são exactamente migalhas...
Migalhas de um pão que nunca solta migalhas...
Somos um do outro...
Se podia viver sem ti...
Sim podia... mas nunca seria a mesma vida!...

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Carta...


Hoje acordei...
O manto cintilante das estrelas brilhantes...
Cobre ainda o corpo nu que descansa tranquilo...
As gotas de orvalho da nossa noite de prazer...
Escorrem ainda lentamente por vales profundos...
A luz que parece raiar lá fora...
Entra no reino escuro que nos acolheu...
Os olhos que ontem o teu corpo contemplaram...
Abrem agora e vislumbram as curvas do teu rosto...
O teu corpo repousa ainda...
A respiração calma e tranquilo quase me embala...
Observo o arquear suave do paraíso que conheci...
Contrastante com o descontrolo que ontem o possuiu...

Hoje acordei...
Desejoso de poder o teu corpo tocar...
Desejoso de poder inalar a tua doce fragrância perfumada...
Desejoso de poder contemplar as planícies e vales da paixão...
Desejoso de poder recitar-te o mais belo soneto de amor...
Desejoso de poder ouvir a melodia suave e harmoniosa da tua respiração...

Hoje acordei...
Com a vontade imensa de te escrever...
Com o sangue a fervilhar no meu corpo...
Com a saudade a entrar em mim como o ar que respiro...
Com o desejo a alimentar-me mais que os os alimentos que vou ingerindo...
Com a paixão a habitar no meu coração e a reinar na minha cabeça...

Hoje acordei...
Querendo poder dizer-te tudo aquilo que sinto...
Querendo poder mostrar-te toda a vida que me enche...
Querendo poder fazer-te sentir as cores que me pintam...
Querendo poder...

Carta...


Hoje acordei...
O manto cintilante das estrelas brilhantes...
Cobre ainda o corpo nu que descansa tranquilo...
As gotas de orvalho da nossa noite de prazer...
Escorrem ainda lentamente por vales profundos...
A luz que parece raiar lá fora...
Entra no reino escuro que nos acolheu...
Os olhos que ontem o teu corpo contemplaram...
Abrem agora e vislumbram as curvas do teu rosto...
O teu corpo repousa ainda...
A respiração calma e tranquilo quase me embala...
Observo o arquear suave do paraíso que conheci...
Contrastante com o descontrolo que ontem o possuiu...

Hoje acordei...
Desejoso de poder o teu corpo tocar...
Desejoso de poder inalar a tua doce fragrância perfumada...
Desejoso de poder contemplar as planícies e vales da paixão...
Desejoso de poder recitar-te o mais belo soneto de amor...
Desejoso de poder ouvir a melodia suave e harmoniosa da tua respiração...

Hoje acordei...
Com a vontade imensa de te escrever...
Com o sangue a fervilhar no meu corpo...
Com a saudade a entrar em mim como o ar que respiro...
Com o desejo a alimentar-me mais que os os alimentos que vou ingerindo...
Com a paixão a habitar no meu coração e a reinar na minha cabeça...

Hoje acordei...
Querendo poder dizer-te tudo aquilo que sinto...
Querendo poder mostrar-te toda a vida que me enche...
Querendo poder fazer-te sentir as cores que me pintam...
Querendo poder...

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Um dia...


Um dia sonhei poder ir mais além...

Um dia vou sair à rua e gritar que sou feliz...

Um dia irei publicar um livro...

Um dia vou pedir-te em casamento...

Um dia irei fazer-te uma serenata ao luar...

Um dia deixarei de sonhar e passarei a viver...

Um dia... um dia deixará de ser um dia para ser o dia...

Um dia deixou de ser o meu dia para passar a ser o nosso dia...

Um dia escrevo algo sobre este dia...

Um dia sonhei...
Um dia acordei...
Um dia sofri...
Um dia te encontrei...
Um dia voltei a sonhar...
Um dia voltei a viver...
Um dia viajei...
Um dia em ti me encontrei...
Tanto fiz num dia... num pequeno dia...
Agora quero passar deste dia ao restos dos meus dias!...

Um dia...


Um dia sonhei poder ir mais além...

Um dia vou sair à rua e gritar que sou feliz...

Um dia irei publicar um livro...

Um dia vou pedir-te em casamento...

Um dia irei fazer-te uma serenata ao luar...

Um dia deixarei de sonhar e passarei a viver...

Um dia... um dia deixará de ser um dia para ser o dia...

Um dia deixou de ser o meu dia para passar a ser o nosso dia...

Um dia escrevo algo sobre este dia...

Um dia sonhei...
Um dia acordei...
Um dia sofri...
Um dia te encontrei...
Um dia voltei a sonhar...
Um dia voltei a viver...
Um dia viajei...
Um dia em ti me encontrei...
Tanto fiz num dia... num pequeno dia...
Agora quero passar deste dia ao restos dos meus dias!...