sábado, 24 de setembro de 2011

Trilhos...



Tenho vontade de te ter a meu lado...
Olhando-te nos olhos...
Sorrindo para mim...
Com esse sorriso que me aquece o coração...
Que faz ferver o mais profundo de mim...
Pé ante pé percorro este trilho...
Outrora duro e tumultuoso...
Hoje sereno e doce!...
Olho para o lado e vejo-te aqui comigo...
Sei que o nosso amor não vai morrer...
Que se os nossos trilhos se cruzaram um dia...
Hoje são o caminho seguro...
Que quero contigo poder sempre viajar!...
Sinto que a cada passo que marcamos no chão...
Te conheço...
Em cada gesto perdido...
Sinto-te igual a mim...
Tenho-te tatuada em mim...
Juntos trilhos viajaremos!...
Muito felizes como o que somos e temos!...

Trilhos...



Tenho vontade de te ter a meu lado...
Olhando-te nos olhos...
Sorrindo para mim...
Com esse sorriso que me aquece o coração...
Que faz ferver o mais profundo de mim...
Pé ante pé percorro este trilho...
Outrora duro e tumultuoso...
Hoje sereno e doce!...
Olho para o lado e vejo-te aqui comigo...
Sei que o nosso amor não vai morrer...
Que se os nossos trilhos se cruzaram um dia...
Hoje são o caminho seguro...
Que quero contigo poder sempre viajar!...
Sinto que a cada passo que marcamos no chão...
Te conheço...
Em cada gesto perdido...
Sinto-te igual a mim...
Tenho-te tatuada em mim...
Juntos trilhos viajaremos!...
Muito felizes como o que somos e temos!...

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Simplicidade...



Na simplicidade das minhas palavras...
Tu viajaste...
E nas suas entrelinhas me encontraste...
Palavras simples e directas...
Humildes e sinceras...
Na simplicidade do teu sorriso...
Registei a tua imagem no meu interior...
Na palma da minha mão pintaste o teu rosto...
Esculpido com muito amor...
Na simplicidade que te reveste...
Eu fiquei seduzido...
Por ela me senti atraído...
Na simplicidade do teu olhar...
Senti o desejo de mergulhar...
Por ele me senti a cada dia apaixonar...
Na simplicidade que somos...
Foi possível conhecer-nos...
Na simplicidade vivemos...
E nela somos felizes!...


Simplicidade...



Na simplicidade das minhas palavras...
Tu viajaste...
E nas suas entrelinhas me encontraste...
Palavras simples e directas...
Humildes e sinceras...
Na simplicidade do teu sorriso...
Registei a tua imagem no meu interior...
Na palma da minha mão pintaste o teu rosto...
Esculpido com muito amor...
Na simplicidade que te reveste...
Eu fiquei seduzido...
Por ela me senti atraído...
Na simplicidade do teu olhar...
Senti o desejo de mergulhar...
Por ele me senti a cada dia apaixonar...
Na simplicidade que somos...
Foi possível conhecer-nos...
Na simplicidade vivemos...
E nela somos felizes!...


quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Apetece-me...



Apetece-me aliciar o teu corpo contra o meu...
Sentir cada curva e saliência do teu corpo...
Encaixando de forma perfeita no meu...
Enfeitiçar-te com o meu olhar...
Ofuscando-te com o meu brilho...
Mostrando-te toda a sua profundidade...
Dançar descalço nos trajectos do teu corpo...
Percorrendo-te lentamente de forma sentir-te...
Tocando-te no mais profundo de ti...
Apetece-me ser teu debaixo deste céu...
Debaixo do olhar e do brilho das estrelas...
Onde não existem telhados nem paredes...
Não existem barreiras que nos possam travar...
Onde nos podemos amar e viver sem limites...
Com ou sem luar sentir os teus beijos...
Acalentando todos os meus desejos...
Sentir o teu abraço...
O arrepiar da minha pele...
Sentir-te em mim de forma única...
Sentir-me viajar na tua pele...
Só te quero amar e ser amado!

Apetece-me...



Apetece-me aliciar o teu corpo contra o meu...
Sentir cada curva e saliência do teu corpo...
Encaixando de forma perfeita no meu...
Enfeitiçar-te com o meu olhar...
Ofuscando-te com o meu brilho...
Mostrando-te toda a sua profundidade...
Dançar descalço nos trajectos do teu corpo...
Percorrendo-te lentamente de forma sentir-te...
Tocando-te no mais profundo de ti...
Apetece-me ser teu debaixo deste céu...
Debaixo do olhar e do brilho das estrelas...
Onde não existem telhados nem paredes...
Não existem barreiras que nos possam travar...
Onde nos podemos amar e viver sem limites...
Com ou sem luar sentir os teus beijos...
Acalentando todos os meus desejos...
Sentir o teu abraço...
O arrepiar da minha pele...
Sentir-te em mim de forma única...
Sentir-me viajar na tua pele...
Só te quero amar e ser amado!

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Feliz...



Sinto a felicidade correr do meu corpo...
O bater forte do meu coração...
Toco-te a cada segundo nos meus pensamentos...
Inscreves-te a cada instante no meu horizonte...
Quando fecho os olhos sonhos contigo...
Sinto o toque a doçura dos teus lábios...
Inalo para o meu interior a tua essência sempre presente...
Preenches todo o meu ser com a tua presença...
Quando abro os olhos sorrio ao pensar em ti...
Alegras o meu dia por te sentir sempre comigo...
Sinto-te na tua ausência...
Vivo-te na tua presença...
Meus passos são bater de asas que me transportam...
Que me fazem flutuar no mais alto céu...
Sinto-me sufocar...
Por ao mundo não poder gritar...
A palavras mais doce que desejo vociferar...
Quero o teu nome o mais alto elevar...
E segui-lo para onde quer que ele vá...
Quero-te...
Desejo-te...
Anseio-te...
Hoje e sempre meu Amor!...
Feliz eu me sinto viver...
E contigo quero permanecer...
Podendo juntos ver o entardecer...
Para depois em teus braços amanhecer...
E de novo ao mundo gritar...
Que só a ti quero Amar!...

Feliz...



Sinto a felicidade correr do meu corpo...
O bater forte do meu coração...
Toco-te a cada segundo nos meus pensamentos...
Inscreves-te a cada instante no meu horizonte...
Quando fecho os olhos sonhos contigo...
Sinto o toque a doçura dos teus lábios...
Inalo para o meu interior a tua essência sempre presente...
Preenches todo o meu ser com a tua presença...
Quando abro os olhos sorrio ao pensar em ti...
Alegras o meu dia por te sentir sempre comigo...
Sinto-te na tua ausência...
Vivo-te na tua presença...
Meus passos são bater de asas que me transportam...
Que me fazem flutuar no mais alto céu...
Sinto-me sufocar...
Por ao mundo não poder gritar...
A palavras mais doce que desejo vociferar...
Quero o teu nome o mais alto elevar...
E segui-lo para onde quer que ele vá...
Quero-te...
Desejo-te...
Anseio-te...
Hoje e sempre meu Amor!...
Feliz eu me sinto viver...
E contigo quero permanecer...
Podendo juntos ver o entardecer...
Para depois em teus braços amanhecer...
E de novo ao mundo gritar...
Que só a ti quero Amar!...

sábado, 3 de setembro de 2011

Partida...



O relógio dita que tenho que te ver partir...
Fisicamente vejo-te partir...
Tu vais...
E este sorriso percorre todo o meu ser...
Sentindo o teu toque como se aqui estivesses...
Terminada a sua viajem...
O sorriso trás consigo a saudade...
O querer-te mais e mais...
Fica nos meus lábios aguardando a chegada dos teus...
Tudo aquilo que sou brilha na tua presença...
Tu revelas-me...
Tu conheces-me...
Tu e só tu és aquilo que ninguém conseguiu ser...
És a minha alma gémea...
Tu és o brilho do meu olhar...
O sorriso que me faz suspirar...
Partes mas sei que vais voltar...
Vejo-te ir mas sinto-te em mim ficar!...

Partida...



O relógio dita que tenho que te ver partir...
Fisicamente vejo-te partir...
Tu vais...
E este sorriso percorre todo o meu ser...
Sentindo o teu toque como se aqui estivesses...
Terminada a sua viajem...
O sorriso trás consigo a saudade...
O querer-te mais e mais...
Fica nos meus lábios aguardando a chegada dos teus...
Tudo aquilo que sou brilha na tua presença...
Tu revelas-me...
Tu conheces-me...
Tu e só tu és aquilo que ninguém conseguiu ser...
És a minha alma gémea...
Tu és o brilho do meu olhar...
O sorriso que me faz suspirar...
Partes mas sei que vais voltar...
Vejo-te ir mas sinto-te em mim ficar!...

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Massagem...



Debaixo do meu olhar faminto de desejo...
O teu corpo desnudado das vestes...
Toco a tua pele...
A suavidade supera a mais suave das flores...
O tom dourado...
Trás um paladar mais doce que o próprio mel...
Delicadamente percorro cada célula do teu corpo...
Deslizando na frescura do creme que brilha na tua pele...
Toco-te e sinto-te como se fizesse parte de ti...
Sentindo-me deslizar e percorrer cada ponto do teu corpo...
Minhas mãos viajam em ti...
Num vai e vem delicado e provocante...
Minha pele funde-se na tua...
Sou parte de ti e percorro-te ansiosamente...
Massajando a tua preciosa pele!...

Massagem...



Debaixo do meu olhar faminto de desejo...
O teu corpo desnudado das vestes...
Toco a tua pele...
A suavidade supera a mais suave das flores...
O tom dourado...
Trás um paladar mais doce que o próprio mel...
Delicadamente percorro cada célula do teu corpo...
Deslizando na frescura do creme que brilha na tua pele...
Toco-te e sinto-te como se fizesse parte de ti...
Sentindo-me deslizar e percorrer cada ponto do teu corpo...
Minhas mãos viajam em ti...
Num vai e vem delicado e provocante...
Minha pele funde-se na tua...
Sou parte de ti e percorro-te ansiosamente...
Massajando a tua preciosa pele!...