quarta-feira, 11 de julho de 2012

Amar...



Quando o onde parece não ter lugar...
O tempo vai correndo sempre muito devagar...
Quando não interessa o que está para acontecer...
O mais importante é o dia de te poder ver...
Quando as palavras começam a querer faltar...
Altura de ao vento os profundos segredos contar...
Quando tudo o que acontece nos faz sorrir...
Mesmo nos dias em que é para partir...
Quando no branco do papel me entregar...
No corpo destas palavras me deixar viajar...
Quando tudo for difícil de esquecer...
Recorda o bom que é sentir e viver...
Quando não souberes o que estás a sentir...
E nas palavras te seja difícil exprimir...
Quando o ontem e o amanhã te incomodar...
Lembra-te que é no presente o acordar!...
Quando ao mundo um dia tentares explicar...
Esquece as palavras e limita-te a amar!...
 

Sem comentários: