quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Rubor...




Leve, levemente...
Como uma doce voz a chamar por mim...
Senti o meu rosto aproximar do teu..
O teu aroma inalado encheu-me de vida...
A cada milímetro percorrido...
O rubor dos meus lábios a crescer...
Senti finalmente o calor...
Senti a doçura...
Senti... senti o toque dos teus lábios...
Ruborizados...
Incendiaram os meus...
Juntos arderam...
Consumidos pelo desejo...
Inflamados...
Aproximo a mão do teu rosto...
Toco a tua pele...
A tua suave e aveludada pele...
Acariciou a minha mão...
Que agradável e indescritível sensação...
O fogo...
A temperatura sobe...
Entrego-me nos teus lábios...
Afasto-os dos teus...
Vocifero breves palavras...
Adoro-te meu anjo...

2 comentários:

cristina disse...

Olá

Muito intenso...
as tuas palavras constroem um texto...
uma receita" cheia de ingredientes...

Continua...

Cristina

Caroteno disse...

Olá,

A vida em si é intensa... a forma como a construímos é que faz toda a diferença.
Obrigado por mais esta visita.