quinta-feira, 11 de março de 2010

Pressa...


Na vida somos impelidos a viver...
A viver fugindo do tempo...
O tempo que parece sempre curto...
Curto para uns ou longo para muitos...
Entre os apressados de viver há ainda os pressionados a viver...
A vida é curta... breve... intemporal...
O tempo é mero veículo de viver...
Não tenho pressa de viver...
Não me sinto pressionado a viver...
O tempo trás à minha vida tudo o que há para viver...
Vivi o ontem... vivo o hoje...
O amanhã será hoje quando for o seu tempo...
Cada dia pode ser o último...
Não conto dias... vivo para os dias...
Somos o hoje e não o ontem...
Somos presente hoje e presente amanhã!...

2 comentários:

António Luís disse...

Na próxima trovoada, um raio vai cair na minha cabeça... Para castigo!
Não tenho vindo à tua cidade.
Regressei hoje (18Março) e vejo/percebo, que o poeta se mantém em forma - estilo e conteúdo!

Abraço.

Caroteno disse...

Grande amigo, benvindo de volta...
Não cair raio nenhum...
Agradeço mais uma visita e comentário construtivo...
Espero que esteja tudo bem contigo e com todos os teus.

Abraço