domingo, 22 de janeiro de 2012

Hoje...


Hoje...
Morro...
No momento em que deixei de sentir o meu coração... 
No instante em que senti este vazio em mim...
Hoje morre em mim o mais belo sentimento...
Aquele que nos faz mover montanhas...
Viajar centenas de quilómetros...
Nos faz aquecer tudo...
Nos faz acordar de manhã a sorrir...
E leva esse sorriso até ao adormecer...
Hoje morre em mim a capacidade de amar!...
Pois quem ama sofre...
Mas quer continuar a amar...
E eu esta dor sou incapaz de suportar!...
Hoje vivo no vazio da solidão!...
Num espaço sem coração...
Num instante sem razão...
Hoje é o dia...
Em que fecho de vez o coração...
Guardo nele todo o amor...
Todo aquele que contigo partilhei...
Contigo vivi e senti...
Hoje é o dia em que os anjos...
Deixarão de voar...
Pois não terão cidade onde voltar!...

Sem comentários: