quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Desconhecido...




Entrei na tua vida como um desconhecido...
Sem dares conta fui conquistando o teu coração...
O meu a ti te entreguei... 
No conforto do teu... tu me acolheste...
De sorriso em sorriso...
De olhar em olhar...
Somos um do outro... 
Quase sem ninguém notar!... 
Desconhecida a intensidade deste amor...
O querer e o desejo contínuo...
O sonhar e nas asas do vento poder voar!...
O viver e as linhas do pensamento juntos percorrer...
Somos desconhecidos...
Mas um no outro nos encontramos...
Um no outro vivemos e sentimos...
Este ardor... esta chama... este calor!...

Sem comentários: