domingo, 31 de janeiro de 2010

O teu olhar...

 


O segredo de um olhar...
A intensidade do mesmo...
São seguramente o espelho de uma alma...
São a verdadeira imagem de uma pessoa!...
O teu olhar...
Aquele que não conhecia...
Chegou até mim...
Sempre de forma directa e simples...
Não o tinha visto...
Mas já o sentia junto a mim...
Quando naquele momento abri os olhos...
Um sorriso me esperava...
O olhar surpreso...
O olhar directo...
O olhar meigo e doce...
Um olhar que me fez sorrir...
O olhar...
Que me fez desejar...
Desejar descobrir mais... e mais...
Olhei-te fixamente...
Primeiro um olhar desviado...
Aos poucos ficou a ser correspondido...
O olhar que me despertou...
O olhar que deu corpo às palavras...
O olhar que deu voz ao teu corpo...
Como poderei eu descrever esse olhar...
Tentarei em quatro pequenas palavras...
Honesto... sincero...
Sofrido... e doce...
Oh... não chegam!... 
Falta o meigo... delicado...
Um olhar... tanto para contar...
Contar uma história que quero ler...
Um história que quero viver...

O teu olhar...

 


O segredo de um olhar...
A intensidade do mesmo...
São seguramente o espelho de uma alma...
São a verdadeira imagem de uma pessoa!...
O teu olhar...
Aquele que não conhecia...
Chegou até mim...
Sempre de forma directa e simples...
Não o tinha visto...
Mas já o sentia junto a mim...
Quando naquele momento abri os olhos...
Um sorriso me esperava...
O olhar surpreso...
O olhar directo...
O olhar meigo e doce...
Um olhar que me fez sorrir...
O olhar...
Que me fez desejar...
Desejar descobrir mais... e mais...
Olhei-te fixamente...
Primeiro um olhar desviado...
Aos poucos ficou a ser correspondido...
O olhar que me despertou...
O olhar que deu corpo às palavras...
O olhar que deu voz ao teu corpo...
Como poderei eu descrever esse olhar...
Tentarei em quatro pequenas palavras...
Honesto... sincero...
Sofrido... e doce...
Oh... não chegam!... 
Falta o meigo... delicado...
Um olhar... tanto para contar...
Contar uma história que quero ler...
Um história que quero viver...

sábado, 30 de janeiro de 2010

GNR...


A melodia que ilustra as asas que me deste para que pudesse voar... Mais um tributo à música portuguesa... e elogiando uma letra e uma música que muito me tocam pessoalmente... arrisco a dizer, com certeza, não só a mim... Por isso esta música é dedicada a ti em primeiro lugar... e depois a todos os leitores que neste momento se sintam capazes de voar... ou que estejam desde já a voar...

GNR...


A melodia que ilustra as asas que me deste para que pudesse voar... Mais um tributo à música portuguesa... e elogiando uma letra e uma música que muito me tocam pessoalmente... arrisco a dizer, com certeza, não só a mim... Por isso esta música é dedicada a ti em primeiro lugar... e depois a todos os leitores que neste momento se sintam capazes de voar... ou que estejam desde já a voar...

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

A história...

 

A história de um olhar...
Um olhar nunca antes visto!...
Antes que os olhos pudessem ver...
Antes que o tacto pudesse sentir...
Os lábios leram...
Os ouvidos atentamente te escutaram...
O coração sentiu...
As palavras que te deram a conhecer...
A simplicidade e transparência que elas transportaram...
Sem que os olhos te tivessem visto...
O coração já te conhecia...
As palavras que se uniram no destino...
Prenderam dois desconhecidos...
Dois seres desavindos...
Suspensos numa vida que não a sua...
As palavras que iniciaram uma história...
Um história nunca antes vivida...

A história...

 

A história de um olhar...
Um olhar nunca antes visto!...
Antes que os olhos pudessem ver...
Antes que o tacto pudesse sentir...
Os lábios leram...
Os ouvidos atentamente te escutaram...
O coração sentiu...
As palavras que te deram a conhecer...
A simplicidade e transparência que elas transportaram...
Sem que os olhos te tivessem visto...
O coração já te conhecia...
As palavras que se uniram no destino...
Prenderam dois desconhecidos...
Dois seres desavindos...
Suspensos numa vida que não a sua...
As palavras que iniciaram uma história...
Um história nunca antes vivida...

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Scorpions...


Sim, esta é uma das banda sonora que acompanha o blog. Porque coloquei aqui, perguntam vocês... de vez em quando gosto de ligar a página do blog e ouvir a banda sonora... nem sempre tenho o tempo para a ouvir toda... hoje estive com particular atenção à letra desta música dos "Scorpions"... é uma música e uma letra que simbioticamente de complementam... é uma música com uma sonoridade única.

Caro(a) Leitor(a), se desejares que alguma música seja aqui retratada, contacta-me ou deixa o nome da mesma num breve comentário.

Scorpions...


Sim, esta é uma das banda sonora que acompanha o blog. Porque coloquei aqui, perguntam vocês... de vez em quando gosto de ligar a página do blog e ouvir a banda sonora... nem sempre tenho o tempo para a ouvir toda... hoje estive com particular atenção à letra desta música dos "Scorpions"... é uma música e uma letra que simbioticamente de complementam... é uma música com uma sonoridade única.

Caro(a) Leitor(a), se desejares que alguma música seja aqui retratada, contacta-me ou deixa o nome da mesma num breve comentário.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Rubor...




Leve, levemente...
Como uma doce voz a chamar por mim...
Senti o meu rosto aproximar do teu..
O teu aroma inalado encheu-me de vida...
A cada milímetro percorrido...
O rubor dos meus lábios a crescer...
Senti finalmente o calor...
Senti a doçura...
Senti... senti o toque dos teus lábios...
Ruborizados...
Incendiaram os meus...
Juntos arderam...
Consumidos pelo desejo...
Inflamados...
Aproximo a mão do teu rosto...
Toco a tua pele...
A tua suave e aveludada pele...
Acariciou a minha mão...
Que agradável e indescritível sensação...
O fogo...
A temperatura sobe...
Entrego-me nos teus lábios...
Afasto-os dos teus...
Vocifero breves palavras...
Adoro-te meu anjo...

Rubor...




Leve, levemente...
Como uma doce voz a chamar por mim...
Senti o meu rosto aproximar do teu..
O teu aroma inalado encheu-me de vida...
A cada milímetro percorrido...
O rubor dos meus lábios a crescer...
Senti finalmente o calor...
Senti a doçura...
Senti... senti o toque dos teus lábios...
Ruborizados...
Incendiaram os meus...
Juntos arderam...
Consumidos pelo desejo...
Inflamados...
Aproximo a mão do teu rosto...
Toco a tua pele...
A tua suave e aveludada pele...
Acariciou a minha mão...
Que agradável e indescritível sensação...
O fogo...
A temperatura sobe...
Entrego-me nos teus lábios...
Afasto-os dos teus...
Vocifero breves palavras...
Adoro-te meu anjo...

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Bryan Adams...


A canção de um desejo... venha de lá esse verão de 2010...
Um dos êxitos mais facilmente associados à voz de Bryan Adams... e aqui num vídeo do concerto em Lisboa... apreciem enquanto sonham com o próximo Verão!

Bryan Adams...


A canção de um desejo... venha de lá esse verão de 2010...
Um dos êxitos mais facilmente associados à voz de Bryan Adams... e aqui num vídeo do concerto em Lisboa... apreciem enquanto sonham com o próximo Verão!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Saudade...



Quando ir embora tanto custa...
A saudade que aperta o peito...
O não querer deixar o teu abraço...
O querer sempre sentir o teu doce beijo...
Parto de junto de ti...
Sinto-me ficar para trás...
Parte de mim...
Todo eu... melhor dizendo...
Ficam... ficam nos teus braços...
O meu coração abandona o meu peito...
Jamais se vai separar do teu...
Quando passados segundos eles parecem eternidades...
Parto...
A viagem inicia...
O tempo engana-me...
O tempo atraiçoa-me...
Segundos após te deixar...
Eternidades parecem passar...
Como é possível?!... uma picada... um vírus...
Certamente tu sabes como eu sei o que é...
É a entrega total e plena...
É o muito gostar e muito querer...
Quando o tempo perde o controlo junto de ti...
Embora parta...
Apenas fisicamente o faço...
Fico sempre junto de ti...
E nem o tempo o pode alterar...
Adoro-te e isso faz-me sempre sorrir de felicidade...

Saudade...



Quando ir embora tanto custa...
A saudade que aperta o peito...
O não querer deixar o teu abraço...
O querer sempre sentir o teu doce beijo...
Parto de junto de ti...
Sinto-me ficar para trás...
Parte de mim...
Todo eu... melhor dizendo...
Ficam... ficam nos teus braços...
O meu coração abandona o meu peito...
Jamais se vai separar do teu...
Quando passados segundos eles parecem eternidades...
Parto...
A viagem inicia...
O tempo engana-me...
O tempo atraiçoa-me...
Segundos após te deixar...
Eternidades parecem passar...
Como é possível?!... uma picada... um vírus...
Certamente tu sabes como eu sei o que é...
É a entrega total e plena...
É o muito gostar e muito querer...
Quando o tempo perde o controlo junto de ti...
Embora parta...
Apenas fisicamente o faço...
Fico sempre junto de ti...
E nem o tempo o pode alterar...
Adoro-te e isso faz-me sempre sorrir de felicidade...

domingo, 24 de janeiro de 2010

Dulce Pontes...


Esta canção é um tributo ao mar... um tributo ao que de mais poderoso a Natureza tem... A voz que a interpreta é também ela fantástica... é bom deliciar-nos no sabor das ondas do mar... sentir o seu cheiro e o seu sabor...

Dulce Pontes...


Esta canção é um tributo ao mar... um tributo ao que de mais poderoso a Natureza tem... A voz que a interpreta é também ela fantástica... é bom deliciar-nos no sabor das ondas do mar... sentir o seu cheiro e o seu sabor...

sábado, 23 de janeiro de 2010

Só tu...



Só tu...
Tens sabor a mar...
Só tu...
Tens o doce que eu preciso...
Só tu...
És o sonho que quero viver...
Só tu...
Tens a felicidade que quero sentir...
Só tu...
Tens as palavras e os gestos que quero viver...
Só tu...
És o meu ontem, o meu hoje e o meu amanhã...
Deste a provar o teu doce néctar de viver...
Saborear o aveludado toque dos teus lábios...
Só tu és a verdadeira entrega...
Só em ti me entrego...
Me desprendo...
E para sempre me apego...
Só tu...
Só tu me visitas ao acordar...
Me embalas ao adormecer...
Só tu...

Só tu...



Só tu...
Tens sabor a mar...
Só tu...
Tens o doce que eu preciso...
Só tu...
És o sonho que quero viver...
Só tu...
Tens a felicidade que quero sentir...
Só tu...
Tens as palavras e os gestos que quero viver...
Só tu...
És o meu ontem, o meu hoje e o meu amanhã...
Deste a provar o teu doce néctar de viver...
Saborear o aveludado toque dos teus lábios...
Só tu és a verdadeira entrega...
Só em ti me entrego...
Me desprendo...
E para sempre me apego...
Só tu...
Só tu me visitas ao acordar...
Me embalas ao adormecer...
Só tu...

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Pink Floyd


Neste tributo de grandes músicas ou grandes bandas, não poderia faltar esta música... aquela que contém o desejo de todos os apaixonados... todos desejamos que o nosso amor esteja aqui... tanto como eu desejo que tu estejas aqui... Deliciem-se... um grande som que se torna intemporal... ano após ano... todos já ouvimos pelo menos uma vez esta música!

Pink Floyd


Neste tributo de grandes músicas ou grandes bandas, não poderia faltar esta música... aquela que contém o desejo de todos os apaixonados... todos desejamos que o nosso amor esteja aqui... tanto como eu desejo que tu estejas aqui... Deliciem-se... um grande som que se torna intemporal... ano após ano... todos já ouvimos pelo menos uma vez esta música!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

A ti...




A ti..
Que para mim és o anjo de todos os anjos...

A ti...
Que para mim és a fonte de toda a felicidade...

A ti...
Que para mim pintaste o céu com todas as cores...

A ti...
A ti que eu adoro...
A ti que eu amo...
A ti...
A ti que pouco posso dizer...
A ti que tudo sabes de mim...
A ti a quem me entrego totalmente...
A ti meu anjo quero visitar...
E nos teus braços te amar...
A ti que tudo és para mim...

A ti...




A ti..
Que para mim és o anjo de todos os anjos...

A ti...
Que para mim és a fonte de toda a felicidade...

A ti...
Que para mim pintaste o céu com todas as cores...

A ti...
A ti que eu adoro...
A ti que eu amo...
A ti...
A ti que pouco posso dizer...
A ti que tudo sabes de mim...
A ti a quem me entrego totalmente...
A ti meu anjo quero visitar...
E nos teus braços te amar...
A ti que tudo és para mim...

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Luís Represas...


Depois do texto o tributo à "feiticeira" que de forma tão sublime me enfeitiçou de forma tão poderosa...
Feita a dedicatória, e quer se goste ou não de Luís Represas, será caso para dizer que esta talvez seja uma das músicas que melhor letra apresenta... um poema bem construído e apenas possível de escrever a alguém que estivesse realmente enfeitiçado.

Luís Represas...


Depois do texto o tributo à "feiticeira" que de forma tão sublime me enfeitiçou de forma tão poderosa...
Feita a dedicatória, e quer se goste ou não de Luís Represas, será caso para dizer que esta talvez seja uma das músicas que melhor letra apresenta... um poema bem construído e apenas possível de escrever a alguém que estivesse realmente enfeitiçado.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Feiticeira...



Pára!
Esse olha que me lanças...
Enfeitiça-me... seduz-me...
Vejo-te e quero tocar-te...
Sinto-te e quero beijar-te...
Que feitiço me lançaste?...
Sinto-me como nunca me senti...
Vivo como nunca vivi...
Amo como nunca amei...
As estrelas presas no teu cabelo iluminam as minhas noites...
O brilho do teu sorriso irradia o meu dia...
Que feiticeira poderosa és tu...
Dominas o meu dia...
Controlas a minha noite...
Sinto-me pleno perto de ti...
Vivo o que nunca vivi...
Um dia a seguir a outro dia...
Cada segundo me faz lembrar de ti...
Feiticeira...
Conta-me o teu feitiço...
Melhor... guarda-o!...
Não quero outro feitiço que não o teu...

Feiticeira...



Pára!
Esse olha que me lanças...
Enfeitiça-me... seduz-me...
Vejo-te e quero tocar-te...
Sinto-te e quero beijar-te...
Que feitiço me lançaste?...
Sinto-me como nunca me senti...
Vivo como nunca vivi...
Amo como nunca amei...
As estrelas presas no teu cabelo iluminam as minhas noites...
O brilho do teu sorriso irradia o meu dia...
Que feiticeira poderosa és tu...
Dominas o meu dia...
Controlas a minha noite...
Sinto-me pleno perto de ti...
Vivo o que nunca vivi...
Um dia a seguir a outro dia...
Cada segundo me faz lembrar de ti...
Feiticeira...
Conta-me o teu feitiço...
Melhor... guarda-o!...
Não quero outro feitiço que não o teu...

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Encosta-te a mim...



Encosta-te a mim... mais uma letra fantástica de um grande compositor português... o facto de ao longo da vida vivermos tanto... sorrirmos muito... mas também sofrermos imenso, faz-nos depois sorrir quando finalmente podemos dizer a alguém... Encosta-te a mim...

Encosta-te a mim...



Encosta-te a mim... mais uma letra fantástica de um grande compositor português... o facto de ao longo da vida vivermos tanto... sorrirmos muito... mas também sofrermos imenso, faz-nos depois sorrir quando finalmente podemos dizer a alguém... Encosta-te a mim...

domingo, 17 de janeiro de 2010

Pensar...



Quando penso em ti...
Esqueço o ontem...
Ignoro a amanhã...
Sonho e vivo apenas o presente...
Quando penso em ti...
O querer aumenta...
A vida sorri abertamente...
E eu sinto a felicidade em mim...
Quando penso em ti...
Vejo todos os momentos saboreados...
Todas as dificuldades transpostas...
Vejo-te a ti e naturalmente sorrio...
Quando penso em ti...
As multidões desaparecem...
O silêncio envolve-me na sua plenitude...
E tu vens visitar-me...
Quando penso em ti...
Penso em mim, em ti, em nós...
Quando penso em ti...
Nunca me sinto a sós!...

Pensar...



Quando penso em ti...
Esqueço o ontem...
Ignoro a amanhã...
Sonho e vivo apenas o presente...
Quando penso em ti...
O querer aumenta...
A vida sorri abertamente...
E eu sinto a felicidade em mim...
Quando penso em ti...
Vejo todos os momentos saboreados...
Todas as dificuldades transpostas...
Vejo-te a ti e naturalmente sorrio...
Quando penso em ti...
As multidões desaparecem...
O silêncio envolve-me na sua plenitude...
E tu vens visitar-me...
Quando penso em ti...
Penso em mim, em ti, em nós...
Quando penso em ti...
Nunca me sinto a sós!...

sábado, 16 de janeiro de 2010

Contigo...



A música não pergunta... mas a resposta é clara... será sempre with you...
Uma banda fantástica com músicas maravilhosas era também tempo de lhe prestar homenagem aqui neste cantinho de todos nós...

Contigo...



A música não pergunta... mas a resposta é clara... será sempre with you...
Uma banda fantástica com músicas maravilhosas era também tempo de lhe prestar homenagem aqui neste cantinho de todos nós...

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Sabor suave...




O sabor...
Aquele que entre os nosso sentidos jamais esquecemos...
Uma vez provado...
Nunca mais apagado da nossa memória...
E uma vez degustado...
Para sempre será lembrado e admirado...
O toque suave...
Mais macio que a pétala mais delicada e aveludada...
Uma vez sentido...
Para sempre querer tocar e não largar...
Quando partilhado...
Eternamente terá que ser vivido...

Sabor suave...




O sabor...
Aquele que entre os nosso sentidos jamais esquecemos...
Uma vez provado...
Nunca mais apagado da nossa memória...
E uma vez degustado...
Para sempre será lembrado e admirado...
O toque suave...
Mais macio que a pétala mais delicada e aveludada...
Uma vez sentido...
Para sempre querer tocar e não largar...
Quando partilhado...
Eternamente terá que ser vivido...

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Meu Abrigo...


Hoje mais do que ouvir uma música com uma letra magnifica, ouço esta música e vejo a imagem de alguém... Por isso a ti te dedico esta música... esta emoção transportada nesta letra... ela vida ilustrada entre estas imagens soltas... Esta música dedico às Almas Gêmeas que visitem este cantinho e ouçam esta bela música.

Meu Abrigo...


Hoje mais do que ouvir uma música com uma letra magnifica, ouço esta música e vejo a imagem de alguém... Por isso a ti te dedico esta música... esta emoção transportada nesta letra... ela vida ilustrada entre estas imagens soltas... Esta música dedico às Almas Gêmeas que visitem este cantinho e ouçam esta bela música.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Temporal...



As nuvens lá fora cercam o sol...
As cores claras do azul celeste...
Dão lugar ao cinza carregado...
Tão carregado quase a roçar o negro...
A agitação nos céus é forte e intensa...
O vento sopra furioso com a mudança de cores no céu...
O cenário está montado...
Eis que os trovões abrem a sinfonia...
Raios rasgam os céus...
Os sons fortes percorrem montes e vales...
As carregadas nuvens desabam sobre a terra...
Gotas fortes, pesadas e frias esbatem-se nos solos...
Quanto intensidade... quanta violência...
O sol timidamente tenta furar os negros céus...
Na terra nada se vê...
Durante o rebate dos raios e relâmpagos a terra fica deserta...
Tão silenciosa...
A clausura impera...
Os nossos corpos recolhem-se...
Não estou... não estás... nem nunca estaremos sós...
São estas a palavras que o coração grita em alta voz...
De onde veio este temporal de emoções...
Estas chuvadas de saudades...
Tamanha intensidade e poder...
Tamanha força...
Quase semelhante ao mistério da vida...
Dois corpos desavindos...
Dois corações sozinhos...
Entre a tempestade do dia-a-dia...
Ouvem-se vozes fortes...
Pulsam corações...
Muito mais do que impulsos...
São certezas de ontem... de hoje... de sempre...
Quero este temporal de emoções...
Vivo-as intensamente!...
Vivo-as hoje... aqui e agora...

Temporal...



As nuvens lá fora cercam o sol...
As cores claras do azul celeste...
Dão lugar ao cinza carregado...
Tão carregado quase a roçar o negro...
A agitação nos céus é forte e intensa...
O vento sopra furioso com a mudança de cores no céu...
O cenário está montado...
Eis que os trovões abrem a sinfonia...
Raios rasgam os céus...
Os sons fortes percorrem montes e vales...
As carregadas nuvens desabam sobre a terra...
Gotas fortes, pesadas e frias esbatem-se nos solos...
Quanto intensidade... quanta violência...
O sol timidamente tenta furar os negros céus...
Na terra nada se vê...
Durante o rebate dos raios e relâmpagos a terra fica deserta...
Tão silenciosa...
A clausura impera...
Os nossos corpos recolhem-se...
Não estou... não estás... nem nunca estaremos sós...
São estas a palavras que o coração grita em alta voz...
De onde veio este temporal de emoções...
Estas chuvadas de saudades...
Tamanha intensidade e poder...
Tamanha força...
Quase semelhante ao mistério da vida...
Dois corpos desavindos...
Dois corações sozinhos...
Entre a tempestade do dia-a-dia...
Ouvem-se vozes fortes...
Pulsam corações...
Muito mais do que impulsos...
São certezas de ontem... de hoje... de sempre...
Quero este temporal de emoções...
Vivo-as intensamente!...
Vivo-as hoje... aqui e agora...

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

A Gaivota



Um Gaivota que voa longe e bem alto... transporta livremente o perfeito coração...
Um música com uma letra magnifica!...

A Gaivota



Um Gaivota que voa longe e bem alto... transporta livremente o perfeito coração...
Um música com uma letra magnifica!...

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Monólogo...




Sobre esta cadeira onde me sento...
Fixo o olhar no horizonte...
Pestanejo duas vezes...
A imagem fica gravada no meu interior...
O sol que ao longe não se vê...
Aquece este corpo coberto por finos trapos...
Sento-me nesta cadeira...
Escrevo neste dia para mais tarde recordar...
Este dia entre todos os outros dias...
Palavras...
Aquelas que penso...
As que vejo voar...
Tento organizar o pensamento...
Tarefa impossível...
O pensamento não para...
Neste pequeno e breve instante desloco-me...
Mais rápido que o som... mais leve que a luz...
Viajo para os teus braços...
Aqueles que me acolhem...
Me aquecem...
Me embalam...

Monólogo...




Sobre esta cadeira onde me sento...
Fixo o olhar no horizonte...
Pestanejo duas vezes...
A imagem fica gravada no meu interior...
O sol que ao longe não se vê...
Aquece este corpo coberto por finos trapos...
Sento-me nesta cadeira...
Escrevo neste dia para mais tarde recordar...
Este dia entre todos os outros dias...
Palavras...
Aquelas que penso...
As que vejo voar...
Tento organizar o pensamento...
Tarefa impossível...
O pensamento não para...
Neste pequeno e breve instante desloco-me...
Mais rápido que o som... mais leve que a luz...
Viajo para os teus braços...
Aqueles que me acolhem...
Me aquecem...
Me embalam...

domingo, 10 de janeiro de 2010

A queda de um Anjo...



Um dia um anjo caiu na minha vida... ou será que sempre fez parte dela?!... um mistério que nunca será desvendado... Ainda bem, pois a própria vida é um mistério... um mistério a ser vivido a cada nova esquina na vossa vida!
E para vós... o que é que esta música vos recorda?!...

A queda de um Anjo...



Um dia um anjo caiu na minha vida... ou será que sempre fez parte dela?!... um mistério que nunca será desvendado... Ainda bem, pois a própria vida é um mistério... um mistério a ser vivido a cada nova esquina na vossa vida!
E para vós... o que é que esta música vos recorda?!...

sábado, 9 de janeiro de 2010

Intensidade...



Emoções...
São elas a intensidade das nossas vidas...
Sorrimos quando estamos alegres e felizes...
Choramos quando estamos tristes...
Será correcto pensar que tenha que ser assim?!...
Lágrimas de alegria...
A expressão em que poucos acreditam...
Mas os sentimentos não expressam parte de nós?!...
Então ao libertarmos lágrimas...
Estamos a libertar alguma da nossa alegria para o exterior...
O sorriso dá-lhe o brilho... e o molhado a expressão sentida no seu rosto...
Lágrimas que molham o teu cabelo colando-se ao teu rosto...
Sentes-te bem e queres mostrar e dar parte de ti nesse sentimento...
As lágrimas expressão essa dádiva...
De alegria...
De dor em algumas vezes...
Mas lágrimas são a expressão da intensidade das emoções...
As lágrimas são o colorido dos sentimentos...
Lágrimas serão saudades... se tu estás longe...
Lágrimas são rios de felicidade se estás comigo...
Lágrimas são o chuveiro de amor que trouxeste à minha vida...
Intensidade de sentimentos...
Só mesmo com uma vida intensamente vivida...
Partindo da cidade...
Os nosso caminhos cruzaram-se...
Encruzilhadas da vida não nos queriam deixar conhecer...
Às lágrimas sobrevivemos...
E agora nas lágrimas de alegria nos banhamos...

Intensidade...



Emoções...
São elas a intensidade das nossas vidas...
Sorrimos quando estamos alegres e felizes...
Choramos quando estamos tristes...
Será correcto pensar que tenha que ser assim?!...
Lágrimas de alegria...
A expressão em que poucos acreditam...
Mas os sentimentos não expressam parte de nós?!...
Então ao libertarmos lágrimas...
Estamos a libertar alguma da nossa alegria para o exterior...
O sorriso dá-lhe o brilho... e o molhado a expressão sentida no seu rosto...
Lágrimas que molham o teu cabelo colando-se ao teu rosto...
Sentes-te bem e queres mostrar e dar parte de ti nesse sentimento...
As lágrimas expressão essa dádiva...
De alegria...
De dor em algumas vezes...
Mas lágrimas são a expressão da intensidade das emoções...
As lágrimas são o colorido dos sentimentos...
Lágrimas serão saudades... se tu estás longe...
Lágrimas são rios de felicidade se estás comigo...
Lágrimas são o chuveiro de amor que trouxeste à minha vida...
Intensidade de sentimentos...
Só mesmo com uma vida intensamente vivida...
Partindo da cidade...
Os nosso caminhos cruzaram-se...
Encruzilhadas da vida não nos queriam deixar conhecer...
Às lágrimas sobrevivemos...
E agora nas lágrimas de alegria nos banhamos...

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

História de Vida...


Apenas digo... Linda!
Esta é a história de uma vida... a letra diz tudo... caso para dizer que esta é uma das melhores letras de músicas da actualidade... claro na minha humilde opinião... e vocês o que dizem desta música?...

História de Vida...


Apenas digo... Linda!
Esta é a história de uma vida... a letra diz tudo... caso para dizer que esta é uma das melhores letras de músicas da actualidade... claro na minha humilde opinião... e vocês o que dizem desta música?...

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Quem és tu?...



Quem és tu...
Que do meio da escuridão da noite profunda me chamaste...
E eu sem receio do desconhecido acedi e respondi...
Palavras simples... claras... sinceras...
Aquelas que decifraram o código do meu coração...
Aquele que estava trancado a sete chaves...
Esses vocábulos que sempre quis conhecer e ouvir...
Foram acompanhados pelo mesmo tipo de comportamento...
Sempre honesta... sincera... e directa...
Quem és tu...
Que de noite me fazes deitar a pensar no teu olhar...
Me acordas pela manhã sorrindo ao sentir-te comigo...
E que ao longo do dia me fazes viver sorrindo...
Quem és tu...
Que sussurras palavras tão doces no meio ouvido...
Aqueces o meu coração mais que qualquer incêndio...
Alimentas-me com o teu amor...
Sacias-me e fazes-me voar...
Livre e leve como só um anjo pode fazer...
Um anjo que nasceu de outro anjo...
Quem és tu...
Já sei quem és...
Conheço o teu rosto...
O toque dos teus lábios...
O aroma do teu corpo...
Conheço-te... és a luz... clara...limpa e simples que me ilumina os dias...
És o luar aberto e claro que brilhas nas minhas noites...
Tu és tudo o que poderia desejar...
Tu és o sonho que quero concretizar...
Tu és as asas com as quais posso voar!...

Quem és tu?...



Quem és tu...
Que do meio da escuridão da noite profunda me chamaste...
E eu sem receio do desconhecido acedi e respondi...
Palavras simples... claras... sinceras...
Aquelas que decifraram o código do meu coração...
Aquele que estava trancado a sete chaves...
Esses vocábulos que sempre quis conhecer e ouvir...
Foram acompanhados pelo mesmo tipo de comportamento...
Sempre honesta... sincera... e directa...
Quem és tu...
Que de noite me fazes deitar a pensar no teu olhar...
Me acordas pela manhã sorrindo ao sentir-te comigo...
E que ao longo do dia me fazes viver sorrindo...
Quem és tu...
Que sussurras palavras tão doces no meio ouvido...
Aqueces o meu coração mais que qualquer incêndio...
Alimentas-me com o teu amor...
Sacias-me e fazes-me voar...
Livre e leve como só um anjo pode fazer...
Um anjo que nasceu de outro anjo...
Quem és tu...
Já sei quem és...
Conheço o teu rosto...
O toque dos teus lábios...
O aroma do teu corpo...
Conheço-te... és a luz... clara...limpa e simples que me ilumina os dias...
És o luar aberto e claro que brilhas nas minhas noites...
Tu és tudo o que poderia desejar...
Tu és o sonho que quero concretizar...
Tu és as asas com as quais posso voar!...

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Sentir... um simples olhar...


Os olhos são o espelho da alma...
Quando alguém nos diz muito mesmo sem conhecer o seu olhar... pode dizer-se que é algo especial... pode assistir-se ao nascimento de uma ligação forte... muito forte!
Mas, o olhar consegue sempre consumar essa mesma ligação... o olhar... a sua importância... o seu poder... a sua força!
Caso para dizer... um olhar que nos faz sentir em casa... no conforto e acolhimento de tudo o que desejamos na vida!...

Sentir... um simples olhar...


Os olhos são o espelho da alma...
Quando alguém nos diz muito mesmo sem conhecer o seu olhar... pode dizer-se que é algo especial... pode assistir-se ao nascimento de uma ligação forte... muito forte!
Mas, o olhar consegue sempre consumar essa mesma ligação... o olhar... a sua importância... o seu poder... a sua força!
Caso para dizer... um olhar que nos faz sentir em casa... no conforto e acolhimento de tudo o que desejamos na vida!...

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Transparência...



Claro como a água...
Limpo como o céu...
Azul como o profundo mar...
Sou e serei sempre eu mesmo...
Este ser transparente...
Para ti essa transparência reflecte a pureza...
A simplicidade e leveza de pensamentos...
Pecaminosos mas sempre sinceros...
Atrevidos mas sempre repletos de muito amor...
Se podia ser de outra maneira...
Poderia, mas não seria eu mesmo...
Não seria digno de ti...
Nem poderia aspirar a ser feliz...
A minha felicidade reside em mim...
Mas em nada é criada apenas por o meu ser...
É e sempre será uma felicidade partilhada...
Uma felicidade transparente a quem atentamente a observe...
Um felicidade pura como a neve...
Leve como o ar...
E profunda como o próprio mar...

Transparência...



Claro como a água...
Limpo como o céu...
Azul como o profundo mar...
Sou e serei sempre eu mesmo...
Este ser transparente...
Para ti essa transparência reflecte a pureza...
A simplicidade e leveza de pensamentos...
Pecaminosos mas sempre sinceros...
Atrevidos mas sempre repletos de muito amor...
Se podia ser de outra maneira...
Poderia, mas não seria eu mesmo...
Não seria digno de ti...
Nem poderia aspirar a ser feliz...
A minha felicidade reside em mim...
Mas em nada é criada apenas por o meu ser...
É e sempre será uma felicidade partilhada...
Uma felicidade transparente a quem atentamente a observe...
Um felicidade pura como a neve...
Leve como o ar...
E profunda como o próprio mar...

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Música que marca!

Quer se goste ou não, este é um tema que marca quem dedique um pouco do seu tempo a ouvir a melodia... a voar no interior da letra... por isso deliciem-se agora a ouvir:

In The Arms Of an Angel

Viver é aproveitar cada segundo... viver cada gesto... buscar e não ter medo de ser feliz... mesmo que se tenha que superar muitos obstáculos e dificuldades... Este podia ser eleito um hino à coragem de querer ser feliz... isto digo eu... e vocês?!...

Música que marca!

Quer se goste ou não, este é um tema que marca quem dedique um pouco do seu tempo a ouvir a melodia... a voar no interior da letra... por isso deliciem-se agora a ouvir:

In The Arms Of an Angel

Viver é aproveitar cada segundo... viver cada gesto... buscar e não ter medo de ser feliz... mesmo que se tenha que superar muitos obstáculos e dificuldades... Este podia ser eleito um hino à coragem de querer ser feliz... isto digo eu... e vocês?!...

domingo, 3 de janeiro de 2010

Levemente falando...




Conta-me histórias...
Histórias que nunca ouvi...
Ou melhor...
As que todos conhecem...
Embora parecendo desconhecer...
Leve...
Levemente as palavras chegam até mim...
Tu amas a vida...
E eu amo-te a ti...
Pequenas palavras...
Simples...
Sinceras...
Acima de tudo sentidas de pleno coração...
Por isso levo-te...
Tenho-te...
Sinto-te sempre levemente falando ao meu ouvido...
Conta-me histórias...
Melhor...
Vamos criar a nossa história...
Escrevê-la e editá-la na pessoa do nós...
Nós que somos um para o outro...
Levemente voamos um para o outro...
Pé ante pé...
Silêncio após silêncio...
Conquistamos um presente...
Rumo a um futuro...

Levemente falando...




Conta-me histórias...
Histórias que nunca ouvi...
Ou melhor...
As que todos conhecem...
Embora parecendo desconhecer...
Leve...
Levemente as palavras chegam até mim...
Tu amas a vida...
E eu amo-te a ti...
Pequenas palavras...
Simples...
Sinceras...
Acima de tudo sentidas de pleno coração...
Por isso levo-te...
Tenho-te...
Sinto-te sempre levemente falando ao meu ouvido...
Conta-me histórias...
Melhor...
Vamos criar a nossa história...
Escrevê-la e editá-la na pessoa do nós...
Nós que somos um para o outro...
Levemente voamos um para o outro...
Pé ante pé...
Silêncio após silêncio...
Conquistamos um presente...
Rumo a um futuro...

sábado, 2 de janeiro de 2010

Novo Ano...

 Pois é temos um novo ano a começar; por forma a que este blog cresça de uma forma ainda mais abrangente começa hoje uma pequena adenda ao editorial inicial. Assim para além dos escritos feitos dia sim dia não, nos dias em que não há escrita abre uma nova secção. Será sempre feita uma selecção de um vídeo, de uma música e será feito uma "leitura" da música... espero que participem e comentem. 


Cliquem para observar...


Neste Novo Ano muitos desejos são formulados, muitos planos de mudança são feitos. Vejam este vídeo até ao fim e ouçam bem a letra da música (sei que é antiga)... e depois digam o que pensam em mudar...
Da minha parte... mudar... uhm... quem sabe mudar de residência... de emprego... uhm... talvez nem seja  necessário mudar nada... mas as imagens, de beleza muito profunda do vídeo, fazem exactamente lembrar o que de bom já posso dizer que faz parte da minha vida...Viva la vida!

Mais umas vez, Votos de um Bom Ano para todos. Feliz 2010 e Sejam Muito Felizes.

Novo Ano...

 Pois é temos um novo ano a começar; por forma a que este blog cresça de uma forma ainda mais abrangente começa hoje uma pequena adenda ao editorial inicial. Assim para além dos escritos feitos dia sim dia não, nos dias em que não há escrita abre uma nova secção. Será sempre feita uma selecção de um vídeo, de uma música e será feito uma "leitura" da música... espero que participem e comentem. 


Cliquem para observar...


Neste Novo Ano muitos desejos são formulados, muitos planos de mudança são feitos. Vejam este vídeo até ao fim e ouçam bem a letra da música (sei que é antiga)... e depois digam o que pensam em mudar...
Da minha parte... mudar... uhm... quem sabe mudar de residência... de emprego... uhm... talvez nem seja  necessário mudar nada... mas as imagens, de beleza muito profunda do vídeo, fazem exactamente lembrar o que de bom já posso dizer que faz parte da minha vida...Viva la vida!

Mais umas vez, Votos de um Bom Ano para todos. Feliz 2010 e Sejam Muito Felizes.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Feliz 2010...



De hoje pouco a dizer...
Desejo a todos um óptimo ano...
A ti desejo que este ano seja a luz...
Quero e tudo farei para que este seja um ano muito feliz...
A todos um óptimo ano de 2010...

Feliz 2010...



De hoje pouco a dizer...
Desejo a todos um óptimo ano...
A ti desejo que este ano seja a luz...
Quero e tudo farei para que este seja um ano muito feliz...
A todos um óptimo ano de 2010...