quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Dor...



Dor latente...
Estímulo inverso que dilacera e destrói o pensamento...
Destroçando e consumindo o corpo em agonia...
Dor presente...
A ausência de ter a meu lado...
Vendo-te a olhar para mim...
Senti que estaria apaixonado...
Mas não consigo viver assim!...
A dor que provoca...
Tal aperto no meu peito...
Tão fina e precisa...
Que se entranha dentro de mim...
A dor que me faz erguer...
Abrir os olhos e conseguir ver...
Que o que sou quero viver...
Nem que para isso tenha que te esquecer!...

Sem comentários: