terça-feira, 10 de agosto de 2010

Noite...



Oh noite que vais tão alta...
Com tuas estrelas a iluminar-me...
Sinto a tua frescura tocar-me o rosto...
Os teus braços de escuridão envolver-me...
Noite que me confortas dia após dia...
Com o teu silêncio escutas a minha dor...
Com as tuas horas me aconchegas...
Noite escura...
Iluminada por ti...
Tu fonte de inveja das estrelas...
Tu lua que no alto brilhas...
E com teu brilho...
Iluminas os meus passos...
Até onde me guias tu noite?!...
Para onde me orientas...
Onde queres encontrar-me outra vez?...
Noite...

Sem comentários: