domingo, 10 de abril de 2011

Porque...



Porque te amo...
Não preciso dos porquês...
Sinto-o no meu peito...
E eu adoro o seu efeito...
Eu sou aquilo que no teu coração vês...
Olha bem dentro de ti...
Pois eu encontro no teu interior...
Como te sinto dentro do meu...
Porque é bom amar...
Leves nos sentimos...
Capazes de voar...
Libertos para poder sonhar!...
É bom amar-te porque me dás cor...
Me fazes viver e querer viver...
Sorrindo de bem com a vida...
Feliz contigo e sentindo a tua felicidade!...
Porque...
Não há porquês...
Há uma vida pela frente...
Um dia após outros...
Sorrindo ao ver-te dormir...
Tocando o teu cabelo antes de adormeceres!...
Numa conchinha bem apertada adormecemos...
E nossos corpos fundimos...
E neles viajamos!...

Sem comentários: