sexta-feira, 30 de abril de 2010

Poeiras...



O pó que ao nosso redor se ergue...
Capaz de nos turvar o campo de visão...
Agarrado à nossa pele por mais que se esfregue...
Chegando mesmo a causar comichão...

Pequenos fragmentos da nossa vida soltamos...
Por vezes sem com isso nos preocupar...
Para sempre as costas voltamos...
A quem difícil foi encontrar...

Das poeiras onde tudo nasceu...
Ao adeus com sabor muito amargo...
Quase como quem nunca conheceu...
O doce fruto colocado ao largo...

As poeiras que os olhos cobriram...
Adicionadas às saudades deixadas...
Facilmente se removeram...
E pelo vento foram levadas!...

Poeiras...



O pó que ao nosso redor se ergue...
Capaz de nos turvar o campo de visão...
Agarrado à nossa pele por mais que se esfregue...
Chegando mesmo a causar comichão...

Pequenos fragmentos da nossa vida soltamos...
Por vezes sem com isso nos preocupar...
Para sempre as costas voltamos...
A quem difícil foi encontrar...

Das poeiras onde tudo nasceu...
Ao adeus com sabor muito amargo...
Quase como quem nunca conheceu...
O doce fruto colocado ao largo...

As poeiras que os olhos cobriram...
Adicionadas às saudades deixadas...
Facilmente se removeram...
E pelo vento foram levadas!...

quinta-feira, 29 de abril de 2010

AC/DC...


É mesmo verdade... o Caroteno que escreve e publica musicas românticas volta a surpreender ao publicar aqui uma música que ninguém espera... esta escolha vem mesmo num dia em que estou a precisar de saltar... de ganhar energia... qui çá levar com um thunder em cima... brincadeira... é uma música, aliás a única que ouço dos AC/DC... apreciem... Sei que um grande amigo meu vai adorar... por isso grande amigo esta música atravessa o atlântico! um abraço...

AC/DC...


É mesmo verdade... o Caroteno que escreve e publica musicas românticas volta a surpreender ao publicar aqui uma música que ninguém espera... esta escolha vem mesmo num dia em que estou a precisar de saltar... de ganhar energia... qui çá levar com um thunder em cima... brincadeira... é uma música, aliás a única que ouço dos AC/DC... apreciem... Sei que um grande amigo meu vai adorar... por isso grande amigo esta música atravessa o atlântico! um abraço...

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Pensar...



Sobre as areias molhadas da praia...
Observo todo o poder e intensidade do mar...
A forma como as ondas vão e voltam...
A espuma que deixam nas areias...
Aquela que depressa desaparece...
Deixando apenas a areia molhada...
Penso em entrar nessa água...
Tenho receios...
Tenho medos...
Essas águas já me maltrataram!...
Como a muitos outros que nelas se banham...
Ainda que receoso...
Avancei sobre a areia para as águas...
Desconhecidas...
Profundas na sua cor...
Intensas pela sua força...
Estando ainda aqui sentado...
Penso...
Sinto as areias molhadas...
O aroma a sal enche-me os pulmões...
Esse ar que respiro...
Faz-me pensar em voltar...
Desejar nesse mar novamente me banhar!...

Pensar...



Sobre as areias molhadas da praia...
Observo todo o poder e intensidade do mar...
A forma como as ondas vão e voltam...
A espuma que deixam nas areias...
Aquela que depressa desaparece...
Deixando apenas a areia molhada...
Penso em entrar nessa água...
Tenho receios...
Tenho medos...
Essas águas já me maltrataram!...
Como a muitos outros que nelas se banham...
Ainda que receoso...
Avancei sobre a areia para as águas...
Desconhecidas...
Profundas na sua cor...
Intensas pela sua força...
Estando ainda aqui sentado...
Penso...
Sinto as areias molhadas...
O aroma a sal enche-me os pulmões...
Esse ar que respiro...
Faz-me pensar em voltar...
Desejar nesse mar novamente me banhar!...

terça-feira, 27 de abril de 2010

Polo Norte...


Abre a tua porta! Não tenhas medo... pois é... o mundo inteiro quer entrar na nossa vida e muitas vezes temos as portas fechadas com medo de... Deixa o mundo girar... trazer tudo de novo à tua vida!
Gostei da sugestão, agradeço a uma amiga que me indicou esta música... claro que já a conhecia... mas ainda não tinha prestado toda esta atenção à letra da música... é mais uma música que se pode considerar um hino à vida e ao viver...

"Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe." (Oscar Wilde)

Pois é já dizia o Sr. Wilde... viver é algo raro na vida! temos medo de viver... quantas pessoas [tantas que nós conhecemos... ou talvez até mesmo nós] que não vivem porque têm medo de se magoar!?...

Polo Norte...


Abre a tua porta! Não tenhas medo... pois é... o mundo inteiro quer entrar na nossa vida e muitas vezes temos as portas fechadas com medo de... Deixa o mundo girar... trazer tudo de novo à tua vida!
Gostei da sugestão, agradeço a uma amiga que me indicou esta música... claro que já a conhecia... mas ainda não tinha prestado toda esta atenção à letra da música... é mais uma música que se pode considerar um hino à vida e ao viver...

"Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe." (Oscar Wilde)

Pois é já dizia o Sr. Wilde... viver é algo raro na vida! temos medo de viver... quantas pessoas [tantas que nós conhecemos... ou talvez até mesmo nós] que não vivem porque têm medo de se magoar!?...

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Hoje...



Mais um dia que passa...
Uma nova página escrita...
Novas aprendizagens e experiências...
Passamos a nossa vida a lamentar-nos...
Esperando uma oportunidade...
Uma segunda oportunidade de fazer tudo bem...
A vida é um filme...
Rodado e realizado na primeira pessoa...
A nossa tela são os nossos olhos...
Neles projectamos o que somos...
Através deles vemos o que os outros são...
Tal como a árvore que apenas floresce uma vez no ano...
Assim na nossa vida não à segundas oportunidades...
Jamais reviver o quer que seja é bom...
Nem chega a ser saudável...
É reviver o que se lamentou ter feito mal...
A vida é um filme de rodagem contínua...
Para a frente se avança...
Espreitando sempre o dia seguinte...
Quem e o quê trará o novo dia!...
Até onde conseguiremos ir ao virar do Sol...
Iremos até onde quisermos...
A sorrir para que possamos receber muitos sorrisos...
Somos pequenos neste mundo...
Mas personagens principais no filme das nossas vidas...
Temos o poder de mudar...
Vencer as batalhas mais duras...
E no final sorrir...
Pois conseguimos o nosso final feliz!...

Hoje...



Mais um dia que passa...
Uma nova página escrita...
Novas aprendizagens e experiências...
Passamos a nossa vida a lamentar-nos...
Esperando uma oportunidade...
Uma segunda oportunidade de fazer tudo bem...
A vida é um filme...
Rodado e realizado na primeira pessoa...
A nossa tela são os nossos olhos...
Neles projectamos o que somos...
Através deles vemos o que os outros são...
Tal como a árvore que apenas floresce uma vez no ano...
Assim na nossa vida não à segundas oportunidades...
Jamais reviver o quer que seja é bom...
Nem chega a ser saudável...
É reviver o que se lamentou ter feito mal...
A vida é um filme de rodagem contínua...
Para a frente se avança...
Espreitando sempre o dia seguinte...
Quem e o quê trará o novo dia!...
Até onde conseguiremos ir ao virar do Sol...
Iremos até onde quisermos...
A sorrir para que possamos receber muitos sorrisos...
Somos pequenos neste mundo...
Mas personagens principais no filme das nossas vidas...
Temos o poder de mudar...
Vencer as batalhas mais duras...
E no final sorrir...
Pois conseguimos o nosso final feliz!...

domingo, 25 de abril de 2010

Humanos...


Mais um projecto português... está música/letra é fantástica... Na vida sinto pena das pessoas que pensam muito no dia de amanhã... pois perdem o dia mais importante... o HOJE... por isso quero é viver o hoje... e sempre apenas o hoje.. O hoje é passado contigo e por isso é um hoje especial... o amanhã... espero sempre o amanhã... aquele que vai ser o novo HOJE...

Quero é viver! Feliz... sempre melhor do que viver na tristeza... por isso... QUERO É VIVER FELIZ!

Humanos...


Mais um projecto português... está música/letra é fantástica... Na vida sinto pena das pessoas que pensam muito no dia de amanhã... pois perdem o dia mais importante... o HOJE... por isso quero é viver o hoje... e sempre apenas o hoje.. O hoje é passado contigo e por isso é um hoje especial... o amanhã... espero sempre o amanhã... aquele que vai ser o novo HOJE...

Quero é viver! Feliz... sempre melhor do que viver na tristeza... por isso... QUERO É VIVER FELIZ!

sábado, 24 de abril de 2010

Ansiedade...


Mais uma vez olho no relógio...
Olho mas não gosto do que vejo...
Os ponteiros teimam em não avançar...
Parecem desfrutar deste estado de ansiedade...
Este querer saber...
E nada poder fazer...
Esta vontade de avançar...
E jamais regressar...
As tonturas deixam-me às voltas...
Penso e repenso...
Volto ainda a pensar...
Sinto-me caminhar em círculos...
Cada vez mais apertados...
Mais centrados...
Focalizados no fulcro de uma vida...
Esta ansiedade que me domina...
Guia-me descontroladamente...
Por vias e caminhos desconhecidos...
Quero saber...
Quero poder saber...
Ansiosamente procuro o atalho...
Aquele que me leve de novo ao caminho...
Ao caminho da felicidade...

Ansiedade...


Mais uma vez olho no relógio...
Olho mas não gosto do que vejo...
Os ponteiros teimam em não avançar...
Parecem desfrutar deste estado de ansiedade...
Este querer saber...
E nada poder fazer...
Esta vontade de avançar...
E jamais regressar...
As tonturas deixam-me às voltas...
Penso e repenso...
Volto ainda a pensar...
Sinto-me caminhar em círculos...
Cada vez mais apertados...
Mais centrados...
Focalizados no fulcro de uma vida...
Esta ansiedade que me domina...
Guia-me descontroladamente...
Por vias e caminhos desconhecidos...
Quero saber...
Quero poder saber...
Ansiosamente procuro o atalho...
Aquele que me leve de novo ao caminho...
Ao caminho da felicidade...

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Nicole Kidman e Robbie Williams...


Quando dizer "amo-te" é algo estúpido de se dizer?!...
Um trabalho interessante entre um cantor de algum renome e uma voz feminina que neste contexto está perfeita para este dueto.

Nicole Kidman e Robbie Williams...


Quando dizer "amo-te" é algo estúpido de se dizer?!...
Um trabalho interessante entre um cantor de algum renome e uma voz feminina que neste contexto está perfeita para este dueto.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Ardente...



Ardentemente em teu beijo me queimaste...
Numa manhã de Primavera me acordaste...
Angelicalmente sobre o meu leito te deitaste...

Como uma desconhecida na minha vida entraste...
Redescobri em ti a alegria e felicidade da paixão...
Instintivamente a mim te entregaste...
Sem demoras conquistaste o meu coração...
Tarde foi a despedida nesse dia...
Inesquecível os momentos que nele passámos...
Na viagem de regresso no meu coração reinava a alegria...
A longa distância sempre ultrapassámos...

Ardentemente o coração batia...
Doido por saber quando te voltava a ver...
Os dias foram passados em grande correria...
Recordando o ardente sabor do teu beijo...
Outras viagens se seguiram...
Tantos os dias em que não te vejo...
E tanta tristeza me trouxeram...

Ardente...



Ardentemente em teu beijo me queimaste...
Numa manhã de Primavera me acordaste...
Angelicalmente sobre o meu leito te deitaste...

Como uma desconhecida na minha vida entraste...
Redescobri em ti a alegria e felicidade da paixão...
Instintivamente a mim te entregaste...
Sem demoras conquistaste o meu coração...
Tarde foi a despedida nesse dia...
Inesquecível os momentos que nele passámos...
Na viagem de regresso no meu coração reinava a alegria...
A longa distância sempre ultrapassámos...

Ardentemente o coração batia...
Doido por saber quando te voltava a ver...
Os dias foram passados em grande correria...
Recordando o ardente sabor do teu beijo...
Outras viagens se seguiram...
Tantos os dias em que não te vejo...
E tanta tristeza me trouxeram...

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Beethoven...


Sim é mesmo verdade... o Caroteno publicou mesmo aqui música clássica!... Esqueçam que esta música pertence àquele grupo que todos dizem não gostar... cliquem no link e ouçam... fechem os olhos e digam-me se a vossa sensação ao ouvir estes pouco mais de 6m de música não é de ALEGRIA... esta sinfonia deste grande compositor é toda ela uma exaltação ao que de melhor a vida tem... por isso mesmo que não gostem da música... quero desejar a todos muita ALEGRIA nas vossas vidas e em tudo o que fazem!...

Agora que já a ouviram de olhos fechados... abram os olhos e ouçam a sinfonia visualizando as imagens do vídeo e digam-me se no final não se sentem mais alegres e leves... libertos para a vida!...

Beethoven...


Sim é mesmo verdade... o Caroteno publicou mesmo aqui música clássica!... Esqueçam que esta música pertence àquele grupo que todos dizem não gostar... cliquem no link e ouçam... fechem os olhos e digam-me se a vossa sensação ao ouvir estes pouco mais de 6m de música não é de ALEGRIA... esta sinfonia deste grande compositor é toda ela uma exaltação ao que de melhor a vida tem... por isso mesmo que não gostem da música... quero desejar a todos muita ALEGRIA nas vossas vidas e em tudo o que fazem!...

Agora que já a ouviram de olhos fechados... abram os olhos e ouçam a sinfonia visualizando as imagens do vídeo e digam-me se no final não se sentem mais alegres e leves... libertos para a vida!...

terça-feira, 20 de abril de 2010

Saudade...



Na vida temos aqueles que vivem dentro de nós...
Os imortais...
Que por uma razão ou outra a vida nos tirou...
Hoje é o dia em que recordo...
Com imensa saudade alguém...
Saudade...
Aquele sentimento...
Aquele que apenas surge pelo melhor da vida...
Saudade dos sorrisos...
Saudade do olhar...
Saudade do conforto e companheirismo...
Saudade...
Hoje recordo alguém com muita saudade...
É uma saudade que sai do mais profundo de mim...
Sei porém que esse anjo me guarda no dia-a-dia...
Sinto a sua presença...
O seu amparo e protecção...
A imortalidade que na minha vida ganhou...
Faz com que todos os dias esteja neles presente...
Recordo com saudade...
A saudade que apenas se sente quando se vive a felicidade!...

Saudade...



Na vida temos aqueles que vivem dentro de nós...
Os imortais...
Que por uma razão ou outra a vida nos tirou...
Hoje é o dia em que recordo...
Com imensa saudade alguém...
Saudade...
Aquele sentimento...
Aquele que apenas surge pelo melhor da vida...
Saudade dos sorrisos...
Saudade do olhar...
Saudade do conforto e companheirismo...
Saudade...
Hoje recordo alguém com muita saudade...
É uma saudade que sai do mais profundo de mim...
Sei porém que esse anjo me guarda no dia-a-dia...
Sinto a sua presença...
O seu amparo e protecção...
A imortalidade que na minha vida ganhou...
Faz com que todos os dias esteja neles presente...
Recordo com saudade...
A saudade que apenas se sente quando se vive a felicidade!...

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Leona Lewis...


Procurei uma música... algo que pudesse descrever a minha decepção... adorei o poema que se pode ler ao ouvir esta música!... Muito bom mesmo...

Leona Lewis...


Procurei uma música... algo que pudesse descrever a minha decepção... adorei o poema que se pode ler ao ouvir esta música!... Muito bom mesmo...

domingo, 18 de abril de 2010

Amar...



Amar...
Amar é sofrer...
Suportar a dor que era afastar-me de ti...
Amar é sofrer...
Dos teus lábios certo dia ouvir...
Que chegou o tempo de partir...
Amar é queimar...
Destruir as asas que outrora me fizeram voar...
Amar é queimar...
Todos os sonhos vividos e outros adormecidos...
Amar é doer...
Sentir o coração desejar parar de bater...
Por simplesmente não te voltar a ver...
Amar é dor...
A dor mais forte e insuportável...
Dói na ausência...
Dói quando termina...
Tanta dor...
Tanto sofrer...
E tudo para quê?
Para que um dia tudo volte a acontecer...
Queria ter um coração de pedra...
Atingiria altas temperaturas na altura de amar...
E quando chegasse a altura de acabar...
Seria como um copo de água sobre ela derramar...
Em milhões de pedaços partir...
De tal forma que não as fosse possível voltar unir...
E assim jamais voltar sentir toda a dor que é...
Amar!...

Amar...



Amar...
Amar é sofrer...
Suportar a dor que era afastar-me de ti...
Amar é sofrer...
Dos teus lábios certo dia ouvir...
Que chegou o tempo de partir...
Amar é queimar...
Destruir as asas que outrora me fizeram voar...
Amar é queimar...
Todos os sonhos vividos e outros adormecidos...
Amar é doer...
Sentir o coração desejar parar de bater...
Por simplesmente não te voltar a ver...
Amar é dor...
A dor mais forte e insuportável...
Dói na ausência...
Dói quando termina...
Tanta dor...
Tanto sofrer...
E tudo para quê?
Para que um dia tudo volte a acontecer...
Queria ter um coração de pedra...
Atingiria altas temperaturas na altura de amar...
E quando chegasse a altura de acabar...
Seria como um copo de água sobre ela derramar...
Em milhões de pedaços partir...
De tal forma que não as fosse possível voltar unir...
E assim jamais voltar sentir toda a dor que é...
Amar!...

sábado, 17 de abril de 2010

Silence 4...


Mais um projecto português... acabou por ter alguma projecção mas a cantar em inglês... pena... mas enfim...deseja-se sucesso a todos os portugueses que lutam pelos seus sonhos...

Silence 4...


Mais um projecto português... acabou por ter alguma projecção mas a cantar em inglês... pena... mas enfim...deseja-se sucesso a todos os portugueses que lutam pelos seus sonhos...

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Vida Suspensa...



Queria hoje ter um par de asas...
Tinha-as a noite passada nos meus sonhos...
Viajava pelos céus seguindo o brilho do sol...
Isso era esta noite nos meus sonhos...
Hoje queria poder voar...
Ao invés sinto-me apenas a flutuar...
Baixo os braços... tenho medo de cair...
Ir ao mais fundo de mim...
Onde jurei jamais voltar...
Hoje queria ter o mesmo rumo que nos sonhos desta noite...
Porque me deixaste acordar?!...
Porque tive que parar de sonhar?!...
Queria ter as minhas asas...
E as borboletas poder perseguir...
Sempre sem medo algum de poder cair...
Onde o Sol e o Céu eram os único limites...
Sinto-me vivo... sinto-o...
Vejo-me suspenso... quase sem conseguir reagir...
Ergo os olhos... fixo o meu olhar...
Onde sei que vou conseguir...
Mesmo passando dificuldades um dia alcançar...
Quero poder voltar a voar...
Por isso hoje desejo ter asas...
Sem hesitar voar para lá da mais alta nuvem...
Do alto dos céus poder observar-te...
Poder novamente ser o anjo!...

Vida Suspensa...



Queria hoje ter um par de asas...
Tinha-as a noite passada nos meus sonhos...
Viajava pelos céus seguindo o brilho do sol...
Isso era esta noite nos meus sonhos...
Hoje queria poder voar...
Ao invés sinto-me apenas a flutuar...
Baixo os braços... tenho medo de cair...
Ir ao mais fundo de mim...
Onde jurei jamais voltar...
Hoje queria ter o mesmo rumo que nos sonhos desta noite...
Porque me deixaste acordar?!...
Porque tive que parar de sonhar?!...
Queria ter as minhas asas...
E as borboletas poder perseguir...
Sempre sem medo algum de poder cair...
Onde o Sol e o Céu eram os único limites...
Sinto-me vivo... sinto-o...
Vejo-me suspenso... quase sem conseguir reagir...
Ergo os olhos... fixo o meu olhar...
Onde sei que vou conseguir...
Mesmo passando dificuldades um dia alcançar...
Quero poder voltar a voar...
Por isso hoje desejo ter asas...
Sem hesitar voar para lá da mais alta nuvem...
Do alto dos céus poder observar-te...
Poder novamente ser o anjo!...

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Sara Tavares...



Mais uma vez venho defender a música e os interpretes nacionais... para mim esta é uma voz que passou ao lado de uma grande carreira mundial apenas por duas razões... estamos em Portugal e a música em português vende pouco lá fora... uma voz com um timbre diferente... letras e músicas fantásticas... a escolha desta música... bem tantas vezes longe do mundo... e ao mesmo tempo ainda longe de ti... como é possível!?...

Hoje excepcionalmente deixo ainda mais esta música...

Uma música que me foi apresentada à uns meses atrás por alguém a quem neste momento desejo tudo do melhor e que rapidamente volte e ser um ponto de luz muito brilhante!...

Sara Tavares...



Mais uma vez venho defender a música e os interpretes nacionais... para mim esta é uma voz que passou ao lado de uma grande carreira mundial apenas por duas razões... estamos em Portugal e a música em português vende pouco lá fora... uma voz com um timbre diferente... letras e músicas fantásticas... a escolha desta música... bem tantas vezes longe do mundo... e ao mesmo tempo ainda longe de ti... como é possível!?...

Hoje excepcionalmente deixo ainda mais esta música...

Uma música que me foi apresentada à uns meses atrás por alguém a quem neste momento desejo tudo do melhor e que rapidamente volte e ser um ponto de luz muito brilhante!...

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Beijo...



Os olhares que se cruzam...
As palavras que voam nesse instante...
Os lábios entreabrem lentamente...
A boca parece secar e que vamos morrer desidratados...
O coração acelera...
Forte... muito forte e rápido...
Os corpos aproximam-se...
Os braços estendem-se...
As palmas da mão tocam-se...
Timidamente os olhares voltam a encontrar-se...
Os lábios aproximam-se...
Lenta... lentamente... muito devagar...
Não!... o tempo é o mesmo...
Eles parecem nunca mais se tocarem...
Primeiro um toque leve...
Um ligeiro roçar...
O debicar doce do mais rico manjar...
Mergulham enfim num encontro total...
Um Beijo...
Onde as almas se tocam...
Onde os corpos se fundem...
O momento em que há verdadeira entrega...
O tempo para...
Nada mais interessa...
O Beijo ardente de dois amantes...
A paixão transportada pela carícia desse beijo...
Uhm...
O beijo...
Aquele que nunca se esquece...
O que nos eloquece...
O beijo...
A porta da alma...

* Com um dia de atraso pois o Dia Internacional do Beijo foi ontem!

Beijo...



Os olhares que se cruzam...
As palavras que voam nesse instante...
Os lábios entreabrem lentamente...
A boca parece secar e que vamos morrer desidratados...
O coração acelera...
Forte... muito forte e rápido...
Os corpos aproximam-se...
Os braços estendem-se...
As palmas da mão tocam-se...
Timidamente os olhares voltam a encontrar-se...
Os lábios aproximam-se...
Lenta... lentamente... muito devagar...
Não!... o tempo é o mesmo...
Eles parecem nunca mais se tocarem...
Primeiro um toque leve...
Um ligeiro roçar...
O debicar doce do mais rico manjar...
Mergulham enfim num encontro total...
Um Beijo...
Onde as almas se tocam...
Onde os corpos se fundem...
O momento em que há verdadeira entrega...
O tempo para...
Nada mais interessa...
O Beijo ardente de dois amantes...
A paixão transportada pela carícia desse beijo...
Uhm...
O beijo...
Aquele que nunca se esquece...
O que nos eloquece...
O beijo...
A porta da alma...

* Com um dia de atraso pois o Dia Internacional do Beijo foi ontem!

terça-feira, 13 de abril de 2010

Andrea Bocelli e Sarah Brightman...


Um dueto de vozes extraordinárias... um novo estilo de música que surge por aqui na cidade... digam de vossa justiça... é ou não uma música magnífica interpretada por dois enormes cantores...

Andrea Bocelli e Sarah Brightman...


Um dueto de vozes extraordinárias... um novo estilo de música que surge por aqui na cidade... digam de vossa justiça... é ou não uma música magnífica interpretada por dois enormes cantores...

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Depois do adeus...



Depois do adeus...
A vida continua...
A estrada espera por nós lá fora...
Não apagamos o que vivemos...
Com a vida aprendemos...
Cada segundo... minuto de vida...
São experiências que fazem de nós aquilo que somos...
Que nos moldam...
Que nos definem...
Que definem o que somos para os outros...
Apagar o passado...
Impossível...
O passado faz parte de nós...
Mas o passado é isso mesmo... passado...
Já foi... já era...
Agora faz parte de nós...
Vive dentro de nós...
Quer o bom... quer o menos bom...
Somos feitos dessas pequenas partes...
Somos um todo...
Um todo que resulta da união as pequenas partes da nossa vida!...
Depois do adeus...
Levantemos a cabeça...
Olhemos a vida de frente...
E... mostremos o nosso melhor sorriso para a vida...
Se não sorrirmos para a vida...
Como pode a vida sorrir para nós?!...

Depois do adeus...



Depois do adeus...
A vida continua...
A estrada espera por nós lá fora...
Não apagamos o que vivemos...
Com a vida aprendemos...
Cada segundo... minuto de vida...
São experiências que fazem de nós aquilo que somos...
Que nos moldam...
Que nos definem...
Que definem o que somos para os outros...
Apagar o passado...
Impossível...
O passado faz parte de nós...
Mas o passado é isso mesmo... passado...
Já foi... já era...
Agora faz parte de nós...
Vive dentro de nós...
Quer o bom... quer o menos bom...
Somos feitos dessas pequenas partes...
Somos um todo...
Um todo que resulta da união as pequenas partes da nossa vida!...
Depois do adeus...
Levantemos a cabeça...
Olhemos a vida de frente...
E... mostremos o nosso melhor sorriso para a vida...
Se não sorrirmos para a vida...
Como pode a vida sorrir para nós?!...

domingo, 11 de abril de 2010

Kelly Family


Ouvi esta música pela primeira vez à muito tempo... foi no dia em que te cruzaste na minha vida... daí para cá fiquei com uma ligação muito forte com ela... porquê? também eu não sei explicar... quem sabe o tempo me vá responder... Por isso hoje dedico-te esta música a ti... aos leitores e ouvintes... apreciem a letra de uma música cantada de forma fantástica... onde é transmitida muita emoção e força!...

Kelly Family


Ouvi esta música pela primeira vez à muito tempo... foi no dia em que te cruzaste na minha vida... daí para cá fiquei com uma ligação muito forte com ela... porquê? também eu não sei explicar... quem sabe o tempo me vá responder... Por isso hoje dedico-te esta música a ti... aos leitores e ouvintes... apreciem a letra de uma música cantada de forma fantástica... onde é transmitida muita emoção e força!...

sábado, 10 de abril de 2010

Hoje...



Hoje...
É o dia que interessa...
É o hoje que nos marca...
É o hoje que vivemos...
Hoje...
Coloquei os pés no chão...
Vejo-te ao longe a partir...
Como a espuma que o mar deixa na areia...
Vejo desaparecer o branco...
Lentamente sinto o hoje...
Hoje coloco os pés no chão...
Pé ante pé avanço com os pés no chão...
Hoje avanço em direcção a ti...
Será que me vais aceitar?!...
Hoje...
Hoje vivo...
Hoje sinto...
Hoje viajo...
Abre os teus braços para me receberes...
Acolhe tudo o que é parte de mim...
A ti me entrego!...
Hoje...
Hoje escrevo...

Hoje...



Hoje...
É o dia que interessa...
É o hoje que nos marca...
É o hoje que vivemos...
Hoje...
Coloquei os pés no chão...
Vejo-te ao longe a partir...
Como a espuma que o mar deixa na areia...
Vejo desaparecer o branco...
Lentamente sinto o hoje...
Hoje coloco os pés no chão...
Pé ante pé avanço com os pés no chão...
Hoje avanço em direcção a ti...
Será que me vais aceitar?!...
Hoje...
Hoje vivo...
Hoje sinto...
Hoje viajo...
Abre os teus braços para me receberes...
Acolhe tudo o que é parte de mim...
A ti me entrego!...
Hoje...
Hoje escrevo...

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Hillsong United


Everything I need is you... magnifico!

Hillsong United


Everything I need is you... magnifico!

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Alegria de viver...



O verde dos campos no horizonte...
Os malmequeres tocados pelo vento...
O brilho do sol nas ondas mansas do mar...
Olho o horizonte nos olhos...
Abro os olhos...
Sinto sentimentos a fluírem debaixo da pele...
Sinto a vida a abraçar-me...
A alegria de viver preenche o meu ser...
Sem medos ou receios avanço para mais um dia...
Para o dia onde sei que vais estar...

Alegria de viver...



O verde dos campos no horizonte...
Os malmequeres tocados pelo vento...
O brilho do sol nas ondas mansas do mar...
Olho o horizonte nos olhos...
Abro os olhos...
Sinto sentimentos a fluírem debaixo da pele...
Sinto a vida a abraçar-me...
A alegria de viver preenche o meu ser...
Sem medos ou receios avanço para mais um dia...
Para o dia onde sei que vais estar...

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Pink Floyd


Intemporal, mais uma grande música a recordar outros tempos... como alguém dizia à dias... a recordar os tempos em que se fazia boa música... desfrutem!

Pink Floyd


Intemporal, mais uma grande música a recordar outros tempos... como alguém dizia à dias... a recordar os tempos em que se fazia boa música... desfrutem!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Sem título...



Sem título...
Sem rumo...
Sobre estas palavras me deito e repouso...
Sinto os pássaros da dor pairarem sobre mim...
Toco nos pássaros da angústia sem saber de ti...
Sinto os olhos tremerem...
A sua humidade cobre-me o rosto...
Num gesto acelerado limpo o rosto...
Outrora jurei nunca mais ter de o fazer...
Vejo os pássaros pairarem sobre mim...
Mas não os deixo poisar...
Em mim não irão pernoitar...
E jamais sobre os meus ramos procriar...
A vida tem desígnios duros de perceber...
Mas é com eles mesmos que devemos viver...
Sem título...
Mas sabendo o rumo a tomar...
Abro as asas e sobre os altos céus me ergo para sonhar!...

Sem título...



Sem título...
Sem rumo...
Sobre estas palavras me deito e repouso...
Sinto os pássaros da dor pairarem sobre mim...
Toco nos pássaros da angústia sem saber de ti...
Sinto os olhos tremerem...
A sua humidade cobre-me o rosto...
Num gesto acelerado limpo o rosto...
Outrora jurei nunca mais ter de o fazer...
Vejo os pássaros pairarem sobre mim...
Mas não os deixo poisar...
Em mim não irão pernoitar...
E jamais sobre os meus ramos procriar...
A vida tem desígnios duros de perceber...
Mas é com eles mesmos que devemos viver...
Sem título...
Mas sabendo o rumo a tomar...
Abro as asas e sobre os altos céus me ergo para sonhar!...

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Robbie Williams...


Mais um hino a todos os anjos que por esse mundo se encontram... pessoas especiais que nos fazem sentir igualmente especiais... pessoas com quem nos sentimos seguros e nos sentimos felizes...

Robbie Williams...


Mais um hino a todos os anjos que por esse mundo se encontram... pessoas especiais que nos fazem sentir igualmente especiais... pessoas com quem nos sentimos seguros e nos sentimos felizes...

domingo, 4 de abril de 2010

Para ti...


As tuas palavras me cativaram...
O teu sorriso me iluminou...
O teu beijo me conquistou...
A entrega e abertura me roubaram o coração...
A tua beleza faz brilhar os meus olhos...
O brilho dos teus faz-me sonhar...
Sou só o desconhecido que quer fazer-te voar...
Mesmo que para isso tenha que esperar...

Para ti...


As tuas palavras me cativaram...
O teu sorriso me iluminou...
O teu beijo me conquistou...
A entrega e abertura me roubaram o coração...
A tua beleza faz brilhar os meus olhos...
O brilho dos teus faz-me sonhar...
Sou só o desconhecido que quer fazer-te voar...
Mesmo que para isso tenha que esperar...

sábado, 3 de abril de 2010

Guns N' Roses...

 
Quase sem palavras... paciência...

Guns N' Roses...

 
Quase sem palavras... paciência...

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Sou Humano...



Sinto o coração bater...
Vem toca no meu peito e escuta-o também...
Sinto a alegria inundar o meu ser...
Vê o brilho do meus olhos, jamais te mentiram!...
Sinto um buraco no meu peito...
Vem colocar no sítio o pedaço que levaste contigo quando partiste...
Sinto o sangue ferver...
Vem tocar na minha pele sente o seu calor de desejo por ti!...
Sinto a dor e a angústia...
Vem, não senti-las mas por fim nelas!...
Sou Humano e sinto...
Sinto a tua falta e ausência...
Sou Humano e vivo...
Vivo como sempre vive de forma honesta e aberta para ti...
Sou Humano e escrevo...
Escrevo a dor de alma que vivo!...
Sou Humano... que mais posso dizer?!...

Sou Humano...



Sinto o coração bater...
Vem toca no meu peito e escuta-o também...
Sinto a alegria inundar o meu ser...
Vê o brilho do meus olhos, jamais te mentiram!...
Sinto um buraco no meu peito...
Vem colocar no sítio o pedaço que levaste contigo quando partiste...
Sinto o sangue ferver...
Vem tocar na minha pele sente o seu calor de desejo por ti!...
Sinto a dor e a angústia...
Vem, não senti-las mas por fim nelas!...
Sou Humano e sinto...
Sinto a tua falta e ausência...
Sou Humano e vivo...
Vivo como sempre vive de forma honesta e aberta para ti...
Sou Humano e escrevo...
Escrevo a dor de alma que vivo!...
Sou Humano... que mais posso dizer?!...

quinta-feira, 1 de abril de 2010

The Bangles


Citando a letra da música... Eu não quero perder este sentimento... é uma música lamechas como se diz por aí nas bocas do mundo... mas será que no fundo não temos todos um pouco de lamechismo em nós... ou há alguém capaz de dizer que esta letra é uma fantástica declaração de amor...

The Bangles


Citando a letra da música... Eu não quero perder este sentimento... é uma música lamechas como se diz por aí nas bocas do mundo... mas será que no fundo não temos todos um pouco de lamechismo em nós... ou há alguém capaz de dizer que esta letra é uma fantástica declaração de amor...