terça-feira, 30 de novembro de 2010

Abraço...



Abraço o teu corpo desnudado...
Sinto o teu calor queimar a minha pele...
Não me afasto... 
Quero arder nesse calor...
Sentir os lábios secar de prazer...
O corpo arquear de desejo...
Abro o meu coração para ti...
Sinto-te entrar nele...
Acendes de novo a chama do amor...
Quero-te...
Desejo-te...
Provar o teu néctar...
Beber do teu cálice...
Embebedar-me no teu amor...
Deixar os nossos corpos libertos de pudor...
E simplesmente viver a vida com este calor...
Que me faz viver...
Me leva a sentir...
E me faz pedir...
Que amanhã sinta de novo o teu calor...
A tua chama descontrolar a minha...
Que perca o controlo e sejamos descontrolados!...
No calor do nosso abraço...
Sinto o desejo...
A vontade...
De contigo caminhar...
Seguindo trilho nunca antes traçado...
Apenas dando a cada dia um novo passo!...

Sem comentários: