domingo, 31 de janeiro de 2010

O teu olhar...

 


O segredo de um olhar...
A intensidade do mesmo...
São seguramente o espelho de uma alma...
São a verdadeira imagem de uma pessoa!...
O teu olhar...
Aquele que não conhecia...
Chegou até mim...
Sempre de forma directa e simples...
Não o tinha visto...
Mas já o sentia junto a mim...
Quando naquele momento abri os olhos...
Um sorriso me esperava...
O olhar surpreso...
O olhar directo...
O olhar meigo e doce...
Um olhar que me fez sorrir...
O olhar...
Que me fez desejar...
Desejar descobrir mais... e mais...
Olhei-te fixamente...
Primeiro um olhar desviado...
Aos poucos ficou a ser correspondido...
O olhar que me despertou...
O olhar que deu corpo às palavras...
O olhar que deu voz ao teu corpo...
Como poderei eu descrever esse olhar...
Tentarei em quatro pequenas palavras...
Honesto... sincero...
Sofrido... e doce...
Oh... não chegam!... 
Falta o meigo... delicado...
Um olhar... tanto para contar...
Contar uma história que quero ler...
Um história que quero viver...

2 comentários:

António Luís disse...

Continuas inspirado!
Continuo a vir cá, mas quase sempre em silêncio...
Hoje resolvi dizer, Presente!

Abraço e até breve!

Caroteno disse...

Grande amigo, mais umas vez e sempre benvindo por cá...
O fascínio de um olhar leva a que a inspiração dure... e dure... quando para além dos fascínio há muito mais... então imagina a inspiração que daí advém!...

Um abraço e até breve...