sábado, 28 de agosto de 2010

Ausência...


 
A ausência...
A falta de...
Sinto a falta de escrever...
A falta de fluir através das palavras...
Lavar a alma a cada linha...
Viver a alegria em cada texto...
A ausência deixa saudade...
Saudade de deixar os outros a pensar...
Sentir que as palavras os tocam...
Despertar os sentimentos...
Alimentar as ilusões...
Reviver as realidades...
Sinto-me ausente...
Sinto...
Sinto a falta das tuas cores...
Da vida onde todos somos actores...
A ausência...
A tua ausência faz-me sentir triste...
Num vazio quase sem fundo...
Onde nem as palavras me conseguem agarrar...
Ficou uma ausência tão grande...
Ficou a ausência...
A tua ausência!...

Sem comentários: