sexta-feira, 1 de junho de 2012

Dispo-me...



Dispo-me de todas as ideias...
De todas as certezas...
Entrego o meu corpo ao vento...
Sinto a mais doce das brisas preencher-me o peito...
Como quem adormece ao cair da tarde...
Crente que o amanhã poderá não existir...
Dispo-me do passado...
De todas as nuvens que preenchem o alto dos céus...
De todas as amarras que prendem as minhas asas...
Liberto-me e ergo a cabeça...
Fixo o olhar no azul...
Elevo o meu pensamento...
Transporto o meu corpo bem alto...
Para lá do limite dos sonhos...
Dispo-me de tudo o que tolda o meu pensamento...
Sinto a leveza...
A pureza...
Alargo os horizontes...
Sinto-me capaz de ultrapassar o mais alto dos montes...
Nestas palavras me dispo...
Liberto a alma...
Elevo o pensamento...
Nesta liberdade e paz quero viver!...

Sem comentários: