segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Terminou...



E tudo terminou...
Sem que fosse possível prever...
Sem que fosse possível saber...
Tudo terminou...
Mesmo não sabendo o que te assustou...
Apenas sentindo o muito que custou...
Aceito que seja tempo de te deixar voar...
E onde apenas posso observar...
E nos sonhos viajar...
Até ao lugar onde tu estás...
E onde não mais te poderei alcançar!
Porque mesmo sem saber...
Tudo terminou!...

Sem comentários: