segunda-feira, 31 de maio de 2010

Beto...


Uma homenagem a este cantor que recentemente deixou este mundo fisicamente... um cantor romântico que provavelmente nunca teve o reconhecimento merecido... para sempre será recordado... descansa agora em paz enquanto nos presentei-a com as suas belas canções!...

Beto...


Uma homenagem a este cantor que recentemente deixou este mundo fisicamente... um cantor romântico que provavelmente nunca teve o reconhecimento merecido... para sempre será recordado... descansa agora em paz enquanto nos presentei-a com as suas belas canções!...

domingo, 30 de maio de 2010

Um presente...



Uma pequena flor para alegrar o teu dia...
E dizer-te que és a flor mais importante no meu jardim...
Uma pequena flor para colorir o teu dia...
E poder dizer-te que és o arco-íris da minha vida...
Uma pequena flor para aromatizar o teu dia...
E assim lembrar o teu aroma que me seduz no dia-a-dia...
Uma pequena flor delicada...
Que na vida merece todos os cuidados...
Uma pequena flor frágil e doce...
Uma pequena flor que te ofereço a ti minha flor!...

Um presente...



Uma pequena flor para alegrar o teu dia...
E dizer-te que és a flor mais importante no meu jardim...
Uma pequena flor para colorir o teu dia...
E poder dizer-te que és o arco-íris da minha vida...
Uma pequena flor para aromatizar o teu dia...
E assim lembrar o teu aroma que me seduz no dia-a-dia...
Uma pequena flor delicada...
Que na vida merece todos os cuidados...
Uma pequena flor frágil e doce...
Uma pequena flor que te ofereço a ti minha flor!...

sábado, 29 de maio de 2010

Evanescence...


Aqui está um exemplo de como uma música nos pode tocar muito fortemente... a letra desta música transporta tanta emoção... tanto sentimento... é uma música fantástica! As imagens que a acompanham também ajudam a que este seja um dos melhores clip's que vos fiz chegar!... Apreciem... desfrutem... acima de tudo vivam sentimentos assim!

Evanescence...


Aqui está um exemplo de como uma música nos pode tocar muito fortemente... a letra desta música transporta tanta emoção... tanto sentimento... é uma música fantástica! As imagens que a acompanham também ajudam a que este seja um dos melhores clip's que vos fiz chegar!... Apreciem... desfrutem... acima de tudo vivam sentimentos assim!

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Possui-me...



Observo o tremer dos dedos...
Quando lá fora os termómetros derretem ao sol...
Sinto as pernas vacilar...
Tremendo mais que as canas agitadas por um tornado...
Sento-me sobre este chão...
Dentro de mim o sangue ferve...
O coração acelera...
A velocidade aumenta...
A vertigem de não o poder controlar consome-me...
Quero mais...
Mais calor... mais vertigem... mais tremor...
Quero...
Desejo...
Fecho os olhos...
Por entre a escuridão uma luz me ilumina...
Entre o sangue já em ebulição...
Vejo o teu rosto...
Nele um sorriso que me ilumina...
Tento parar os dedos...
Procuro palavras que te possam descrever...
Tento vociferar o que no meu interior eu sinto...
Tento... mas fico mudo...
As palavras não saem...
O coração acelera ainda mais...
Todos os meus sentidos despertam para ti...
Sinto o teu aroma...
Os meus lábios saboreiam ainda o teu banquete...
A minha pele toca ainda a suavidade da tua...
Dentro de mim ecoa a tua voz melodiosa e doce...
O meu interior está repleto de ti...
Sinto-me pleno... inteiro...
Sinto ainda o rubor da minha pele...
O coração bate mais forte e rápido...
Ainda sobre este chão...
Espero por ti ardendo em paixão...
Vem... vem depressa e sem demora...
Vem...
Possui-me...
Deixa-me alimentar-te com este fogo...
E juntos ardermos no fogo deste desejo e prazer!...

Possui-me...



Observo o tremer dos dedos...
Quando lá fora os termómetros derretem ao sol...
Sinto as pernas vacilar...
Tremendo mais que as canas agitadas por um tornado...
Sento-me sobre este chão...
Dentro de mim o sangue ferve...
O coração acelera...
A velocidade aumenta...
A vertigem de não o poder controlar consome-me...
Quero mais...
Mais calor... mais vertigem... mais tremor...
Quero...
Desejo...
Fecho os olhos...
Por entre a escuridão uma luz me ilumina...
Entre o sangue já em ebulição...
Vejo o teu rosto...
Nele um sorriso que me ilumina...
Tento parar os dedos...
Procuro palavras que te possam descrever...
Tento vociferar o que no meu interior eu sinto...
Tento... mas fico mudo...
As palavras não saem...
O coração acelera ainda mais...
Todos os meus sentidos despertam para ti...
Sinto o teu aroma...
Os meus lábios saboreiam ainda o teu banquete...
A minha pele toca ainda a suavidade da tua...
Dentro de mim ecoa a tua voz melodiosa e doce...
O meu interior está repleto de ti...
Sinto-me pleno... inteiro...
Sinto ainda o rubor da minha pele...
O coração bate mais forte e rápido...
Ainda sobre este chão...
Espero por ti ardendo em paixão...
Vem... vem depressa e sem demora...
Vem...
Possui-me...
Deixa-me alimentar-te com este fogo...
E juntos ardermos no fogo deste desejo e prazer!...

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Cindy Lauper...


Na vida temos muitas cores... à muito colorido à nossa volta... seleccionemos as cores... as cores verdadeiras... aquelas que são as Cores de uma Vida!... Optei pela versão original, agradeço a sugestão que me foi feita, pois apenas conhecia a versão do Phil Collins... mas mais uma vez opto pela versão original...

Cindy Lauper...


Na vida temos muitas cores... à muito colorido à nossa volta... seleccionemos as cores... as cores verdadeiras... aquelas que são as Cores de uma Vida!... Optei pela versão original, agradeço a sugestão que me foi feita, pois apenas conhecia a versão do Phil Collins... mas mais uma vez opto pela versão original...

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Renascer...



Eu não sei bem quem tu és...
Tu que invades o meu coração...
E os meus lábios fazes sorrir...
Fico mudo e quieto a observar-te...
Dando milhões por esse teu pensamento...
Querendo saber até onde chegaste...
No curto tempo em que à minha frente viajaste...
Vejo-te sorrir...
Percebo então que mais vale esse sorriso...
Que todo o dinheiro do mundo...
O sorriso que enche de brilho as estrelas no céu...
Ilumina-me até às pontas do pés...
Eu não sei bem quem tu és...
Desejo apenas guardar esse tesouro...
Poder ver a luz do teu sorriso...
Aquela que me revigora...
Fazendo renascer as cinzas perdidas!...
Estas são meras palavras...
Ditas livremente ao vento...
Podem parecer palavras perdidas...
Mas o seu eco fala mais forte...
E eis que paro fecho os olhos e...
O sorriso aparece...
E sinto cada célula renascer...

Renascer...



Eu não sei bem quem tu és...
Tu que invades o meu coração...
E os meus lábios fazes sorrir...
Fico mudo e quieto a observar-te...
Dando milhões por esse teu pensamento...
Querendo saber até onde chegaste...
No curto tempo em que à minha frente viajaste...
Vejo-te sorrir...
Percebo então que mais vale esse sorriso...
Que todo o dinheiro do mundo...
O sorriso que enche de brilho as estrelas no céu...
Ilumina-me até às pontas do pés...
Eu não sei bem quem tu és...
Desejo apenas guardar esse tesouro...
Poder ver a luz do teu sorriso...
Aquela que me revigora...
Fazendo renascer as cinzas perdidas!...
Estas são meras palavras...
Ditas livremente ao vento...
Podem parecer palavras perdidas...
Mas o seu eco fala mais forte...
E eis que paro fecho os olhos e...
O sorriso aparece...
E sinto cada célula renascer...

terça-feira, 25 de maio de 2010

Billy Idol...


O Caroteno foi ao seu baú e descobriu mais um grande clássico... uma música e videoclip revestidos de muita sensualidade... Há boa música que vai caindo no esquecimento... aqui fica então mais esta recordação... apetece dizer ao jeito de um programa na rádio "há séculos que não ouvia isto"...

Billy Idol...


O Caroteno foi ao seu baú e descobriu mais um grande clássico... uma música e videoclip revestidos de muita sensualidade... Há boa música que vai caindo no esquecimento... aqui fica então mais esta recordação... apetece dizer ao jeito de um programa na rádio "há séculos que não ouvia isto"...

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Vendedor de Sonhos...



Vem ter comigo... vem...
Trás o teu corpo para junto do meu...
Transporta todo esse calor que dele emana...
Vem seduzir-me suavemente...
Usa o meu corpo como tela do teu desejo...
Acariciar-me o pensamento...
Vem levemente como uma pena...
Estimula-me todos os meus sentidos...
Faz-me sentir de novo a vida...
Vem deixar-me com o sangue a fervilhar...
Faz-me ferver dentro deste braseiro de prazer...
Deixa-me banhar nos meus sonhos...
Tomando as águas do amor como calmantes...
Vem... vem meu vendedor de sonhos...
Trás-me o cálice da vida...
Faz-me renascer das cinzas...
Vem depressa não te atrases...
Anseio por ti como a terra árida...
Como o deserto pelas gotas do céu...
Vem rapidamente e não venhas só...
Trás contigo a rosa vermelha...
Suave como a tua doce pele...
Aquela que ilustra a nossa paixão...
Vem e entra no nosso castelo...
A fortaleza que nos protege...
A casa que nos abriga e acolhe...
Vem...
Vem meu vendedor de sonhos...
Faz-me viver esse sonho...
Esse que anuncias...
E que quero bem presente em toda a minha vida!...

Vendedor de Sonhos...



Vem ter comigo... vem...
Trás o teu corpo para junto do meu...
Transporta todo esse calor que dele emana...
Vem seduzir-me suavemente...
Usa o meu corpo como tela do teu desejo...
Acariciar-me o pensamento...
Vem levemente como uma pena...
Estimula-me todos os meus sentidos...
Faz-me sentir de novo a vida...
Vem deixar-me com o sangue a fervilhar...
Faz-me ferver dentro deste braseiro de prazer...
Deixa-me banhar nos meus sonhos...
Tomando as águas do amor como calmantes...
Vem... vem meu vendedor de sonhos...
Trás-me o cálice da vida...
Faz-me renascer das cinzas...
Vem depressa não te atrases...
Anseio por ti como a terra árida...
Como o deserto pelas gotas do céu...
Vem rapidamente e não venhas só...
Trás contigo a rosa vermelha...
Suave como a tua doce pele...
Aquela que ilustra a nossa paixão...
Vem e entra no nosso castelo...
A fortaleza que nos protege...
A casa que nos abriga e acolhe...
Vem...
Vem meu vendedor de sonhos...
Faz-me viver esse sonho...
Esse que anuncias...
E que quero bem presente em toda a minha vida!...

domingo, 23 de maio de 2010

David Fonseca...


Um excelente voz... como devem saber é um Tuga que canta... contudo para ter algum sucesso... teve que adoptar a língua inglesa como original para cantar... não devia ser preciso... devíamos valorizar a nossa língua tal como os outros países o tentam também fazer... mas... concentrem-se na música é fantástica... desfrutem do tema...

David Fonseca...


Um excelente voz... como devem saber é um Tuga que canta... contudo para ter algum sucesso... teve que adoptar a língua inglesa como original para cantar... não devia ser preciso... devíamos valorizar a nossa língua tal como os outros países o tentam também fazer... mas... concentrem-se na música é fantástica... desfrutem do tema...

sábado, 22 de maio de 2010

Sabores da vida...



Sobre a mesa está servido...
O banquete digno de qualquer ilustre...
Os olhos saciam-se com tamanha beleza...
De tal forma que tudo o resto parece desaparecer...
Com passos meio trémulos chegamos mais perto...
Tanta oferta!...
O que escolher primeiro?...
Depressa investimos sobre algo...
Mesmo sem sabermos se é o que realmente queremos...
Provamos assim o ácido de muito querer...
E de não precisarmos...
O ácido que nos corrói o paladar...
Nos assusta pela violência com que nos magoa...
Fomos iludidos pelos olhos...
Eles que sorriram para todas aquelas cores...
Apenas vendo a superficialidade e não deixando sequer pensar...
O ácido na nossa vida magoa... deixa marcas...
Com mais cuidados procuramos na mesa da nossa vida novos sabores...
Sabores para experimentar e quem sabe repetir...
O ácido da superficialidade não é certamente boa opção...
Pegamos e levamos à boca...
O aspecto podia até não ser o mais colorido...
Mas o nosso cérebro diz que é o que precisamos...
Provamos... 
O nosso corpo não o rejeita...
Aceita-o...
Assimila-o...
Deixa-o invadir-nos...
Aquele sabor doce...
Suborna todas as nossas células a querermos mais...
Provamos...
Degustamos...
Repetimos...
Um... duas... vezes sem conta...
Uhm... que prazer de sabor...
Que intensidade...
Quando o impacto da primeira sensação desaparece...
O sabor doce se afasta...
Involuntariamente provamos o salgado...
Guardado nas pequenas lágrimas que no nosso rosto correm...
Um salgado despertado pelo doce passageiro que na nossa vida passou...
Um salgado que nos recorda o mar...
Recorda a força da Natureza...
E onde vamos buscar força para nos erguermos...
Onde queremos nadar sem receios das ondas do dia-a-dia...
Somos fortes e lutadores...
Somos livres e corações abertos...
Aquele amargo que sentimos quando o doce partiu é agora simples memória...
É passado...
Vivemos e desejamos o presente...
Um presente em que nos identificamos...
Um presente que nos trás novos sabores de vida...
Novos paladares a provar...
Dias nunca antes vividos...
A nossa vida muito nos dá a provar...
Os sabores que procuramos repetir...
Esses apenas cada um os pode decidir...
Mesmo que seja para um dia ver partir...
Os sabores de uma vida...


[Este texto foi solicitado pela Joana Lopes que entrou em contacto via email. Não sei se seriam estes os sabores de vida que ela estaria à espera... fico a aguardar notícias. Este texto mesmo tendo um tema que foi pedido não foge a linha editorial deste blog... mais um texto para cada um sentir ao ler da maneira como as palavras o toquem!...
E mais uma vez se quiserem sugerir alguma ideia... sintam-se livres para o fazer... na medida do possível procurarei ilustrar o tema que pedirem...]

Sabores da vida...



Sobre a mesa está servido...
O banquete digno de qualquer ilustre...
Os olhos saciam-se com tamanha beleza...
De tal forma que tudo o resto parece desaparecer...
Com passos meio trémulos chegamos mais perto...
Tanta oferta!...
O que escolher primeiro?...
Depressa investimos sobre algo...
Mesmo sem sabermos se é o que realmente queremos...
Provamos assim o ácido de muito querer...
E de não precisarmos...
O ácido que nos corrói o paladar...
Nos assusta pela violência com que nos magoa...
Fomos iludidos pelos olhos...
Eles que sorriram para todas aquelas cores...
Apenas vendo a superficialidade e não deixando sequer pensar...
O ácido na nossa vida magoa... deixa marcas...
Com mais cuidados procuramos na mesa da nossa vida novos sabores...
Sabores para experimentar e quem sabe repetir...
O ácido da superficialidade não é certamente boa opção...
Pegamos e levamos à boca...
O aspecto podia até não ser o mais colorido...
Mas o nosso cérebro diz que é o que precisamos...
Provamos... 
O nosso corpo não o rejeita...
Aceita-o...
Assimila-o...
Deixa-o invadir-nos...
Aquele sabor doce...
Suborna todas as nossas células a querermos mais...
Provamos...
Degustamos...
Repetimos...
Um... duas... vezes sem conta...
Uhm... que prazer de sabor...
Que intensidade...
Quando o impacto da primeira sensação desaparece...
O sabor doce se afasta...
Involuntariamente provamos o salgado...
Guardado nas pequenas lágrimas que no nosso rosto correm...
Um salgado despertado pelo doce passageiro que na nossa vida passou...
Um salgado que nos recorda o mar...
Recorda a força da Natureza...
E onde vamos buscar força para nos erguermos...
Onde queremos nadar sem receios das ondas do dia-a-dia...
Somos fortes e lutadores...
Somos livres e corações abertos...
Aquele amargo que sentimos quando o doce partiu é agora simples memória...
É passado...
Vivemos e desejamos o presente...
Um presente em que nos identificamos...
Um presente que nos trás novos sabores de vida...
Novos paladares a provar...
Dias nunca antes vividos...
A nossa vida muito nos dá a provar...
Os sabores que procuramos repetir...
Esses apenas cada um os pode decidir...
Mesmo que seja para um dia ver partir...
Os sabores de uma vida...


[Este texto foi solicitado pela Joana Lopes que entrou em contacto via email. Não sei se seriam estes os sabores de vida que ela estaria à espera... fico a aguardar notícias. Este texto mesmo tendo um tema que foi pedido não foge a linha editorial deste blog... mais um texto para cada um sentir ao ler da maneira como as palavras o toquem!...
E mais uma vez se quiserem sugerir alguma ideia... sintam-se livres para o fazer... na medida do possível procurarei ilustrar o tema que pedirem...]

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Yves Larock...


Vamos lá pessoal... é Sexta-Feira... toca a animar... esta é uma música para animar a chegada do fim de semana... sim... gosto de música romântica... gosto de algum metal... e também gosto de boas "mixes"... este Caroteno ouve um pouco de tudo... desde que tenha qualidade...

Yves Larock...


Vamos lá pessoal... é Sexta-Feira... toca a animar... esta é uma música para animar a chegada do fim de semana... sim... gosto de música romântica... gosto de algum metal... e também gosto de boas "mixes"... este Caroteno ouve um pouco de tudo... desde que tenha qualidade...

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Horizonte...


Busco...
Desejo...
Procuro esse ponto alto...
Onde o vento possa sacudir as minhas vestes...
Rasgadas pelos maus tratos da vida...
Onde a brisa do mar possa acariciar o meu rosto...
Aquele onde se desenha um sorriso de confiança e segurança...
Onde o chão parece querer ceder a cada novo passo em frente...
Mas por onde avanço com a certeza de caminhar no rumo correcto...
Busco esse local...
Onde possa contemplar o horizonte...
Não quero ver para lá dele...
Desejo apenas saber que ele lá está!...
Sentir a confiança dentro de mim...
Aquela que sara as feridas...
Aquece o corpo despido de orgulhos e outros sentimentos fúteis...
A força que me faz avançar parece estranha...
A mesma força que em momentos me pareceu faltar...
Nesses momentos em que senti as pernas estremecer...
Busco...
Procuro...
Não!... já encontrei essa segurança onde me posso firmar...
E elevar os olhos ao céu...
Contemplar o horizonte e não ter medo de cair...
Sei que não irá acontecer...
Mas também sei que tropeçando me posso levantar!...
O Sol brilha e aquece o meu rosto...
Enxuga as lágrimas deixando o sal na pele...
A essência está cá...
Sempre esteve...
Essa mesma essência que me faz crescer...
Que me faz sorrir...
Que me faz avançar...
Sem nunca temer o Horizonte!...

Horizonte...


Busco...
Desejo...
Procuro esse ponto alto...
Onde o vento possa sacudir as minhas vestes...
Rasgadas pelos maus tratos da vida...
Onde a brisa do mar possa acariciar o meu rosto...
Aquele onde se desenha um sorriso de confiança e segurança...
Onde o chão parece querer ceder a cada novo passo em frente...
Mas por onde avanço com a certeza de caminhar no rumo correcto...
Busco esse local...
Onde possa contemplar o horizonte...
Não quero ver para lá dele...
Desejo apenas saber que ele lá está!...
Sentir a confiança dentro de mim...
Aquela que sara as feridas...
Aquece o corpo despido de orgulhos e outros sentimentos fúteis...
A força que me faz avançar parece estranha...
A mesma força que em momentos me pareceu faltar...
Nesses momentos em que senti as pernas estremecer...
Busco...
Procuro...
Não!... já encontrei essa segurança onde me posso firmar...
E elevar os olhos ao céu...
Contemplar o horizonte e não ter medo de cair...
Sei que não irá acontecer...
Mas também sei que tropeçando me posso levantar!...
O Sol brilha e aquece o meu rosto...
Enxuga as lágrimas deixando o sal na pele...
A essência está cá...
Sempre esteve...
Essa mesma essência que me faz crescer...
Que me faz sorrir...
Que me faz avançar...
Sem nunca temer o Horizonte!...

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Michael Buble...


Uma música que é original do Rei... aqui interpretada pela voz do Michael Buble... um tema recheado de muito romantismo e emoção... espero que apreciem! Um obrigado "alegna" pela sugestão...
Para além da melodia da música as imagens e mensagens que vão surgindo são também elas fantásticas!

Michael Buble...


Uma música que é original do Rei... aqui interpretada pela voz do Michael Buble... um tema recheado de muito romantismo e emoção... espero que apreciem! Um obrigado "alegna" pela sugestão...
Para além da melodia da música as imagens e mensagens que vão surgindo são também elas fantásticas!

terça-feira, 18 de maio de 2010

Ponto de Luz...

 

Viajo...
Percorro esta linha preta...
Balanço nos pequenos sobressaltos...
Observo o meu redor...
Absorvo o verde envolvente...
Puro e magnífico...
Na rádio toca aquela música outrora desejada...
Viajo...
Percorro os trilhos de uma vida...
Onde o mais precioso está por perto...
Guardado entre os braços...
Protegido e protegendo...
Guardo este ponto de luz que em mim habita...
Procurando evitar que algo ou alguém o possa esconder...
Faz parte de mim...
Completa-me...
Dá-me força e vontade de sorrir...
Se podia viver sem esse ponto de luz...
Poder podia mas nunca seria a mesma coisa...
Um ponto de luz que está visível para todos...
Que quer brilhar mais forte...
Somos todos nós feitos de luz...
Ainda que por vezes ela fique escondida dentro de nós...
A felicidade é mais presente em nós quando brilhamos...
E brilhamos quando somos puros e vivemos o presente...
Libertando o passado... 
Não desesperando pelo futuro...
Hoje sei...
Hoje vi...
E viajo...
Procuro ir longe...
Vivendo e mostrando esta luz...
Este ponto de luz que em meus braços guardo!...

Ponto de Luz...

 

Viajo...
Percorro esta linha preta...
Balanço nos pequenos sobressaltos...
Observo o meu redor...
Absorvo o verde envolvente...
Puro e magnífico...
Na rádio toca aquela música outrora desejada...
Viajo...
Percorro os trilhos de uma vida...
Onde o mais precioso está por perto...
Guardado entre os braços...
Protegido e protegendo...
Guardo este ponto de luz que em mim habita...
Procurando evitar que algo ou alguém o possa esconder...
Faz parte de mim...
Completa-me...
Dá-me força e vontade de sorrir...
Se podia viver sem esse ponto de luz...
Poder podia mas nunca seria a mesma coisa...
Um ponto de luz que está visível para todos...
Que quer brilhar mais forte...
Somos todos nós feitos de luz...
Ainda que por vezes ela fique escondida dentro de nós...
A felicidade é mais presente em nós quando brilhamos...
E brilhamos quando somos puros e vivemos o presente...
Libertando o passado... 
Não desesperando pelo futuro...
Hoje sei...
Hoje vi...
E viajo...
Procuro ir longe...
Vivendo e mostrando esta luz...
Este ponto de luz que em meus braços guardo!...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Enya...


Somos muito pequenos no Mundo que no rodeia... mas fazemos parte dele... como tal também somos grandes... Esta música foi uma das novas aquisições aqui para a banda sonoro do blog... é uma música libertadora... capaz de elevar o nosso espírito e o nosso ponto luminoso... já conhecia, tenho a dizer que é uma música que adoro!

Enya...


Somos muito pequenos no Mundo que no rodeia... mas fazemos parte dele... como tal também somos grandes... Esta música foi uma das novas aquisições aqui para a banda sonoro do blog... é uma música libertadora... capaz de elevar o nosso espírito e o nosso ponto luminoso... já conhecia, tenho a dizer que é uma música que adoro!

domingo, 16 de maio de 2010

Pureza...



Ensombrados pelas desilusões da vida...
Deixamos muitas vezes parte de nós...
Permitimos que avancemos na vida incompletos...
Não perdemos... mas deixamos ficar parte de nós...
Aquela parte que ao passado se agarra...
Teimosamente temos dificuldade em larga-lo...
Sofremos agarrados a esse passado...
Somos infelizes revivendo-o...
Mergulhamos na escuridão mais profunda que a noite...
Somos então obrigados a parar...
Colocar travão no galope da nossa vida...
E nessa altura chamamos a parte que nos falta...
Aos poucos o passado parte do nosso dia-a-dia...
Vamos sentido a liberdade e leveza...
E eis que...
Unidos podemos novamente avançar...
Sentindo a pureza do nosso ser...
Quando completos sentimos a felicidade...
Aquela que temos dentro de nós...
A que por vezes partilhamos com os outros...
Aquela que quando perdemos nos faz sentir tristes...
A pureza da vida reside da felicidade que sentimos...
Somos felizes quando nos sentimos puros...
Quando sentimos brilhar dentro de nós a luz...
Aquela que queremos ver brilhar no olhar de alguém...
Mas que é nossa e que nunca devemos perder...
Ou em momento algum deixar esquecer...
Somos felizes quando felizes connosco nos sentimos...
Brilhamos quando a luz se encontra dentro de nós...
Somos plenos quando nos sentimos puros...
Vivendo o presente... e deixando o passado no passado...
Vivendo o presente de forma pura e livre...
De peito e coração abertos...
O nosso estado de espírito é puro...
Contudo por vezes deixamos que ganhe impurezas...
É então tempo de parar...
E por mais tempo que possa demorar...
Ao estado de pureza um dia voltar!...

Pureza...



Ensombrados pelas desilusões da vida...
Deixamos muitas vezes parte de nós...
Permitimos que avancemos na vida incompletos...
Não perdemos... mas deixamos ficar parte de nós...
Aquela parte que ao passado se agarra...
Teimosamente temos dificuldade em larga-lo...
Sofremos agarrados a esse passado...
Somos infelizes revivendo-o...
Mergulhamos na escuridão mais profunda que a noite...
Somos então obrigados a parar...
Colocar travão no galope da nossa vida...
E nessa altura chamamos a parte que nos falta...
Aos poucos o passado parte do nosso dia-a-dia...
Vamos sentido a liberdade e leveza...
E eis que...
Unidos podemos novamente avançar...
Sentindo a pureza do nosso ser...
Quando completos sentimos a felicidade...
Aquela que temos dentro de nós...
A que por vezes partilhamos com os outros...
Aquela que quando perdemos nos faz sentir tristes...
A pureza da vida reside da felicidade que sentimos...
Somos felizes quando nos sentimos puros...
Quando sentimos brilhar dentro de nós a luz...
Aquela que queremos ver brilhar no olhar de alguém...
Mas que é nossa e que nunca devemos perder...
Ou em momento algum deixar esquecer...
Somos felizes quando felizes connosco nos sentimos...
Brilhamos quando a luz se encontra dentro de nós...
Somos plenos quando nos sentimos puros...
Vivendo o presente... e deixando o passado no passado...
Vivendo o presente de forma pura e livre...
De peito e coração abertos...
O nosso estado de espírito é puro...
Contudo por vezes deixamos que ganhe impurezas...
É então tempo de parar...
E por mais tempo que possa demorar...
Ao estado de pureza um dia voltar!...

sábado, 15 de maio de 2010

"Ângela e Félix"...


Pois é aqui o Caroteno também vê televisão... há dias estava com a televisão ligada e ouvi esta música... segui a letra por trás dela... e pensei... tenho que publicar no blog... e por isso aqui está... independentemente da opinião sobre a série... a música é fantástica não concordam?!...
Descobri ainda que o original é dos All 4 One... e aqui fica o link do original...


Para mim prefiro a versão dos nossos actores da série Morangos com Açúcar!


"Ângela e Félix"...


Pois é aqui o Caroteno também vê televisão... há dias estava com a televisão ligada e ouvi esta música... segui a letra por trás dela... e pensei... tenho que publicar no blog... e por isso aqui está... independentemente da opinião sobre a série... a música é fantástica não concordam?!...
Descobri ainda que o original é dos All 4 One... e aqui fica o link do original...


Para mim prefiro a versão dos nossos actores da série Morangos com Açúcar!


sexta-feira, 14 de maio de 2010

Sentir...


Pensei mandar pintar no céu o teu nome...
Pedi ao vento que bem alto te chamasse...
Tudo se revelou ser em vão...
Tão vão que pensei em desistir de te voltar a ter...
Quero-te de volta...
Chega de te afastares de mim e para longe divagares...
Vem e vamos os dois ser uno...
Deixar de lado outras histórias...
Libertar velhas ilusões e algumas desilusões...
Sinto vontade de te ter...
Voltar a poder contar contigo dentro de mim...
Vem cortar-me as amarras que violentamente me manietam...
Dá-me a liberdade necessária para o meu viver...
O meu viver simples... discreto... 
Um viver seguro e com passos firmes...
Quero deixar as asas de lado e colocar os pés nos chão...
Sentar-me junto a ti e lado a lado nos encontrarmos...
Quero sentir-me viver em mim...
Não me abandones novamente...
Tu e eu somos...
Aquilo que muitos buscam e poucos encontram...
Não te quero apenas para poder sorrir...
Jamais estejas comigo apenas para apanhar as minhas lágrimas...
Tu és parte de mim...
Vem ajudar-me...
Abraça a parte de mim que ainda respira e de novo dá-lhe nova vida...
Quero sentir-me viver novamente...
Eu vou viver novamente...
Pé ante pé dar um passo em frente...
Enfrentando ventos contra a corrente...
Mas sempre avançando...
Pois tudo o que quero é...
SENTIR...

Sentir...


Pensei mandar pintar no céu o teu nome...
Pedi ao vento que bem alto te chamasse...
Tudo se revelou ser em vão...
Tão vão que pensei em desistir de te voltar a ter...
Quero-te de volta...
Chega de te afastares de mim e para longe divagares...
Vem e vamos os dois ser uno...
Deixar de lado outras histórias...
Libertar velhas ilusões e algumas desilusões...
Sinto vontade de te ter...
Voltar a poder contar contigo dentro de mim...
Vem cortar-me as amarras que violentamente me manietam...
Dá-me a liberdade necessária para o meu viver...
O meu viver simples... discreto... 
Um viver seguro e com passos firmes...
Quero deixar as asas de lado e colocar os pés nos chão...
Sentar-me junto a ti e lado a lado nos encontrarmos...
Quero sentir-me viver em mim...
Não me abandones novamente...
Tu e eu somos...
Aquilo que muitos buscam e poucos encontram...
Não te quero apenas para poder sorrir...
Jamais estejas comigo apenas para apanhar as minhas lágrimas...
Tu és parte de mim...
Vem ajudar-me...
Abraça a parte de mim que ainda respira e de novo dá-lhe nova vida...
Quero sentir-me viver novamente...
Eu vou viver novamente...
Pé ante pé dar um passo em frente...
Enfrentando ventos contra a corrente...
Mas sempre avançando...
Pois tudo o que quero é...
SENTIR...

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Smashing Pumpkins...


Dentro do reportório desta banda encontrei esta música que tem uma letra fantástica... claro que a tradução no vídeo não é muito fiável, mas dá para tirar uma ideia... quem perceber bem inglês perceberá a grande letra por trás desta música... fantástica... thanks Dr. Moyle pela sugestão...

Smashing Pumpkins...


Dentro do reportório desta banda encontrei esta música que tem uma letra fantástica... claro que a tradução no vídeo não é muito fiável, mas dá para tirar uma ideia... quem perceber bem inglês perceberá a grande letra por trás desta música... fantástica... thanks Dr. Moyle pela sugestão...

quarta-feira, 12 de maio de 2010

A dor...

 

Socorro...
Sinto o peito a arder!...
Sinto as forças a desaparecer...
Esta parece uma guerra perdida à partida...
Será?...
Nunca na vida desisti...
Também nunca senti algo assim!...
A dor que percorre o meu corpo...
Cada ponto... cada célula...
Sinto a tua falta...
Percorro o pensamento procurando-te...
Sinto-te longe...
Quero-te mais perto...
Luto... e avanço...
Até ti quero chegar!...
Contra a dor luto com todas as forças que me restam...
A dor insuportável consome-me...
Preciso de ti...
Alivia-me esta dor!...
Vem socorrer-me... corta com esta dor!...

A dor...

 

Socorro...
Sinto o peito a arder!...
Sinto as forças a desaparecer...
Esta parece uma guerra perdida à partida...
Será?...
Nunca na vida desisti...
Também nunca senti algo assim!...
A dor que percorre o meu corpo...
Cada ponto... cada célula...
Sinto a tua falta...
Percorro o pensamento procurando-te...
Sinto-te longe...
Quero-te mais perto...
Luto... e avanço...
Até ti quero chegar!...
Contra a dor luto com todas as forças que me restam...
A dor insuportável consome-me...
Preciso de ti...
Alivia-me esta dor!...
Vem socorrer-me... corta com esta dor!...

terça-feira, 11 de maio de 2010

Rita Guerra...


Ainda que se registe uma nova sonoridade neste novo álbum da Rita Guerra, a voz fantástica desta artista continua lá! As letras de músicas fantásticas continuam presentes... Confesso que é a primeira vez que ouço este tema e desde logo disse... tenho que o publicar... acho fantástica a letra e a sonoridade!

Os meus parabéns à Rita Guerra e a todos os que trabalharam para este álbum.

Adorei ainda este tema...

Rita Guerra...


Ainda que se registe uma nova sonoridade neste novo álbum da Rita Guerra, a voz fantástica desta artista continua lá! As letras de músicas fantásticas continuam presentes... Confesso que é a primeira vez que ouço este tema e desde logo disse... tenho que o publicar... acho fantástica a letra e a sonoridade!

Os meus parabéns à Rita Guerra e a todos os que trabalharam para este álbum.

Adorei ainda este tema...

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Fim do blog...



O Fim do Blog.

Este é o assunto que mais tem ocupado o meu pensamento nos últimos dias. Adoro escrever e é com muita mágoa que equaciono acabar com este projecto. Contudo, quando há quem se divirta a estragar a vida às outras pessoas, não posso ficar indiferente. Se o alvo dos ataques fosse apenas eu, muito bem eu aguentaria e suportaria toda a calúnia e difamação de que tenho sido alvo. Mas a verdade é que começa a envolver outras pessoas, algumas que me são muito queridas e especiais. Não posso tolerar que tal aconteça sem que tome algumas medidas que possam garantir de alguma forma a segurança de quem gosta de ler e comentar o que lê aqui no blog.

Escrevo em espaço aberto e faço-o pelo gosto e prazer que tenho pela escrita. Os temas abordados são na sua maioria de minha escolha, havendo alguns dedicados e outros sugeridos por quem me contacta para tal. Não escrevo com intenção de ferir ou conquistar ninguém. Escrevo pelo prazer que a escrita me dá e também com o intuito de quem lê poder recordar naquelas palavras um pouco da sua vida. Não sou vidente, não sou entendido em assunto nenhum, não sou mais do que uma simples pessoa e escrevo enquanto tal. Desde muito cedo houve quem me apelidasse de poeta, algo que para mim não faz sentido e se torna irrelevante, gosto de escrever e escrevo pelo prazer que me dá, e nada mais do que isso.

Dentro do blog têm surgido comentários infundados, pelo menos no meu ponto de vista, mas e sempre seguindo os meus princípios, respeito quem não partilha da mesma opinião que eu. O que não posso tolerar são calúnias e injúrias ditas à boca cheia por quem se esconde atrás de uma identidade irreal. Não sou perfeito, e aliás nunca aspirei a ser, pois acredito que a nossa imperfeição é que nos faz únicos no Mundo. Não sou nem nunca tencionei ser superior a quem quer que fosse. Digo mais uma vez, não posso aceitar que terceiros difamem a minha pessoa com irrealidades e que as publiquem ou enviem para outras pessoas. 

Pensei e muito em terminar este projecto. Penso que seria o que essas pessoas mais gostariam de ver. Como tal não posso permitir que consigam esses objectivos. Gostava de lançar um repto a todos os que visitam regularmente este blog: estou neste momento a reunir provas para processar judicialmente quem está a difamar a minha pessoa, e para tal gostaria de contar com o contributo de todos os que me possam ajudar. Já tenho na minha posse alguns dados mas segundo as autoridades judiciais preciso de algo mais, por isso quem tiver email´s estranhos e que falem sobre este blog ou sobre a minha pessoa gostaria que colaborassem e os enviassem para mim. Obrigado a todos!

O Blog não vai morrer! Junto com alguns amigos que percebem mais de informática que eu estou a tentar desenvolver a defesa do blog para evitar que essas pessoas consigam o mail ou outras informações privadas de quem visita o Blog.

O blog irá manter-se fiel ao princípio que sempre o guiou. Escrevo pelo prazer da escrita, podendo repetir temas, repetir imagens, mas sempre e apenas pelo prazer de escrever e não pela perseguição de outros objectivos, ou tentativas de conquistas pessoas através deles. Escrevo para que as pessoas se possam rever nas palavras publicadas, ou não! Para que possam expressar o que sentem sobre o que é escrito, mesmo que não tenha qualquer conotação com a realidade. É um blog de livre expressão como sempre o foi em que todos têm resposta, apenas se rejeitam comentários injuriosos e infundados.

A Cidade dos Anjos, agradece a todos os que colaboram com o autor, seja na sugestão de temas, seja na indicação de músicas. Aqui me confesso um inculto musical.
Sem outros assuntos de momento despeço-me atenciosamente,

Caroteno

Fim do blog...



O Fim do Blog.

Este é o assunto que mais tem ocupado o meu pensamento nos últimos dias. Adoro escrever e é com muita mágoa que equaciono acabar com este projecto. Contudo, quando há quem se divirta a estragar a vida às outras pessoas, não posso ficar indiferente. Se o alvo dos ataques fosse apenas eu, muito bem eu aguentaria e suportaria toda a calúnia e difamação de que tenho sido alvo. Mas a verdade é que começa a envolver outras pessoas, algumas que me são muito queridas e especiais. Não posso tolerar que tal aconteça sem que tome algumas medidas que possam garantir de alguma forma a segurança de quem gosta de ler e comentar o que lê aqui no blog.

Escrevo em espaço aberto e faço-o pelo gosto e prazer que tenho pela escrita. Os temas abordados são na sua maioria de minha escolha, havendo alguns dedicados e outros sugeridos por quem me contacta para tal. Não escrevo com intenção de ferir ou conquistar ninguém. Escrevo pelo prazer que a escrita me dá e também com o intuito de quem lê poder recordar naquelas palavras um pouco da sua vida. Não sou vidente, não sou entendido em assunto nenhum, não sou mais do que uma simples pessoa e escrevo enquanto tal. Desde muito cedo houve quem me apelidasse de poeta, algo que para mim não faz sentido e se torna irrelevante, gosto de escrever e escrevo pelo prazer que me dá, e nada mais do que isso.

Dentro do blog têm surgido comentários infundados, pelo menos no meu ponto de vista, mas e sempre seguindo os meus princípios, respeito quem não partilha da mesma opinião que eu. O que não posso tolerar são calúnias e injúrias ditas à boca cheia por quem se esconde atrás de uma identidade irreal. Não sou perfeito, e aliás nunca aspirei a ser, pois acredito que a nossa imperfeição é que nos faz únicos no Mundo. Não sou nem nunca tencionei ser superior a quem quer que fosse. Digo mais uma vez, não posso aceitar que terceiros difamem a minha pessoa com irrealidades e que as publiquem ou enviem para outras pessoas. 

Pensei e muito em terminar este projecto. Penso que seria o que essas pessoas mais gostariam de ver. Como tal não posso permitir que consigam esses objectivos. Gostava de lançar um repto a todos os que visitam regularmente este blog: estou neste momento a reunir provas para processar judicialmente quem está a difamar a minha pessoa, e para tal gostaria de contar com o contributo de todos os que me possam ajudar. Já tenho na minha posse alguns dados mas segundo as autoridades judiciais preciso de algo mais, por isso quem tiver email´s estranhos e que falem sobre este blog ou sobre a minha pessoa gostaria que colaborassem e os enviassem para mim. Obrigado a todos!

O Blog não vai morrer! Junto com alguns amigos que percebem mais de informática que eu estou a tentar desenvolver a defesa do blog para evitar que essas pessoas consigam o mail ou outras informações privadas de quem visita o Blog.

O blog irá manter-se fiel ao princípio que sempre o guiou. Escrevo pelo prazer da escrita, podendo repetir temas, repetir imagens, mas sempre e apenas pelo prazer de escrever e não pela perseguição de outros objectivos, ou tentativas de conquistas pessoas através deles. Escrevo para que as pessoas se possam rever nas palavras publicadas, ou não! Para que possam expressar o que sentem sobre o que é escrito, mesmo que não tenha qualquer conotação com a realidade. É um blog de livre expressão como sempre o foi em que todos têm resposta, apenas se rejeitam comentários injuriosos e infundados.

A Cidade dos Anjos, agradece a todos os que colaboram com o autor, seja na sugestão de temas, seja na indicação de músicas. Aqui me confesso um inculto musical.
Sem outros assuntos de momento despeço-me atenciosamente,

Caroteno

domingo, 9 de maio de 2010

Mafalda Veiga...


A ti dou e sempre darei o que de melhor eu sou! Dedico esta música a alguém muito especial e que adora Mafalda Veiga. Sobre esta artista dizer que escreve letras fantásticas... embora por vezes pareça desaparecida do panorama da música portuguesa ela surge com um novo álbum... adoro este último "Chão"... pois no chão te abracei...



Mafalda Veiga...


A ti dou e sempre darei o que de melhor eu sou! Dedico esta música a alguém muito especial e que adora Mafalda Veiga. Sobre esta artista dizer que escreve letras fantásticas... embora por vezes pareça desaparecida do panorama da música portuguesa ela surge com um novo álbum... adoro este último "Chão"... pois no chão te abracei...



sábado, 8 de maio de 2010

Palma da mão...

 

O amor é a força mais subtil do mundo...
Move pessoas... 
Afasta montanhas... 
Atravessa rios, mares e oceanos...
Tudo para se poder viver esse amor!...

Palma da mão...

 

O amor é a força mais subtil do mundo...
Move pessoas... 
Afasta montanhas... 
Atravessa rios, mares e oceanos...
Tudo para se poder viver esse amor!...

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Rui Veloso...


Chegou a hora do tributo ao Pai do Rock Português! Grande artista... foi difícil escolher uma para colocar aqui... gosto muito da letra desta música... ouçam com muita atenção! e digam-me o que pensam!...

Rui Veloso...


Chegou a hora do tributo ao Pai do Rock Português! Grande artista... foi difícil escolher uma para colocar aqui... gosto muito da letra desta música... ouçam com muita atenção! e digam-me o que pensam!...

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Especialmente para ti...


Distante vai o dia em que as nossas linhas se cruzaram...
como que por acaso breves palavras trocámos...
escolhidas a dedo quase sem sabermos o que diziam...
de uma pequena curiosidade...
nasceu a oportunidade...
Inesquecíveis as breves horas em que te olhei nos olhos...
a magnífica doçura do teu olhar...
a sinceridade que os teus olhos mostraram...
como é/foi possível?!...
Na vida nem tudo explicamos...
apenas devemos mesmo viver...
quis a vida um dia a vida dar-te a conhecer!...
permitir que te pudesse ver...
em poucos olhares descobrir-te...
querer conhecer-te mais...
As maravilhas que a felicidade reserva para nós...
cabe a cada um descobri-las...
vive-las... senti-las...
especialmente para ti dedico estas breves palavras...
pouco podem dizer...
mas muito significam...
especialmente para ti...

Especialmente para ti...


Distante vai o dia em que as nossas linhas se cruzaram...
como que por acaso breves palavras trocámos...
escolhidas a dedo quase sem sabermos o que diziam...
de uma pequena curiosidade...
nasceu a oportunidade...
Inesquecíveis as breves horas em que te olhei nos olhos...
a magnífica doçura do teu olhar...
a sinceridade que os teus olhos mostraram...
como é/foi possível?!...
Na vida nem tudo explicamos...
apenas devemos mesmo viver...
quis a vida um dia a vida dar-te a conhecer!...
permitir que te pudesse ver...
em poucos olhares descobrir-te...
querer conhecer-te mais...
As maravilhas que a felicidade reserva para nós...
cabe a cada um descobri-las...
vive-las... senti-las...
especialmente para ti dedico estas breves palavras...
pouco podem dizer...
mas muito significam...
especialmente para ti...

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Muse...


Muito bom de se ouvir... sons novos aqui pelo blog... vou ouvindo sugestões, pois há que reconhecer muita da minha falta de cultura musical... espero que apreciem!...

Muse...


Muito bom de se ouvir... sons novos aqui pelo blog... vou ouvindo sugestões, pois há que reconhecer muita da minha falta de cultura musical... espero que apreciem!...

terça-feira, 4 de maio de 2010

Díficil...


Hoje escrevo...
Hoje paro no tempo...
Hoje decido que é tempo de deixar o tempo passar...
Hoje não queria escrever...
Hoje há muito para dizer...
Sou homem que escreve...
Um homem que sente...
Um homem que vive...
Hoje é difícil recordar este dia!...
Difícil pensar no que a vida me deu a viver...
É bom recordar o que na vida conquistei...
A que na vida amei...
Paro...
Penso...
Sinto...
Vivo!...
Hoje é difícil...

Díficil...


Hoje escrevo...
Hoje paro no tempo...
Hoje decido que é tempo de deixar o tempo passar...
Hoje não queria escrever...
Hoje há muito para dizer...
Sou homem que escreve...
Um homem que sente...
Um homem que vive...
Hoje é difícil recordar este dia!...
Difícil pensar no que a vida me deu a viver...
É bom recordar o que na vida conquistei...
A que na vida amei...
Paro...
Penso...
Sinto...
Vivo!...
Hoje é difícil...

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Clã...


Sim... o amor é vão... somos plenos quando amamos e somos amados... sentimos vazios... à espera de novo amor que nos preencha quando não amamos... o amor é vão... não há o que dure para sempre... na vida tudo tem um fim... há que estar mesmo preparado para os finais... e para o passo que a seguir é preciso dar! Por isso deixemos os turbilhões sacudirem o nosso coração!...

Clã...


Sim... o amor é vão... somos plenos quando amamos e somos amados... sentimos vazios... à espera de novo amor que nos preencha quando não amamos... o amor é vão... não há o que dure para sempre... na vida tudo tem um fim... há que estar mesmo preparado para os finais... e para o passo que a seguir é preciso dar! Por isso deixemos os turbilhões sacudirem o nosso coração!...

domingo, 2 de maio de 2010

Dia da Mãe...




Mãe...
Palavra tão singela e de tanto amor carregada...
Três simples letras do mais simples que o mundo tem...
Obrigado Mãe!
Pelo abrigo que em ti encontrei...
Pelo conforto e protecção que sempre me dás...
Sim mãe...
Mesmo que longe sinto o amparo do teu cuidado...
A mãe estendida para me dar força...
Mãe apenas há uma...
Aquela que nos transportou...
Nos alimentou...
Nos castigou...
Tudo necessário a que hoje sejamos quem somos...
Mãe...
A ti o devo...
E a ti o agradeço...
Obrigado mãe!

Dia da Mãe...




Mãe...
Palavra tão singela e de tanto amor carregada...
Três simples letras do mais simples que o mundo tem...
Obrigado Mãe!
Pelo abrigo que em ti encontrei...
Pelo conforto e protecção que sempre me dás...
Sim mãe...
Mesmo que longe sinto o amparo do teu cuidado...
A mãe estendida para me dar força...
Mãe apenas há uma...
Aquela que nos transportou...
Nos alimentou...
Nos castigou...
Tudo necessário a que hoje sejamos quem somos...
Mãe...
A ti o devo...
E a ti o agradeço...
Obrigado mãe!

sábado, 1 de maio de 2010

Queen...


Ouçam a voz de alguém para quem Amar era o mais importante na vida, e que pela letra da música, ou nunca amou verdadeiramente ou perdeu um grande amor... alguém com quem nunca mais partilhar esse amor... meditem numa letra fantástica... um som e registo extraordinário!...

Queen...


Ouçam a voz de alguém para quem Amar era o mais importante na vida, e que pela letra da música, ou nunca amou verdadeiramente ou perdeu um grande amor... alguém com quem nunca mais partilhar esse amor... meditem numa letra fantástica... um som e registo extraordinário!...