segunda-feira, 19 de julho de 2010

Ponto de Luz...



Escondo o rosto das sombras que me rodeiam...
Busco o raio de sol que à luz me conduz...
Olhos fixos nesse pequeno brilho...
Mãos abertas prontas a poder abraça-lo...
Mãos despidas...
Apenas tatuadas por ti...
Apenas tu nelas resides a tempo inteiro...
Abro as mãos e mostro o teu rosto ao mundo...
Ninguém te vê mas eu sei que tu lá estás...
Tatuaste o teu rosto nelas...
E com verdade vincaste bem forte essa tatuagem...
O ponto de luz brilha...
De um pequeno e minúsculo ponto...
Abre-se uma janela que quase me faz fechar os olhos...
Essa luz que me ilumina e me mostra...
Me faz brilhar fruto da sua essência...
É desta luz que me revisto...
Nela cresço e amadureço...
Por ela busco a verdade e a felicidade...
Ponto de luz que me iluminas...
E fazes brilhar!...

Sem comentários: