quarta-feira, 30 de maio de 2012

Longe de ti...



Trocámos lágrimas e paixão...
Juntos sentimos os nossos corpos voar...
Como foi que um dia te perdi...
Tento no silêncio ouvir meu coração...
Mergulhado no seu triste soluçar...
Sentindo-se longe de ti...
Longe de ti parece não haver luar nem rosas...
E as noites caem todos os dias mais silenciosas!...
Passo noites completas em branco...
O dia parece mergulhar na profunda escuridão...
Sinto estar longe de ti...
Estando a cair dos sonhos acordado...
E sofrendo com o tempo um mau bocado!...
Longe de ti vou ter que aprender...
As alegrias do meu bom viver...
Deixando de lado o desejo ardente...
Aquecendo a cama agora fria!...
Abrindo asas e bem alto de novo voar...
E no barco dos sonhos de novo balançar!...

Sem comentários: