quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Feliz...


 
Sinto-me feliz...
De onde vem essa felicidade?
Sinto-a no meu peito...
Um peito aberto...
Os braços elevados ao céu...
Inspiro a leveza da felicidade...
Levito entre a bruma desta noite...
Sou feliz...
Um felicidade que me mostraste...
Uma felicidade que vivo para partilhar contigo...
Feliz...
Sorrio em todos os momentos...
Vivo e não deixarei de o dizer...
O coração bate forte...
Os dedos primem as teclas...
Tudo é leve...
Tudo é fluido e único...
Sou feliz e tu sabes porquê...

Feliz...


 
Sinto-me feliz...
De onde vem essa felicidade?
Sinto-a no meu peito...
Um peito aberto...
Os braços elevados ao céu...
Inspiro a leveza da felicidade...
Levito entre a bruma desta noite...
Sou feliz...
Um felicidade que me mostraste...
Uma felicidade que vivo para partilhar contigo...
Feliz...
Sorrio em todos os momentos...
Vivo e não deixarei de o dizer...
O coração bate forte...
Os dedos primem as teclas...
Tudo é leve...
Tudo é fluido e único...
Sou feliz e tu sabes porquê...

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Destino...



Do dia em que nascemos nada nos lembramos...
Naturalmente na vida buscamos um rumo...
De onde viemos e para vamos...
Nada que saibamos ao beber um pouco de sumo...
Um dia... acabamos por voltar...
Voltamos às origens...
Ao estado de felicidade...
Nascemos felizes...
Crescemos na vida e ela parece fugir...
Um dia o destino mostra-nos a sua luz...
Surge do impossível...
Mostra-se muito pouco provável...
Os horizontes alargam-se...
As portas parecem todas abertas...
O que podemos fazer...
Esquecer e negar essa felicidade...
Nunca!... devemos sim vive-la!...
E qual o destino de cada um...
O destino é simples...
Viver a felicidade de uma vida!...

Destino...



Do dia em que nascemos nada nos lembramos...
Naturalmente na vida buscamos um rumo...
De onde viemos e para vamos...
Nada que saibamos ao beber um pouco de sumo...
Um dia... acabamos por voltar...
Voltamos às origens...
Ao estado de felicidade...
Nascemos felizes...
Crescemos na vida e ela parece fugir...
Um dia o destino mostra-nos a sua luz...
Surge do impossível...
Mostra-se muito pouco provável...
Os horizontes alargam-se...
As portas parecem todas abertas...
O que podemos fazer...
Esquecer e negar essa felicidade...
Nunca!... devemos sim vive-la!...
E qual o destino de cada um...
O destino é simples...
Viver a felicidade de uma vida!...

sábado, 26 de dezembro de 2009

Natal...





Correu...
Voou...
Pé ante pé vi a distância diminuir...
Aquela que fisicamente teima em existir...
Na realidade é uma mera ilusão...
Sinto-te sempre presente em meu coração...
O teu calor... o teu cheiro... o teu rosto...
Residem em mim e eu muito deles gosto...
Na cidade nos encontrámos...
E desde aí para cá vivemos o que sempre sonhámos...
Tu és para mim e eu sou para ti...
Tudo ganhou cor desde que te conheci...
Neste novo Natal a todos quero desejar...
Que vivam a sua vida no sentido de sempre amar...

Natal...





Correu...
Voou...
Pé ante pé vi a distância diminuir...
Aquela que fisicamente teima em existir...
Na realidade é uma mera ilusão...
Sinto-te sempre presente em meu coração...
O teu calor... o teu cheiro... o teu rosto...
Residem em mim e eu muito deles gosto...
Na cidade nos encontrámos...
E desde aí para cá vivemos o que sempre sonhámos...
Tu és para mim e eu sou para ti...
Tudo ganhou cor desde que te conheci...
Neste novo Natal a todos quero desejar...
Que vivam a sua vida no sentido de sempre amar...

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Lâmpada...



Hoje parei por momentos...
Há dias que não escrevia e publicava nada aqui no blog...
Ausência de tema? poderão pensar...
Sem ideias... sussurarão os mais criticos do blog...
O amor esgotou-se... dirão aqueles que não vivem o amor...
Não se iludam...
Hoje parei por momentos...
Aconteceu enquanto olhava para uma lâmpada...
Curioso não acham...
Um objecto tão simples...
Tão poderoso e inspirador...
Na lâmpada temos dois polos...
Unidos por um finíssimo filamento...
No amor temos dois seres...
Unidos por algo tão fino e invísivel aos olhos...
Tal como a lâmpada...
O amor dá luz... ilumina-nos...
Quando a sintonia entre os dois seres é plena...
Luz apenas existente no amor pleno...
Sem interruptores... sem cliques...
É uma luz cultivada com muito cuidado...
Muito carinho... muita atenção...
Somos dois seres...
Mas apenas quando existe o filamento invísivel entre nós podemos brilhar...
Somos dois...
Apenas completos em um só...
O toque... o momento... a atenção...
Onde reconhecer tudo isso...
Esse é o segredo mais bem guardado...
Quem o encontra não o consegue descrever...
Apenas é capaz de o viver...

Lâmpada...



Hoje parei por momentos...
Há dias que não escrevia e publicava nada aqui no blog...
Ausência de tema? poderão pensar...
Sem ideias... sussurarão os mais criticos do blog...
O amor esgotou-se... dirão aqueles que não vivem o amor...
Não se iludam...
Hoje parei por momentos...
Aconteceu enquanto olhava para uma lâmpada...
Curioso não acham...
Um objecto tão simples...
Tão poderoso e inspirador...
Na lâmpada temos dois polos...
Unidos por um finíssimo filamento...
No amor temos dois seres...
Unidos por algo tão fino e invísivel aos olhos...
Tal como a lâmpada...
O amor dá luz... ilumina-nos...
Quando a sintonia entre os dois seres é plena...
Luz apenas existente no amor pleno...
Sem interruptores... sem cliques...
É uma luz cultivada com muito cuidado...
Muito carinho... muita atenção...
Somos dois seres...
Mas apenas quando existe o filamento invísivel entre nós podemos brilhar...
Somos dois...
Apenas completos em um só...
O toque... o momento... a atenção...
Onde reconhecer tudo isso...
Esse é o segredo mais bem guardado...
Quem o encontra não o consegue descrever...
Apenas é capaz de o viver...

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Juntos...


Nesta noite branca...
Sou apenas um pequeno floco de neve...
Caindo das nuvens altas...
Procurando o melhor local para aterrar...
A paisagem angelical ganha forma...
As luzes começam a brilhar na paisagem...
A noite acaba por cair...
Somos pequenos numa noite destas...
A noite de paz, alegria e amor...
Palavras vistas, muito ouvidas e muito ditas...
Mais do que isso...
São palavras que devem ser sim vividas...
Sinto o tristeza apoderar-se de mim...
Outrora um floco de neve...
Derreto agora e apenas uma pequena gota cai neste momento...
O teu calor me derreteu...
Sinto-te... sinto as nuvens que pairam no céu...
Sopro com muita força...
Puxo todo o ar dos meus pulmões...
Quero de novo colocar apenas o sol no teu horizonte...
Deixar o teu sorriso me iluminar...
Somos muito pequenos...
Feitos de pequenos grãos...
Pequenas poeiras que nos movem...
Pequenas poeiras que nos formam...
No seio dessas poeiras fomos concebidos...
E para sempre unidos...
Enfrentaremos todas as tormentas...
E... pé ante pé...
De mãos dadas caminhamos...
Juntos...

Juntos...


Nesta noite branca...
Sou apenas um pequeno floco de neve...
Caindo das nuvens altas...
Procurando o melhor local para aterrar...
A paisagem angelical ganha forma...
As luzes começam a brilhar na paisagem...
A noite acaba por cair...
Somos pequenos numa noite destas...
A noite de paz, alegria e amor...
Palavras vistas, muito ouvidas e muito ditas...
Mais do que isso...
São palavras que devem ser sim vividas...
Sinto o tristeza apoderar-se de mim...
Outrora um floco de neve...
Derreto agora e apenas uma pequena gota cai neste momento...
O teu calor me derreteu...
Sinto-te... sinto as nuvens que pairam no céu...
Sopro com muita força...
Puxo todo o ar dos meus pulmões...
Quero de novo colocar apenas o sol no teu horizonte...
Deixar o teu sorriso me iluminar...
Somos muito pequenos...
Feitos de pequenos grãos...
Pequenas poeiras que nos movem...
Pequenas poeiras que nos formam...
No seio dessas poeiras fomos concebidos...
E para sempre unidos...
Enfrentaremos todas as tormentas...
E... pé ante pé...
De mãos dadas caminhamos...
Juntos...

domingo, 20 de dezembro de 2009

O mundo lá fora...


Entre a fresta do pensamento que me preenche...
Lanço o olhar para fora deste lugar...
Vejo longe... busco-te longe...
Lá fora a chuva cai... os nuvens parecem tristes...
O cinza predomina no céu...
As cores estão pálidas...
Os tons de outono parecem tomar conta da paisagem...
Sinto-me triste...
A paisagem despida de cor entristece-me...
O contraste de cores...
Entre as que os olhos contemplam...
E as brilham no interior deles...
Uhm... fecho os olhos... e vejo-me voar na paisagem...
Penetro no cinza das nuvens...
Subo mais alto...
Contemplo o azul escondido do céu...
Subo... subo!...
De repente o poder da terra faz-se sentir...
O voo em mergulho encarpado inicia-se...
Meio atordoado pela velocidade atingida...
Despreocupo-me de para onde me leva este voo...
Sem travões... nem reservas...
A marcha de mergulho acaba...
Ainda de olhos fechados vejo um rosto...
Doce... meigo... delicado... lindo...
Aproximo-me de ti...
Levemente toco o teu rosto...
O rubor do teu rosto aquece o meu coração...
Abro os olhos...
O mundo lá fora espera-me...
Eu espero-te...
O mundo lá fora...

O mundo lá fora...


Entre a fresta do pensamento que me preenche...
Lanço o olhar para fora deste lugar...
Vejo longe... busco-te longe...
Lá fora a chuva cai... os nuvens parecem tristes...
O cinza predomina no céu...
As cores estão pálidas...
Os tons de outono parecem tomar conta da paisagem...
Sinto-me triste...
A paisagem despida de cor entristece-me...
O contraste de cores...
Entre as que os olhos contemplam...
E as brilham no interior deles...
Uhm... fecho os olhos... e vejo-me voar na paisagem...
Penetro no cinza das nuvens...
Subo mais alto...
Contemplo o azul escondido do céu...
Subo... subo!...
De repente o poder da terra faz-se sentir...
O voo em mergulho encarpado inicia-se...
Meio atordoado pela velocidade atingida...
Despreocupo-me de para onde me leva este voo...
Sem travões... nem reservas...
A marcha de mergulho acaba...
Ainda de olhos fechados vejo um rosto...
Doce... meigo... delicado... lindo...
Aproximo-me de ti...
Levemente toco o teu rosto...
O rubor do teu rosto aquece o meu coração...
Abro os olhos...
O mundo lá fora espera-me...
Eu espero-te...
O mundo lá fora...

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Leve...



Sinto-me tão leve...
Tão leve que não dá para acreditar...
Sem asas quero voar...
Voar e para lá dos céus viajar...
Sinto livremente comprometido...
Comprometido com a liberdade de te ter...
Viajo nas tuas asas...
Vives e corres nas minhas veias...
Sinto-te parte de mim...
Sinto-te em mim...
És tu que me tornas leve e livre...
És tu que me fazes voar e viajar...
Somos pequenos neste nosso mundo...
Mas grandes dentro deste mundo...
Superamos o tempo... o espaço...
Vencemos os obstáculos... passamos as barreiras...
Eu sou teu... e nessa certeza sou feliz!

Leve...



Sinto-me tão leve...
Tão leve que não dá para acreditar...
Sem asas quero voar...
Voar e para lá dos céus viajar...
Sinto livremente comprometido...
Comprometido com a liberdade de te ter...
Viajo nas tuas asas...
Vives e corres nas minhas veias...
Sinto-te parte de mim...
Sinto-te em mim...
És tu que me tornas leve e livre...
És tu que me fazes voar e viajar...
Somos pequenos neste nosso mundo...
Mas grandes dentro deste mundo...
Superamos o tempo... o espaço...
Vencemos os obstáculos... passamos as barreiras...
Eu sou teu... e nessa certeza sou feliz!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Espelho...


Doce espelho que me mostras...
Rude espelho que me revelas...
Espelho meu... espelho meu...
Acredita que o mundo pode ser teu...
Tu espelho mostras o rosto que quero ver...
Tu espelho alimentas os desejos mais profundos...
Espelho... espelho...
Leva-me para o teu interior...
Liberta-me do outro lado...
Sim!... do lado do espelho que quero viver...
Espelho meu... Espelho meu...
Mostra-me os teus olhos...
Revela-me o espelho da tua alma...
Espelho... espelho...
Alimentas-me...sugas-me...
Dás-me o rumo ao paraíso...
Mostra-me...

Espelho...


Doce espelho que me mostras...
Rude espelho que me revelas...
Espelho meu... espelho meu...
Acredita que o mundo pode ser teu...
Tu espelho mostras o rosto que quero ver...
Tu espelho alimentas os desejos mais profundos...
Espelho... espelho...
Leva-me para o teu interior...
Liberta-me do outro lado...
Sim!... do lado do espelho que quero viver...
Espelho meu... Espelho meu...
Mostra-me os teus olhos...
Revela-me o espelho da tua alma...
Espelho... espelho...
Alimentas-me...sugas-me...
Dás-me o rumo ao paraíso...
Mostra-me...

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Horizonte...


A vista alcança...
O olhar descansa...
A vida avança...
Rumo ao horizonte...
O horizonte dá-nos largura... profundidade...
Querer ver para lá curva...
Olhar... ver... sorrir...
Somos pequenos no horizonte que nos rodeia...
Somos grandes podemos transpor o horizonte...
Somos enormes pois lutamos por novos horizontes...
Um pequeno passo de caminhante...
Um grande passo de um sonhador...
Somos capazes de voar...
E o horizonte ultrapassar...

Horizonte...


A vista alcança...
O olhar descansa...
A vida avança...
Rumo ao horizonte...
O horizonte dá-nos largura... profundidade...
Querer ver para lá curva...
Olhar... ver... sorrir...
Somos pequenos no horizonte que nos rodeia...
Somos grandes podemos transpor o horizonte...
Somos enormes pois lutamos por novos horizontes...
Um pequeno passo de caminhante...
Um grande passo de um sonhador...
Somos capazes de voar...
E o horizonte ultrapassar...

sábado, 12 de dezembro de 2009

Perfeição...



Queremos na nossa vida que tudo seja perfeito...
Ter um emprego que todos considerem perfeito...
Ter um aspecto físico que os outros exclamem... perfeito!
Será que existe assim tanta perfeição?!...
Isso não sei... sei que há momentos que são perfeitos...
E momentos que tornam as nossa vida perfeita...
Momentos que mais ninguém acreditaria...
Aquele momento em que se dá o clic...
Todos buscamos esse momento...
O ponto de viragem...
A inversão de marcha em tanta coisa errada...
Sinto que esse momento aconteceu na minha vida...
Ao simples passo de um breve clic... e tudo mudou...
As cores que regressaram...
Os sentidos que eram tão esquecidos...
A saudade de estar ausente...
A presença sempre presente...
O acordar... adormecer e viver a pensar em ti...
Isso sim é perfeito...
Isso sim é a perfeição...
Isso sim faz a vida merecer ser vivida...
A perfeição existe...
Não está nos outros... mas é despertada por alguém...
Aquele clic...
E tudo na vida se torna luz!...
Se tornou luz...

Perfeição...



Queremos na nossa vida que tudo seja perfeito...
Ter um emprego que todos considerem perfeito...
Ter um aspecto físico que os outros exclamem... perfeito!
Será que existe assim tanta perfeição?!...
Isso não sei... sei que há momentos que são perfeitos...
E momentos que tornam as nossa vida perfeita...
Momentos que mais ninguém acreditaria...
Aquele momento em que se dá o clic...
Todos buscamos esse momento...
O ponto de viragem...
A inversão de marcha em tanta coisa errada...
Sinto que esse momento aconteceu na minha vida...
Ao simples passo de um breve clic... e tudo mudou...
As cores que regressaram...
Os sentidos que eram tão esquecidos...
A saudade de estar ausente...
A presença sempre presente...
O acordar... adormecer e viver a pensar em ti...
Isso sim é perfeito...
Isso sim é a perfeição...
Isso sim faz a vida merecer ser vivida...
A perfeição existe...
Não está nos outros... mas é despertada por alguém...
Aquele clic...
E tudo na vida se torna luz!...
Se tornou luz...

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Perfeito Coração...


Vagueando pelas ruas e vielas da vida...
Buscava o limite... uma razão de continuar a bater...
A procura da perfeição... de uma nova avenida...
A avenida com destino ao que mais queria ver...

No becos e guetos escuros e escurecidos...
Parecia impossível uma luz poder brilhar...
Seria por ter os olhos fechados e adormecidos...
Ou por na vida por ti estar a esperar...

Chegaste discretamente e bem de mansinho...
Senti um toque... um bater especial...
Li e reli aquele comentário... aquele convite sozinho...
Vezes e vezes sem conta... algo que não era normal...

Hoje o outrora desgarrado coração bate sempre forte...
Cada batimento o teu nome ele soletra e grita de emoção...
Esta é uma força e um poder que não pode ser fruto da sorte...
Mas antes o encontrar da felicidade e de um puro coração...

O perfeito coração é teu e meu...
O perfeito coração faz-me acordar a pensar em ti...
Adormecer a suspirar por ti...
O perfeito coração faz viver...
Viver dos sonhos e emoções...
Os desejos e os profundos pensamentos...
O perfeito coração está aqui...
Sinto o teu coração junto do meu...
Por isso sinto uma força dupla...
Sinto a invencibilidade...
Uma imortalidade...
O perfeito coração...
É aquele onde o AMOR vive!...

Perfeito Coração...


Vagueando pelas ruas e vielas da vida...
Buscava o limite... uma razão de continuar a bater...
A procura da perfeição... de uma nova avenida...
A avenida com destino ao que mais queria ver...

No becos e guetos escuros e escurecidos...
Parecia impossível uma luz poder brilhar...
Seria por ter os olhos fechados e adormecidos...
Ou por na vida por ti estar a esperar...

Chegaste discretamente e bem de mansinho...
Senti um toque... um bater especial...
Li e reli aquele comentário... aquele convite sozinho...
Vezes e vezes sem conta... algo que não era normal...

Hoje o outrora desgarrado coração bate sempre forte...
Cada batimento o teu nome ele soletra e grita de emoção...
Esta é uma força e um poder que não pode ser fruto da sorte...
Mas antes o encontrar da felicidade e de um puro coração...

O perfeito coração é teu e meu...
O perfeito coração faz-me acordar a pensar em ti...
Adormecer a suspirar por ti...
O perfeito coração faz viver...
Viver dos sonhos e emoções...
Os desejos e os profundos pensamentos...
O perfeito coração está aqui...
Sinto o teu coração junto do meu...
Por isso sinto uma força dupla...
Sinto a invencibilidade...
Uma imortalidade...
O perfeito coração...
É aquele onde o AMOR vive!...

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

O Pensamento...


Pensamento...
Quem és pensamento que ocupas parte de mim...
Pronto reconheço é mais que a parte... tu és o todo...
Um pensamento que voa bem alto...
Outras vezes em voa bem baixinho...
Voa longe... bem para lá do horizonte...
Voa perto... bem juntinho a nós...
Pensamento que vagueia nos céus...
Tal como as aves que dão cor e som ao dia...
Por andas meu pensamento?...
Para onde me levas?...
Eu sei onde queres ir...
Melhor dizendo... onde quero ir...
Sei onde me queres levar...
Queres-me levar...
Onde eu só quero estar...
Tu pensamento levas-me a viajar na palma da minha mão...
Levas-me a viajar...
Levas-me onde quero chegar...
E de onde jamais quero voltar...
Pensamento que me mostras o rosto mais belo...
Que me fazes desejar tocar e beijar esse rosto...
Levas-me ao desejo... à quase loucura...
Pensamento pecaminoso... ou simplesmente amoroso...
Pensamento que me levas para lá da Lua...
Me fazes atravessar o Sol...
Transportas para lá do impossível...
Tudo para que possa viver o possível...
Viver...
Sonhar...
Amar...
Acima de tudo em ti pensar...
O pensamento que me faz ter-te e estar sempre contigo...
Seja quando te posso tocar...
Ou quando apenas te posso sentir...
Mais ainda quando em ti me sinto viver...
Pensamento leva-me... tira-me deste texto...
Leva-me... até...

O Pensamento...


Pensamento...
Quem és pensamento que ocupas parte de mim...
Pronto reconheço é mais que a parte... tu és o todo...
Um pensamento que voa bem alto...
Outras vezes em voa bem baixinho...
Voa longe... bem para lá do horizonte...
Voa perto... bem juntinho a nós...
Pensamento que vagueia nos céus...
Tal como as aves que dão cor e som ao dia...
Por andas meu pensamento?...
Para onde me levas?...
Eu sei onde queres ir...
Melhor dizendo... onde quero ir...
Sei onde me queres levar...
Queres-me levar...
Onde eu só quero estar...
Tu pensamento levas-me a viajar na palma da minha mão...
Levas-me a viajar...
Levas-me onde quero chegar...
E de onde jamais quero voltar...
Pensamento que me mostras o rosto mais belo...
Que me fazes desejar tocar e beijar esse rosto...
Levas-me ao desejo... à quase loucura...
Pensamento pecaminoso... ou simplesmente amoroso...
Pensamento que me levas para lá da Lua...
Me fazes atravessar o Sol...
Transportas para lá do impossível...
Tudo para que possa viver o possível...
Viver...
Sonhar...
Amar...
Acima de tudo em ti pensar...
O pensamento que me faz ter-te e estar sempre contigo...
Seja quando te posso tocar...
Ou quando apenas te posso sentir...
Mais ainda quando em ti me sinto viver...
Pensamento leva-me... tira-me deste texto...
Leva-me... até...

domingo, 6 de dezembro de 2009

Banha-me...


Que estranha forma de vida...
Agradável... doce... intensa... leve...
Esta que me mostraste ser possível viver!...
Os sonhos que pareciam nunca se realizar...
São realidades... deixam o mundo de fantasia...
E mostram a sua real força...
Este doce que reside nos meu lábios...
Esta alegria sempre presente...
O aroma do teu corpo...
A minha cura... a minha fonte de vida...
O meu leito e rio de prazer...
Oh! Meu doce anjo...
Só tu tens palavras...
Gestos...
Momentos...
De intenso prazer e alegria...
De felicidade e de puros momentos de entrega total...
Os dias passam e aguardo pela tua presença...
Para poder banhar-me nas tuas águas...
Sim, só tu meu doce mar me banhas assim!...
Só tu meu pedaço de céu me dás a calma e alegria de viver...
Só tu meu algodão doce me dás...
Dás aquilo que apenas tu sabes e podes dar!...

Banha-me...


Que estranha forma de vida...
Agradável... doce... intensa... leve...
Esta que me mostraste ser possível viver!...
Os sonhos que pareciam nunca se realizar...
São realidades... deixam o mundo de fantasia...
E mostram a sua real força...
Este doce que reside nos meu lábios...
Esta alegria sempre presente...
O aroma do teu corpo...
A minha cura... a minha fonte de vida...
O meu leito e rio de prazer...
Oh! Meu doce anjo...
Só tu tens palavras...
Gestos...
Momentos...
De intenso prazer e alegria...
De felicidade e de puros momentos de entrega total...
Os dias passam e aguardo pela tua presença...
Para poder banhar-me nas tuas águas...
Sim, só tu meu doce mar me banhas assim!...
Só tu meu pedaço de céu me dás a calma e alegria de viver...
Só tu meu algodão doce me dás...
Dás aquilo que apenas tu sabes e podes dar!...

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Gosto...


Gosto da companhia do teu sorriso...
Gosto de sentir a presença do teu corpo...
Gosto da companhia do teu olhar...
Gosto de sentir o calor... o teu calor...
Gosto da malícia do teu beijo...
Gosto de maliciosamente te tocar...
Gosto do "Ser" que és...
Gosto do "Nós" que completamos...


É um encantamento que me desperta...
Uma chama ardente que me consome...
Vontades, fraquezas, sonhos...
Ambições, desejos e prazer...
Tudo em ti encontro e vivo intensamente...

Apenas sou aquela que te ama...
E eu aquele que te ama e adora...
Sem pudor...
Sem reservas...
Apenas o amor...
Aquele que nos une e reside em nós...
Quente... intenso e vivo...
Transparente... pecaminoso e real...
Simplesmente Gosto... Gosto de ti!

Gosto...


Gosto da companhia do teu sorriso...
Gosto de sentir a presença do teu corpo...
Gosto da companhia do teu olhar...
Gosto de sentir o calor... o teu calor...
Gosto da malícia do teu beijo...
Gosto de maliciosamente te tocar...
Gosto do "Ser" que és...
Gosto do "Nós" que completamos...


É um encantamento que me desperta...
Uma chama ardente que me consome...
Vontades, fraquezas, sonhos...
Ambições, desejos e prazer...
Tudo em ti encontro e vivo intensamente...

Apenas sou aquela que te ama...
E eu aquele que te ama e adora...
Sem pudor...
Sem reservas...
Apenas o amor...
Aquele que nos une e reside em nós...
Quente... intenso e vivo...
Transparente... pecaminoso e real...
Simplesmente Gosto... Gosto de ti!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Saudade...



Aconteça o que acontecer...
Haja o que tiver de haver...
Eu espero sempre por ti...
Pois sei que em ti encontro o porto de abrigo...
A minha fonte de felicidade...
Tu que és todas as palavras...
Todas as emoções...
Por ti desespero e em ti espero...
Todas as emoções despertas...
Por ti nasce o fado que alimenta esta doce saudade...
Que dá cor a todas as horas...
Vida a cada minuto que passa...
Onde o longe é mesmo perto...
E nas recordações sinto saudades...
Saudades de todos os momentos que vivemos...
Do teu aroma salgado e fresco...
Do quente e revigorante toque dos teus lábios...
Do doce mel da tua dourada pele...
Saudades... Saudades sentimos...
As saudades que vivemos...
Adoro-te meu amor...
Dizes tanto em cada palavra...
Em cada palavra que leio sei o que é a saudade...
A saudade és tu...
Vivo pela saudade e para a saudade...
Por isso espero... por ti espero... por ti vivo!
Vem... vem beijar-me e fazer-me em teus lábios viajar!...
Vem abraçar-me com a tua saudade...
A saudade que marcaste no meu coração...
A saudade que me faz viver cada emoção...
Ai saudade... só tu me mostras o que é a vida e o viver...

Saudade...



Aconteça o que acontecer...
Haja o que tiver de haver...
Eu espero sempre por ti...
Pois sei que em ti encontro o porto de abrigo...
A minha fonte de felicidade...
Tu que és todas as palavras...
Todas as emoções...
Por ti desespero e em ti espero...
Todas as emoções despertas...
Por ti nasce o fado que alimenta esta doce saudade...
Que dá cor a todas as horas...
Vida a cada minuto que passa...
Onde o longe é mesmo perto...
E nas recordações sinto saudades...
Saudades de todos os momentos que vivemos...
Do teu aroma salgado e fresco...
Do quente e revigorante toque dos teus lábios...
Do doce mel da tua dourada pele...
Saudades... Saudades sentimos...
As saudades que vivemos...
Adoro-te meu amor...
Dizes tanto em cada palavra...
Em cada palavra que leio sei o que é a saudade...
A saudade és tu...
Vivo pela saudade e para a saudade...
Por isso espero... por ti espero... por ti vivo!
Vem... vem beijar-me e fazer-me em teus lábios viajar!...
Vem abraçar-me com a tua saudade...
A saudade que marcaste no meu coração...
A saudade que me faz viver cada emoção...
Ai saudade... só tu me mostras o que é a vida e o viver...