segunda-feira, 10 de maio de 2010

Fim do blog...



O Fim do Blog.

Este é o assunto que mais tem ocupado o meu pensamento nos últimos dias. Adoro escrever e é com muita mágoa que equaciono acabar com este projecto. Contudo, quando há quem se divirta a estragar a vida às outras pessoas, não posso ficar indiferente. Se o alvo dos ataques fosse apenas eu, muito bem eu aguentaria e suportaria toda a calúnia e difamação de que tenho sido alvo. Mas a verdade é que começa a envolver outras pessoas, algumas que me são muito queridas e especiais. Não posso tolerar que tal aconteça sem que tome algumas medidas que possam garantir de alguma forma a segurança de quem gosta de ler e comentar o que lê aqui no blog.

Escrevo em espaço aberto e faço-o pelo gosto e prazer que tenho pela escrita. Os temas abordados são na sua maioria de minha escolha, havendo alguns dedicados e outros sugeridos por quem me contacta para tal. Não escrevo com intenção de ferir ou conquistar ninguém. Escrevo pelo prazer que a escrita me dá e também com o intuito de quem lê poder recordar naquelas palavras um pouco da sua vida. Não sou vidente, não sou entendido em assunto nenhum, não sou mais do que uma simples pessoa e escrevo enquanto tal. Desde muito cedo houve quem me apelidasse de poeta, algo que para mim não faz sentido e se torna irrelevante, gosto de escrever e escrevo pelo prazer que me dá, e nada mais do que isso.

Dentro do blog têm surgido comentários infundados, pelo menos no meu ponto de vista, mas e sempre seguindo os meus princípios, respeito quem não partilha da mesma opinião que eu. O que não posso tolerar são calúnias e injúrias ditas à boca cheia por quem se esconde atrás de uma identidade irreal. Não sou perfeito, e aliás nunca aspirei a ser, pois acredito que a nossa imperfeição é que nos faz únicos no Mundo. Não sou nem nunca tencionei ser superior a quem quer que fosse. Digo mais uma vez, não posso aceitar que terceiros difamem a minha pessoa com irrealidades e que as publiquem ou enviem para outras pessoas. 

Pensei e muito em terminar este projecto. Penso que seria o que essas pessoas mais gostariam de ver. Como tal não posso permitir que consigam esses objectivos. Gostava de lançar um repto a todos os que visitam regularmente este blog: estou neste momento a reunir provas para processar judicialmente quem está a difamar a minha pessoa, e para tal gostaria de contar com o contributo de todos os que me possam ajudar. Já tenho na minha posse alguns dados mas segundo as autoridades judiciais preciso de algo mais, por isso quem tiver email´s estranhos e que falem sobre este blog ou sobre a minha pessoa gostaria que colaborassem e os enviassem para mim. Obrigado a todos!

O Blog não vai morrer! Junto com alguns amigos que percebem mais de informática que eu estou a tentar desenvolver a defesa do blog para evitar que essas pessoas consigam o mail ou outras informações privadas de quem visita o Blog.

O blog irá manter-se fiel ao princípio que sempre o guiou. Escrevo pelo prazer da escrita, podendo repetir temas, repetir imagens, mas sempre e apenas pelo prazer de escrever e não pela perseguição de outros objectivos, ou tentativas de conquistas pessoas através deles. Escrevo para que as pessoas se possam rever nas palavras publicadas, ou não! Para que possam expressar o que sentem sobre o que é escrito, mesmo que não tenha qualquer conotação com a realidade. É um blog de livre expressão como sempre o foi em que todos têm resposta, apenas se rejeitam comentários injuriosos e infundados.

A Cidade dos Anjos, agradece a todos os que colaboram com o autor, seja na sugestão de temas, seja na indicação de músicas. Aqui me confesso um inculto musical.
Sem outros assuntos de momento despeço-me atenciosamente,

Caroteno

5 comentários:

Angel disse...

Nossa, escrevi o comentário, fui postar, e deu erro... Vamos lá novamente:

Eu havia dito que também recebi comentários absurdos no começo, ofensivos até. Foi então que comecei a moderar os comentários, e nunca mais recebi algo assim. Não queria que fosse assim, preferia que meus amigos pudessem deixar sua opinião tranquilamente, sem que eu precisasse checar cada comentário antes, mas, eu sei que eles entendem, porque é um sinal de respeito meu para com eles. Você melhor que ninguém sabe de seus sentimentos e pensamentos, e sempre haverá algum comentário um tanto chato. Então, se mesmo depois de moderar você continuar recebendo comentários ofensivos, tente ignorá-los. É assim na vida, tente fazer assim no blog também... E no mais, o anonimato não esconde ninguém, e falta derespeito pode muito bem ser descoberta e punida.

Minha opinião, tá? É que acho injusto termos que abandonar algo que nos faz bem por pessoas que não valem a pena...

Abraço.

cristina disse...

olà
Nós dois sabemos..
Não gostei, do que li em muitos comentarios...mas também não gostei de ler o fim do blogg...compreendo...mas não consigo aceitar...

Concordo inteiramente com que a Angel disse..e acho que poderias aceitar a sugestão de " checar" os comentários..

beijo

Caroteno disse...

Obrigado pelo apoio.

Estou a zelar pela segurança do blog. Neste momento retirei a caixa de chat! Estou em colaboração com alguém que percebe mais de informática à procura de soluções de segurança para todos os que visitam o blog pelo interesse no que está escrito e não pelo mal dizer. E para já novos comentários apenas são aceites depois de moderados por mim. Obrigado pelas sugestões!

Muito Obrigado por tudo, beijo e abraço...

António Luís disse...

Caro Amigo!
Boa e acertada decisão a de NÃO acabar com o CDA!
O que os teus "críticos" querem é calar-te. Seria um erro que lhes fizesses a vontade!
A dor de cotovelo ou de chifre é lixada!
Em frente, companheiro!
Cá me tens como leitor, como sempre tiveste desde os primeiros tempos do CDA.

Abraço.

Caroteno disse...

António,

Grande amigo, obrigado pelo apoio manifestado. Acredita que a ideia de acabar com o CDA não foi para fugir as esses "críticos" mas apenas uma forma de tentar proteger as pessoas que gostam de visitar a CDA e de ler o que nela se publicam. São inocentes em algo que parece uma "guerra de palavras" que não sei quais os objectivos de quem as alimenta.

Obrigado por tudo.
Um grande abraço.