quarta-feira, 23 de junho de 2010

Saudade...



Quando a saudade é demais...
Não cabe no peito...
Escorre pelos olhos...
Quando a saudade é demais...
Não cabe no peito...
As palavras ficam presas...
Quando a saudade é demais...
Não cabe no peito...
Apenas apetece ficar a observar o mar...
Quando a saudade é demais...
Não cabe no peito...
Sentimos na pele a ausência demorada...
Quando a saudade é demais...
Não cabe no peito...
E aperta-nos quase ao ponto de sufocar...
Quando a saudade é demais...
Não cabe no peito...
Pelo menos até que ele expluda!...

2 comentários:

alegna disse...

Como já te disse,..temos de ser positivos! a saudade sim, sufoca-nos, mata-nos lentamente e dolorosamente, para que isso não aconteça temos de fazer os possiveis para ser mais fortes que a saudade! Buscar forças onde elas possam existir para que vençamos a saudade! Vencer a saudade não quer dizer que não deixemos de gostar da pessoa de quem estamos longe, mas sim o contrario, quer dizer que nos mantemos vivos à espera que essa pessoa volte! Nao existe maior conquista que essa!

;) Abraço

Caroteno disse...

A saudade diz-nos que estamos vivos... mostra-nos que somos frágeis e que temos sentimentos... Eu não deixo de ser positivo, sei muito bem que para a frente é que avançamos... os sentimentos fazem parte de nós... e não os podemos recusar!...

Abraço