sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Passado...




Aquele que lá longe devia ficar...
O que vezes sem conta entra na nossa memória...
O passado...
Um pequeno filme da nossa vida...
Que observamos vezes sem conta...
Um filme sem novas gravações...
Apenas observável!...
Sofremos com o passado...
Aprendemos com o mesmo...
O passado...
Não é mais que a porta para o futuro...
O novo edifício que se ergue a cada novo dia...
Somos pequenos no passado que já vivemos...
Por vezes prisioneiros...
Outras aprendizes...
Que tipo de passado temos?!...
Que relação temos com ele!?...
O passado de uma pessoa...
A forma como nele se retrata...
São o espelho do nosso interior...
O passado...
A porta do futuro...
A escola onde tudo se aprende...
Onde tudo se vive...
Até que de novo se viva!...

1 comentário:

alegna disse...

Ola Caroteno!
Continuam a ser lindos os teus poemas, e a fazerem reflectir sobre a vida!
Neste, bem que dizes que por vezes somos prisioneiros do passado, as vezes até demais e por isso não conseguimos olhar para o nosso futuro ou viver como deve de ser o nosso presente! Perdemos preciosos momentos do nosso presente porque continuamos amarrados ao passado. Mas também existe outra vertente, em que aprendemos tanto com o passado, ficamos tão traumatizados com ele que também, mesmo assim, não conseguimos viver o nosso presente, ou....não conseguimos abrir o nosso coração...
isto, porque de uma maneira ou de outra continuamos a pensar demasiado no passado, e quando ele passou e ja nada se pode fazer...
Portanto, devemos é tentar esquecer a parte do passado que nos magoou e pelo menos viver o presente, para que o futuro seja mais alegre para nós!

Abraço ;)