sábado, 31 de dezembro de 2011

2011...


Um ano bem difícil este 2011. O blog acabou por se ressentir disso mesmo. Ainda bem que este 2011 está a terminar, venha de lá esse 2012 para que possa fazer dele um ano melhor.
Lembrem-se um ano é bom ou mau dependendo do que vocês fazem com ele, por isso sejam felizes... façam alguém feliz... e vão ver que terão um grande 2012, mesmo com crise, troika e todas essas coisas que não interessam!

FELIZ 2012

2011...


Um ano bem difícil este 2011. O blog acabou por se ressentir disso mesmo. Ainda bem que este 2011 está a terminar, venha de lá esse 2012 para que possa fazer dele um ano melhor.
Lembrem-se um ano é bom ou mau dependendo do que vocês fazem com ele, por isso sejam felizes... façam alguém feliz... e vão ver que terão um grande 2012, mesmo com crise, troika e todas essas coisas que não interessam!

FELIZ 2012

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Acreditar...



Eu acredito...
Que o céu é alcançável...
Que o horizonte de ontem...
Se torna o presente de hoje...
Eu acredito que sou um pássaro livre...
Voando para os teus braços...
Tu acreditas...
Que a felicidade reside em nós...
Que o passado é o ontem que já passou...
Onde aprendemos a viver...
E não ficamos prisioneiros dele!...
Nós acreditamos...
Que as nossas linhas se cruzaram...
As nossas palavras bailaram...
Livremente ao som do bater do coração...
Pouco importando se os outros acreditam...
Vivemos o que somos...
Somos o que conseguimos viver...
Eu acredito e tu acreditas...
Tu o que precisamos para juntos estarmos...
Para em conjunto vivermos!... 

Acreditar...



Eu acredito...
Que o céu é alcançável...
Que o horizonte de ontem...
Se torna o presente de hoje...
Eu acredito que sou um pássaro livre...
Voando para os teus braços...
Tu acreditas...
Que a felicidade reside em nós...
Que o passado é o ontem que já passou...
Onde aprendemos a viver...
E não ficamos prisioneiros dele!...
Nós acreditamos...
Que as nossas linhas se cruzaram...
As nossas palavras bailaram...
Livremente ao som do bater do coração...
Pouco importando se os outros acreditam...
Vivemos o que somos...
Somos o que conseguimos viver...
Eu acredito e tu acreditas...
Tu o que precisamos para juntos estarmos...
Para em conjunto vivermos!... 

sábado, 24 de dezembro de 2011

Para ti...


Neste tempo de dar e receber...
Não tenho muito para dar...
E também não peço muito para receber...
Neste Natal que estar a chegar...
Tudo o que quero... És tu!...
E a ti me dou...
Sem embrulho ou laçarote...
Entrego-te tudo o que sou...
Quero-te na minha vida sempre presente...
Com todas as alegrias que partilhamos...
Viajando sem destino marcado...
Neste Natal entrego-te o meu coração...
Ele que bate por ti...
Para ti apenas posso dizer breves palavras...
Eu Adoro-te!...
E neste Natal tudo o que quero...
És tu!

Para ti...


Neste tempo de dar e receber...
Não tenho muito para dar...
E também não peço muito para receber...
Neste Natal que estar a chegar...
Tudo o que quero... És tu!...
E a ti me dou...
Sem embrulho ou laçarote...
Entrego-te tudo o que sou...
Quero-te na minha vida sempre presente...
Com todas as alegrias que partilhamos...
Viajando sem destino marcado...
Neste Natal entrego-te o meu coração...
Ele que bate por ti...
Para ti apenas posso dizer breves palavras...
Eu Adoro-te!...
E neste Natal tudo o que quero...
És tu!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Feliz Natal...

A cidade dos anjos, na pessoa do seu autor deseja a todos os que nos visitam e lêem um Santo e Feliz Natal. Muita paz e alegria para todos. Um bom 2012 que se aproxima.






FELIZ NATAL

Feliz Natal...

A cidade dos anjos, na pessoa do seu autor deseja a todos os que nos visitam e lêem um Santo e Feliz Natal. Muita paz e alegria para todos. Um bom 2012 que se aproxima.






FELIZ NATAL

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Faz-me...



Toca-me como a tua pele macia e delicada...
Faz-me sentir-te em mim...
Eleva-me bem alto envolvido em tuas asas...
Por mais dura que seja a viagem...
Por mais longa que seja a estrada...
É em ti que quero sentir-me viver...
Em mim te quero envolver...
Entregar-me o meu coração...
Ele que só a ti pertence e quer ser entregue!...
Faz-me sonhador...
Dá-me as asas de um planador...
Quero pairar nos céus tocando o teu olhar...
Faz-me arrepiar a pele com o teu delicado toque...
Quero-te aqui e agora...
No ontem que nunca foi passado mais sim presente...
No hoje que é neste preciso momento...
No futuro que será o nosso presente...
Toca-me... 
Eleva-me...
Faz-me sentir-te de novo como só tu o sabes fazer...
Em ti o meu coração está entregue...
Em ti ele tem a sua morada!...

Faz-me...



Toca-me como a tua pele macia e delicada...
Faz-me sentir-te em mim...
Eleva-me bem alto envolvido em tuas asas...
Por mais dura que seja a viagem...
Por mais longa que seja a estrada...
É em ti que quero sentir-me viver...
Em mim te quero envolver...
Entregar-me o meu coração...
Ele que só a ti pertence e quer ser entregue!...
Faz-me sonhador...
Dá-me as asas de um planador...
Quero pairar nos céus tocando o teu olhar...
Faz-me arrepiar a pele com o teu delicado toque...
Quero-te aqui e agora...
No ontem que nunca foi passado mais sim presente...
No hoje que é neste preciso momento...
No futuro que será o nosso presente...
Toca-me... 
Eleva-me...
Faz-me sentir-te de novo como só tu o sabes fazer...
Em ti o meu coração está entregue...
Em ti ele tem a sua morada!...

sábado, 10 de dezembro de 2011

Basta...



O tempo de caminhar passou...
Nos pensamentos me fui afundando...
Chega de querer viver o que o tempo levou...
A realidade é o que está mesmo acontecendo...
Hoje decidi que é tempo de dizer basta!...
Ao acordar senti que era tempo de fechar portas...
Fazer da minha estrada a viagem...
Sinto as mãos mais pesadas...
A escrita não flui como dantes...
O tempo não é de parar...
Mas sim de aos céus em breve voltar...
Hoje volto ao ser livre...
Volto a sentir as gotas de chuva no rosto...
O raio de sol a iluminar-me os pés...
E, neste amanhecer para a vida...
Não sei mais se te quero...
Muito pouco ou mesmo nada...
Sei apenas que é tempo de dizer basta!
Em tempos fomos dois pássaros livres...
Voando pelos céus...
Hoje não quero pensar...
Apenas erguer as asas e voar!...

Basta...



O tempo de caminhar passou...
Nos pensamentos me fui afundando...
Chega de querer viver o que o tempo levou...
A realidade é o que está mesmo acontecendo...
Hoje decidi que é tempo de dizer basta!...
Ao acordar senti que era tempo de fechar portas...
Fazer da minha estrada a viagem...
Sinto as mãos mais pesadas...
A escrita não flui como dantes...
O tempo não é de parar...
Mas sim de aos céus em breve voltar...
Hoje volto ao ser livre...
Volto a sentir as gotas de chuva no rosto...
O raio de sol a iluminar-me os pés...
E, neste amanhecer para a vida...
Não sei mais se te quero...
Muito pouco ou mesmo nada...
Sei apenas que é tempo de dizer basta!
Em tempos fomos dois pássaros livres...
Voando pelos céus...
Hoje não quero pensar...
Apenas erguer as asas e voar!...

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Dor...



Dor latente...
Estímulo inverso que dilacera e destrói o pensamento...
Destroçando e consumindo o corpo em agonia...
Dor presente...
A ausência de ter a meu lado...
Vendo-te a olhar para mim...
Senti que estaria apaixonado...
Mas não consigo viver assim!...
A dor que provoca...
Tal aperto no meu peito...
Tão fina e precisa...
Que se entranha dentro de mim...
A dor que me faz erguer...
Abrir os olhos e conseguir ver...
Que o que sou quero viver...
Nem que para isso tenha que te esquecer!...

Dor...



Dor latente...
Estímulo inverso que dilacera e destrói o pensamento...
Destroçando e consumindo o corpo em agonia...
Dor presente...
A ausência de ter a meu lado...
Vendo-te a olhar para mim...
Senti que estaria apaixonado...
Mas não consigo viver assim!...
A dor que provoca...
Tal aperto no meu peito...
Tão fina e precisa...
Que se entranha dentro de mim...
A dor que me faz erguer...
Abrir os olhos e conseguir ver...
Que o que sou quero viver...
Nem que para isso tenha que te esquecer!...

domingo, 4 de dezembro de 2011

Quero-te...



Preciso de ti...
Preciso do teu amor...
Hoje e sempre...
Agora e mais do que nunca...
Quero-te perto de mim...
Alcance de te poder tocar...
Conseguir alcançar a tua pele...
Quero sentir o nosso perfume...
Emanando dos nossos corpos...
Quero poder sussurrar-te no ouvido...
De forma bem doce e baixinha...
Eu amo-te!...
Quero-te bem próxima de mim...
Poder abraçar-te e sentir o teu calor...
Olhos nos olhos leres o meu coração...
Nele reconheceres o teu... o nosso amor!...
Quero-te tanto...
Como as aves liberdade...
Quero o teu beijo...
O teu abraço...
O teu sorriso...
O teu amor!...
Quero-te...
Ontem...
Hoje...
E sempre!...

Quero-te...



Preciso de ti...
Preciso do teu amor...
Hoje e sempre...
Agora e mais do que nunca...
Quero-te perto de mim...
Alcance de te poder tocar...
Conseguir alcançar a tua pele...
Quero sentir o nosso perfume...
Emanando dos nossos corpos...
Quero poder sussurrar-te no ouvido...
De forma bem doce e baixinha...
Eu amo-te!...
Quero-te bem próxima de mim...
Poder abraçar-te e sentir o teu calor...
Olhos nos olhos leres o meu coração...
Nele reconheceres o teu... o nosso amor!...
Quero-te tanto...
Como as aves liberdade...
Quero o teu beijo...
O teu abraço...
O teu sorriso...
O teu amor!...
Quero-te...
Ontem...
Hoje...
E sempre!...

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

A minha vida...



Eu quero pintar...
A minha vida de todas as cores...
Deixar de lado as sombras...
Colorir toda a tela do amor...
Quero o azul sempre presente....
O céu e o mar...
O princípio e o fim...
O alto e o profundo do meu ser...
Abraço o verde...
Dos campos que me envolvem...
Da esperança que me anima e faz viver...
Do meu mais secreto querer!...
Desejo o vermelho...
O fogo da paixão...
A chama que me aquece e consome...
A cor vida dos teus doces lábios!...
O branco da paz e da alegria...
Da tranquilidade e da transparência...
O preto da viagem...
Conduzindo-me até aos teus braços...
Nesta tela em que pinto...
Te quero pintar...
E em ti me anseio tatuar...
Sinto-me em mim como o ar que respiro...
Procuro por ti como o peixe que se sente fora de água...
Tu és a minha vida!
Que quero pintar com todas as cores...

A minha vida...



Eu quero pintar...
A minha vida de todas as cores...
Deixar de lado as sombras...
Colorir toda a tela do amor...
Quero o azul sempre presente....
O céu e o mar...
O princípio e o fim...
O alto e o profundo do meu ser...
Abraço o verde...
Dos campos que me envolvem...
Da esperança que me anima e faz viver...
Do meu mais secreto querer!...
Desejo o vermelho...
O fogo da paixão...
A chama que me aquece e consome...
A cor vida dos teus doces lábios!...
O branco da paz e da alegria...
Da tranquilidade e da transparência...
O preto da viagem...
Conduzindo-me até aos teus braços...
Nesta tela em que pinto...
Te quero pintar...
E em ti me anseio tatuar...
Sinto-me em mim como o ar que respiro...
Procuro por ti como o peixe que se sente fora de água...
Tu és a minha vida!
Que quero pintar com todas as cores...

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Perfeição...



O mundo lá fora podia parar de girar!...
Eu nos teus braços continuaria a voar...
O tempo podia continuar a fugir...
Que contigo ficaria a sorrir!...
O tempo para o mundo desaparece...
Tudo à nossa volta deixa de existir...
O nosso mundo tão grande...
Estico a mão e consigo tocar-lhe...
Alcanço a perfeição...
Não está nas coisas mais belas do mundo!...
Está sim nos momentos que partilhamos...
Nas viagens que fazemos...
A minha perfeição está em ti...
Pois tu és quem torna o meu mundo perfeito...
Consegues que ele fique mais bonito...
O brilho do teu olhar...
A doçura do teu sorriso...
A suavidade da tua pele...
Em ti o mundo é perfeito...
Tu o tornas tão belo e único!...

Perfeição...



O mundo lá fora podia parar de girar!...
Eu nos teus braços continuaria a voar...
O tempo podia continuar a fugir...
Que contigo ficaria a sorrir!...
O tempo para o mundo desaparece...
Tudo à nossa volta deixa de existir...
O nosso mundo tão grande...
Estico a mão e consigo tocar-lhe...
Alcanço a perfeição...
Não está nas coisas mais belas do mundo!...
Está sim nos momentos que partilhamos...
Nas viagens que fazemos...
A minha perfeição está em ti...
Pois tu és quem torna o meu mundo perfeito...
Consegues que ele fique mais bonito...
O brilho do teu olhar...
A doçura do teu sorriso...
A suavidade da tua pele...
Em ti o mundo é perfeito...
Tu o tornas tão belo e único!...

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Prazer...


Esta noite quero voar...
Quero sentir-te presente em mim...
Ouvir-te junto ao ouvido a sussurrar...
Sentir o teu respirar...
Esta noite quero seduzir-te com o olhar...
As minhas mãos em teu corpo deslizar...
Tua pele quente e macia sentir...
Esta noite a ti me quero entregar!...
Vem esta noite...
Em meu corpo visitar-me...
Voa comigo meu anjo alado...
Sente como a ti me entrego...
A ti me dou...
E em ti me sinto viver!...
Esta noite quero-te...
O prazer de te sentir...
A vontade de te amar!...

Prazer...


Esta noite quero voar...
Quero sentir-te presente em mim...
Ouvir-te junto ao ouvido a sussurrar...
Sentir o teu respirar...
Esta noite quero seduzir-te com o olhar...
As minhas mãos em teu corpo deslizar...
Tua pele quente e macia sentir...
Esta noite a ti me quero entregar!...
Vem esta noite...
Em meu corpo visitar-me...
Voa comigo meu anjo alado...
Sente como a ti me entrego...
A ti me dou...
E em ti me sinto viver!...
Esta noite quero-te...
O prazer de te sentir...
A vontade de te amar!...

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Nas tuas mãos...



Nas tuas mãos...
Sinto o poder de poder voar...
A vontade imensa se viajar...
O desejo de em ti me encontrar!...
Nas tuas mãos...
Conheci a alegria de viver...
A força da inspiração para escrever...
O teu calor para me aquecer...
Nas tuas mãos...
Sou capaz de muito mais do que sentir...
Custa muito quando chega o momento de partir...
Tenho a alegria de estar sempre  sorrir...
Nas tuas mãos...
Entrego as minhas...
Para que de mãos dadas possamos viajar...
Erguer-nos nos céus e voar...
Nas tuas mãos...
Entrego o meu coração...
Sente o seu bater chamando por ti...
Nas tuas mãos...
Sinto a protecção...
Vivo o carinho e partilho o amor!...

Nas tuas mãos...



Nas tuas mãos...
Sinto o poder de poder voar...
A vontade imensa se viajar...
O desejo de em ti me encontrar!...
Nas tuas mãos...
Conheci a alegria de viver...
A força da inspiração para escrever...
O teu calor para me aquecer...
Nas tuas mãos...
Sou capaz de muito mais do que sentir...
Custa muito quando chega o momento de partir...
Tenho a alegria de estar sempre  sorrir...
Nas tuas mãos...
Entrego as minhas...
Para que de mãos dadas possamos viajar...
Erguer-nos nos céus e voar...
Nas tuas mãos...
Entrego o meu coração...
Sente o seu bater chamando por ti...
Nas tuas mãos...
Sinto a protecção...
Vivo o carinho e partilho o amor!...

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Sou teu...



Só tu entendes tudo aquilo que eu digo...
Tu que és o brilho que toca o meu olhar...
O sorriso que em mim reside...
Só tu sabes e conheces quem eu sou...
Tu que és o meu segredo mais profundo...
A minha fonte de alegria e sonhar...
Tu fazes parte de mim...
És a minha sombra e o meu guia...
O meu luar em plena luz do dia!...
A tua voz é o meu doce acordar...
A alegria que me faz rejubilar!...
Tu és diferente... 
Só tu me fazes olhar sempre em frente...
Tu que tens o que mais ninguém tem...
Tu és o meu mundo...
A minha fonte de poder e força...
Por isso junto do teu ouvido vou sussurrar...
Junto ao teu ouvido falando bem baixinho...
Eu sou teu...
Não sou de mais ninguém!...

Sou teu...



Só tu entendes tudo aquilo que eu digo...
Tu que és o brilho que toca o meu olhar...
O sorriso que em mim reside...
Só tu sabes e conheces quem eu sou...
Tu que és o meu segredo mais profundo...
A minha fonte de alegria e sonhar...
Tu fazes parte de mim...
És a minha sombra e o meu guia...
O meu luar em plena luz do dia!...
A tua voz é o meu doce acordar...
A alegria que me faz rejubilar!...
Tu és diferente... 
Só tu me fazes olhar sempre em frente...
Tu que tens o que mais ninguém tem...
Tu és o meu mundo...
A minha fonte de poder e força...
Por isso junto do teu ouvido vou sussurrar...
Junto ao teu ouvido falando bem baixinho...
Eu sou teu...
Não sou de mais ninguém!...

domingo, 23 de outubro de 2011

Eu e tu...


Eu e tu!...
Numa dança de palavras...
Eu leio das tuas palavras...
Tu lês as minhas entrelinhas...
Eu e tu!...
Somos o carvão e o lume...
Eu o carvão outrora morto...
Tu o lume que me incendeia e aquece...
Eu e tu!...
Numa imensidão para lá de nós...
Eu o extenso areal da praia...
Tu o oceano que me banha e acaricia...
Eu e tu...
Somos dois seres alados...
Nos céus nos cruzamos...
Para lá deles é para onde vamos!...

Eu e tu...


Eu e tu!...
Numa dança de palavras...
Eu leio das tuas palavras...
Tu lês as minhas entrelinhas...
Eu e tu!...
Somos o carvão e o lume...
Eu o carvão outrora morto...
Tu o lume que me incendeia e aquece...
Eu e tu!...
Numa imensidão para lá de nós...
Eu o extenso areal da praia...
Tu o oceano que me banha e acaricia...
Eu e tu...
Somos dois seres alados...
Nos céus nos cruzamos...
Para lá deles é para onde vamos!...