domingo, 10 de abril de 2011

Porque...



Porque te amo...
Não preciso dos porquês...
Sinto-o no meu peito...
E eu adoro o seu efeito...
Eu sou aquilo que no teu coração vês...
Olha bem dentro de ti...
Pois eu encontro no teu interior...
Como te sinto dentro do meu...
Porque é bom amar...
Leves nos sentimos...
Capazes de voar...
Libertos para poder sonhar!...
É bom amar-te porque me dás cor...
Me fazes viver e querer viver...
Sorrindo de bem com a vida...
Feliz contigo e sentindo a tua felicidade!...
Porque...
Não há porquês...
Há uma vida pela frente...
Um dia após outros...
Sorrindo ao ver-te dormir...
Tocando o teu cabelo antes de adormeceres!...
Numa conchinha bem apertada adormecemos...
E nossos corpos fundimos...
E neles viajamos!...

Porque...



Porque te amo...
Não preciso dos porquês...
Sinto-o no meu peito...
E eu adoro o seu efeito...
Eu sou aquilo que no teu coração vês...
Olha bem dentro de ti...
Pois eu encontro no teu interior...
Como te sinto dentro do meu...
Porque é bom amar...
Leves nos sentimos...
Capazes de voar...
Libertos para poder sonhar!...
É bom amar-te porque me dás cor...
Me fazes viver e querer viver...
Sorrindo de bem com a vida...
Feliz contigo e sentindo a tua felicidade!...
Porque...
Não há porquês...
Há uma vida pela frente...
Um dia após outros...
Sorrindo ao ver-te dormir...
Tocando o teu cabelo antes de adormeceres!...
Numa conchinha bem apertada adormecemos...
E nossos corpos fundimos...
E neles viajamos!...

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Desejo...



Quando no horizonte os meus olhos te contemplam...
Meu coração bate mais forte...
Acelera a um ritmo muito elevado...
Todas as minhas células anseiam tocar as tuas...
Cresce em mim o desejo de te poder tocar...
De poder o teu aroma inspirar...
De teus lábios poder beijar...
E neles beber desse néctar que me dá vida!...
Quando ao alcance de minhas mãos te encontras...
Quero a tua roupa rasgar...
Nossos corpos desnudar...
E deixar nossos sonhos nos comandar...
Quero a tua pele macia tactear...
E o teu corpo poder acariciar...
Quando os meus lábios te alcançam...
Sinto as chamas crescerem dentro de mim...
Sinto o sangue ferver...
E o desejo é mesmo difícil de descrever...
Quero sentir o teu calor...
O teu corpo arder junto do meu...
Quando penso em ti...
Meu corpo anseia o teu...
Nos meus sonhos te encontro...
E em teus braços quero mergulhar!...
E juntos podermos navegar...
Neste rio que vai desaguar no mar...
O mar do nosso amor...
Aquele que nos banha e alimenta nosso calor...
O calor de um desejo ardente...
Que apenas pode descrever quem sente...
O desejo de te ter...
De te ver...

Desejo...



Quando no horizonte os meus olhos te contemplam...
Meu coração bate mais forte...
Acelera a um ritmo muito elevado...
Todas as minhas células anseiam tocar as tuas...
Cresce em mim o desejo de te poder tocar...
De poder o teu aroma inspirar...
De teus lábios poder beijar...
E neles beber desse néctar que me dá vida!...
Quando ao alcance de minhas mãos te encontras...
Quero a tua roupa rasgar...
Nossos corpos desnudar...
E deixar nossos sonhos nos comandar...
Quero a tua pele macia tactear...
E o teu corpo poder acariciar...
Quando os meus lábios te alcançam...
Sinto as chamas crescerem dentro de mim...
Sinto o sangue ferver...
E o desejo é mesmo difícil de descrever...
Quero sentir o teu calor...
O teu corpo arder junto do meu...
Quando penso em ti...
Meu corpo anseia o teu...
Nos meus sonhos te encontro...
E em teus braços quero mergulhar!...
E juntos podermos navegar...
Neste rio que vai desaguar no mar...
O mar do nosso amor...
Aquele que nos banha e alimenta nosso calor...
O calor de um desejo ardente...
Que apenas pode descrever quem sente...
O desejo de te ter...
De te ver...

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Sussuro...



Vem nesta noite escura...
Encosta o teu rosto na minha almofada...
Deposita nela o doce murmúrio da tua voz...
Vocifera palavras delicadas e meigas...
Aconchega-me nos teus vocábulos...
Soletra nas estrelas o teu nome...
Vem nesta noite luminosa...
Brilhando dentro do meu peito...
Irradia a tua luz na noite escura...
Brilha para mim a luz dos teus lábios...
Arrepia-me a pele com o calor da tua voz...
Sussurra-me aquilo que quero ouvir...
Aquece e incendeia o meu coração...
E depois pega na minha mão...
Deita-me a meu lado e juntos viajaremos...
Indo longe... 
Onde ninguém nos irá encontrar...
Para lá do firmamento...
Numa viagem sem destino traçado...
Iremos onde o som do teu sussurro nos levar!...


Sussuro...



Vem nesta noite escura...
Encosta o teu rosto na minha almofada...
Deposita nela o doce murmúrio da tua voz...
Vocifera palavras delicadas e meigas...
Aconchega-me nos teus vocábulos...
Soletra nas estrelas o teu nome...
Vem nesta noite luminosa...
Brilhando dentro do meu peito...
Irradia a tua luz na noite escura...
Brilha para mim a luz dos teus lábios...
Arrepia-me a pele com o calor da tua voz...
Sussurra-me aquilo que quero ouvir...
Aquece e incendeia o meu coração...
E depois pega na minha mão...
Deita-me a meu lado e juntos viajaremos...
Indo longe... 
Onde ninguém nos irá encontrar...
Para lá do firmamento...
Numa viagem sem destino traçado...
Iremos onde o som do teu sussurro nos levar!...